Simplesmente SENSACIONAL!

O filme Amargo Pesadelo estava sendo rodado no interior dos Estados Unidos. O diretor contratou a locação de um posto de gasolina nos confins do mundo, onde aconteceria uma cena entre vários atores contracenando com o proprietário do posto que ali morava com sua mulher e filho, um jovem autista que nunca saía do terreno da casa. Num dos cortes para refazer a cena do abastecimento, um dos atores que, sendo músico, sempre andava acompanhado do seu instrumento de cordas, aproveitando o intervalo da gravação e já tendo percebido a presença de um garoto que dedilhava um banjo na varanda da casa, aproximou-se e começou a repetir a sequência musical do garoto. Como houve uma "resposta musical" por parte do garoto, o diretor captou a importância da cena e mandou filmar. O restante, é para extasiar nossos corações.

Alguns detalhes devem ser observados:

O garoto é verdadeiramente um autista;

O garoto não estava nos planos do filme;

A alegria do pai curtindo o duelo dos banjos... dançando

A felicidade da mãe captada numa janela da casa;

A reação autêntica de um autista quando o ator músico pretende cumprimentá-lo.

A equipe parou num posto de gasolina para abastecer e aconteceu a cena mais marcante que o diretor teve a felicidade de encaixar no filme. Vale a pena o duelo, a beleza do momento e, mais do que tudo, a alegria do garoto.

Repare na sua expressão. No início está distante, mas, à medida que toca o seu banjo, ele cresce com a música e vai se deixando levar por ela, até transformar a sua expressão num sorriso contagiante, transmitindo a todos a sua alegria.

A alegria de um autista, que é resgatada por alguns momentos, graças a um violão forasteiro. O garoto brilha, cresce e exibe o sorriso preso nas dobras da sua deficiência, que a magia da música traz à superfície. Depois, ele volta para dentro de si, deixando a sua parcela de beleza eternizada "por acaso" no filme "Amargo Pesadelo" (Ano 1972).


**************************

Divulgação:


Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz.
Humanista. Cientista na área do Direito. Escritor. Poeta. Embaixador Universal da Paz pelo Círculo Universal dos Embaixadores da Paz - Cercle Universel des Ambassadeurs de laPaix - France & Genève Suisse. Medalha do Mérito Cultural Fluminense de Belas Artes. Artista Plástico com ênfase na pintura, formado pelo Núcleo de Aprofundamento em Pintura do Parque Lage, RJ. Acordeonista formado pelo Conservatório Musical Santa Cecília, Lorena, SP.
Membro dos Poetas del Mundo
Pesquisador Fundador do Centro de Pesquisa Jurídica Sílvia Mota
Criador da Rede Sócio-Cultural Poetas e Escritores do Amor e da Paz
Site do Escritor no Recanto das Letras
30 Blogs destinados à divulgação da linguagem literária e pictórica
Membro da Rede de Escritoras Brasileiras
Membro Efetivo da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores
Membro Efetivo da Academia Virtual Brasileira de Letras

Exibições: 77

Responder esta

Respostas a este tópico

Hoje, ao ler sobre V.Sª, senti-me tremendamente honrado por ter sido convidado para fazer parte do PEAPAZ! Eu com meus tão insignificantes poemas e textos. Muito lindo este seu post.

RSS

Membros

Aniversários

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...