PÉS DESCALÇOS.

Sigo por entre essas pedras no meu caminho

Desviando dos empecilhos na contramão

Sentimentos machucados pelos espinhos

Das rosas que um dia brotaram aqui no chão

Meus sonhos foram desfeitos,  dando vazão

às torturas que se apossam, sem eu querer

Dessa vida que só obtive por comissão,

as noites seguidas de cada alvorecer!

Desconheço, se no fim dessa caminhada

ainda restará viver, mesmo em despedida.

Foram tantos feitos e resumidos - nada!

que eu já desisto das buscas e dos encalços.

Só lamento ter vivido por toda vida,

sangrando nas pedras pelos meus pés descalços.
Mônica Pamplona.
Belém-Pa-Brasil.

Exibições: 268

Respostas a este tópico

Pedras e espinhos; são fáceis de se desviar; para que com os mesmos pés descalços; se encontre as flores!...
Amei!...Meus aplausos.

RSS

Membros

Aniversários

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...