Sentado numa pedra a beira do rio

Admirando os últimos rios do sol

Beijando as águas benditas e frias

Num adeus do dia que vai embora.

 

As primeiras estrelas anuncia o anoitecer

Os pássaros procuram a copa das arvores

Para olhar a lua com sua extrema beleza

Iluminando lentamente as eternas estradas.

 

Os peixes nas águas pululam de alegria

Passeando em cardumes se abraçam

Extasiados se beijam inebriados na magia

De viver um momento de pura felicidade.

 

Olho nas ondas silenciosas e inigualáveis

Tocando-se com sensualidade e prazer

Beijando-se em louvor aos entes das matas

Agradecendo a Deus por mais um anoitecer.

Exibições: 85

Respostas a este tópico

Encantada pela suavidade e beleza bucólica de seus versos! Poema lindo!Beijos!Nina Costa

LUIZ GONZAGA BEZERRA

Parabéns estimado poeta, pela grande beleza de suas letras, bjs MIL.

Gostei de seu poema.

Parabéns.

Arlete.

Olá Luiz,

Bom demais poetizar e ser poetizado pela natureza. PARABÉNS!

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço