Perdas e danos (Anoitecer)

Apesar da fúria assassina
que arranca pedaços do peito e ele sangra,
jogado no vale das sombras
ao intenso sofrimento... Campo de cemitério!


Há algo incompreensível (?!) que impõe o renascer,
na luz que delicadamente se denuncia
na vida que continua, num sorriso, num abraço,
e tudo vai se transformando...


Viver, morrer, chorar, sorrir,
anoitecer, dormir e acordar para o dia,
a vida continua, independente de nós,
e segundo a vontade de viver e ser feliz,
tudo pode acontecer, apesar de tudo...

Maria Iraci Leal
POA/RS/Brasil
10/07/2017
Obra protegida

Exibições: 123

Respostas a este tópico

Sem dúvida, querida amiga.

Apesar de tudo, a vida continua. Quisera se pudesse optar em parar o tempo.

Linda criação.

Parabéns.

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...