Eu amo os meus pés que caminham na vida
Amo o meu olhar que vê o branco da margarida
Amo o céu acima de mim, azul tão lindo...
Amo a primavera que vem florindo
Amo a lágrima que desce no meu rosto
Eu posso chorar por ter tido algum desgosto...
Mas quando sorrir sentirei o verdadeiro valor
Jamais poderei apreciar o colorido...
Se antes não presenciei o mundo sem cor!
Amo o amargo e o doce, eu posso senti-los...
Obrigado meu Deus por eu sentir o sabor!

Amo a descida e também a subida...
Ninguém fica só em glória nesta vida...
Tem que agachar para amarrar o sapato...
Tem que subir para ficar lá no alto
Quando vencer vai se sentir na altura
Quando morrer tem que deitar numa sepultura...
Somos pequenos e somos grandes e isto vai se mostrando...
Há quem queira ser o melhor, mas até quando?
Num ponto em que há um jardim florido
No inverno todas as flores terão morrido
A terra se mostrará sem nenhum valor
Mas na primavera ficará coberta de flor
Se hoje você é um inverno frio e sem cor...
Preserve a eternidade do seu amor
Amor a vida, este não deve morrer...
Sobreviverá mesmo quando a terra me esconder...
Ali meu espírito estará sorrindo, pois sobreviveu...
“Morremos”, mas acredito que ninguém morreu!
Nossa essência é para toda eternidade...
Viverei, até mesmo quando de mim
só restar a saudade...

Janete Sales Dany 
Poema@protegido por lei
Registrado e imortalizado na Biblioteca Nacional
No livro "Cântico da Eternidade e outras"
03/10/2015
São Paulo - Brasil
21:56hs

Licença Creative Commons
O trabalho Cântico da Eternidade de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Intern....

Exibições: 592

Respostas a este tópico

Lindo querida Janete

 bjus 

Obrigada querida amiga Dione!

Beijos no coração

Diante de tão sábias palavras...fiquei sem palavras!...

Aplausos e beijos fraternos.

Bom dia querido amigo Geraldo Coelho!

Obrigado pelo estímulo e amizade verdadeira.

Um sábado repleto de paz

Beijos

RSS

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Poema ao acaso...

PLATAFORMA LATTES

É possível registrar, para efeitos acadêmicos, os textos publicados no Portal PEAPAZ. Quando se realiza o login na Plataforma Lattes, do lado direito da tela aparece uma janela com a pergunta: "O que você quer registrar?" com a listagem dos tipos de publicações a serem registradas. Entre essas, consta: "Redes Sociais, Websites, Blogs", onde o autor deverá clicar. A partir daí abrirá uma janela, na qual se realizará o registro. É necessário preencher todos os espaços.

Badge

Carregando...
*