VERÃO... É VERÃO!

V ida escorre no Verão tão temido, tão desejado 

É quente seco e sufocante, corpos abertos ao sol em descoberta

R ompem-se as noites cálidas em beijos, nas ondas mornas

A rdentes de sal e sol beijos buscam bocas de desejo na ânsia de frescura!

O calor aquece os sangues, destrava sentidos... Chega sem freios!

 

É sem sombras nem filtros! Chega tórrido de excessos!

V erão  penoso  Verão gostoso.. Depende....

É tempo de ceifas do trigo, do pão, de euforia  nas aldeias!

Romarias cantos danças festejos férias de campo e de mar

A mor e doação tambem faz o Verão na Alegria convivial 

O ndas mergulhadas! Ondas de sal ou de Vida em frenesim.

Chantal Fournet

22 de Maio 2017

Portugal

 

Exibições: 17

Respostas a este tópico

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...