Todo dia, sempre a mesma postura,

Diante da vida que corre célere

E não admite prostração, inatividade

Diante da necessidade maior de ser feliz,

 

 

Esperar, não agir, é não viver a vida

É entregar o destino próprio ao léu

Ou ao sabor do acaso, sem participar,

É, no mínimo, atitude covarde.

 

Eu quero, eu imagino, eu luto,

Começo projetando meus pensamentos

Para o universo assimilar a energia

Que me será devolvida na proporção

Do esforço por mim despendido.

 

O ensinamento do momento, frente

À imagem, que meu olhar capta, inerte.

É valorizar cada momento. vivendo-o

Com intensidade, pois a vida é uma só.

 

Age, linda mulher, com toda força

Capaz de teu ser jovem e belo.

Entrega-te com confiança e denodo

À vida que é benção e dádiva divina.

 

 

Isabel C S Vargas

Pelotas/RS/Brasil

 

 

 

 

 

 

Exibições: 248

Respostas a este tópico

Lindos versos Izabel

Parabéns minha querida

Gde beijo

obrigado querida, bjo

RSS

Membros

Aniversários

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço