Abro a presente discussão, sobre um tema polêmico:

a exibição dos restos humanos ao público que trafega pelos museus.

Para alguns estudiosos, tal exposição não fere a ética, porque essa é uma forma didática, eficiente e eficaz, de ensinar aos visitantes dos museus as condições de vida e morte ocorridas no passado.

Além disso, os despojos não se apresentam como um artefato qualquer,

pois inserem-se em um ambiente diferenciado,

carregado de conotações religiosas e de identidade, entre outras.

Gostaria de saber a opinião dos peapazianos, a respeito do tema.

Artigos relacionados ao tema em epígrafe:

Exposição Antropológica de 1882 |Atividade Ciência e Racismo no MN

Vestígios da pré-história à mostra no Museu de Arqueologia da Unicap

Museus querem devolver restos humanos a povos indígenas

A história do homem que foi empalhado e exibido como um animal

Famílias de vítimas do 11 de Setembro não querem restos mortais em ...

Exibições: 41

Responder esta

Respostas a este tópico

Sílvia é muito difícil ter uma única opinião porque depende do ponto de vista que se analisa.

Se eu analisar pelo ponto de vista científico, não há nenhum problema em ver um osso, órgão ou aparelho humano que servirá de estudos, pesquisas e conhecimentos para aprofundamentos futuros causando a própria humanidade progressos, curas e realizações.

Se eu analisar pelo ponto de vista religioso, sentimental, o corpo, ou parte dele é visto como sagrado. Não deve ser profanado, nem exposto, nem comercializado.

Do meu ponto de vista, a exposição de restos humanos ao público em museus, é assunto voltado meramente para o científico, ou seja dependendo de como for visto e aceito. Desde a antiguidade, o corpo humano é analisado e estudado, em todo o seu conteúdo. Se visto como instrumento de estudo quanto a ciência, será bem aceito. Se analisado quanto ao lado religioso, pode ser visto como um troféu ou pedestal, digno de respeito e assim, jamais deve ser exposto ao público. E assim, como é polêmico, é assunto infindável... Enquanto alguém aceita ou não cientificamente, o mesmo também acontece, quanto aos tramites religiosos!!! 

Sou a favor, desde que esta exposição seja um documentário antropológico, que mostre um objetivo cultural e educacional, e que não fira nenhum principio religioso, que a fé seja respeitada e preservada, e que seja para visitas de pessoas adultas. Muito obrigado grande escritora e poetisa Sílvia Mota por nos conceder este espaço para darmos a nossa opinião, você é demais Sílvia, que Deus te abençoe, muito obrigado. Poeta Malume do Brasil.

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...