http://api.ning.com/files/EiPRnn58uVld4DSwSglWg6ukfsBGtB15GHKyKFafcfzl*Mji*kAJ8078-8ceMgvZCqkCN1Si9kKVc2tfNpXYE*rPNsrdxm4*/2012_11_13_13_09_261.jpg

Não acredito, eu não posso acreditar...

Eu vejo o verde morrendo de norte a sul...

A fumaça se dispersando neste céu azul!

 

É triste, eu não quero olhar...

A fome dizimando várias vidas neste planeta fecundo...

Discórdias tolas que nos aproximam do fim do mundo!

 

Não aceito, eu não posso aceitar...

Animais engolindo o lixo que foi jogado no mar...

O plástico flutuando nas águas fazendo a natureza chorar!

 

É horrível, eu não quero olhar...

Milhares de pássaros presos sufocados pela ambição...

Uns morrem; outros perdem a liberdade de ser o que são!

 

Não aprovo, eu não posso aprovar...

Todo homem que nasce a vida quer desvirtuar...

Tudo seria perfeito se desde pequeno fosse ensinado a amar!

 

É tarde, mas não é impossível...

Vamos destruir a ambição que leva uma pessoa a efetuar o mal...

Tudo seria diferente se aprendêssemos a viver com o essencial!

 

Eu acredito, eu quero acreditar...

Que renascerá um novo ser; este que ainda há em nós...

Que não aceita o ódio dentro de si e só o amor sai de sua voz!

 

Janete Sales Dany

Brasil - São Paulo

 Poesia registrada na Biblioteca Nacional

Exibições: 325

Respostas a este tópico

Belissimo minha amiga

Versos reflexivos e bem redigidos

Aplausos querida

Gde beijo

Boa noite querida Selda!

Fico feliz que você apreciou!

Obrigada pela linda presença!

Beijos

Amiga Janete, uma beleza de obra a sua. Versos inspirados e profundos. Abraços carinhosos.

Boa noite querida Regina!

Que ótimo que você gostou!

Obrigada pela linda presença

Beijos

Belo , divinamente inspirado, seu poema! Um desabafo, uma súplica, uma reflexão incrível!

Beijosssssssssss

Boa noite querida Maria das Graças!

Fico feliz que você apreciou as minhas linhas!

Obrigada pela linda presença!

Beijos

Reflexivo, sensível e belo, teu poema é emocionante. Parabéns! Beijossssssss

Boa noite querida Sílvia!

Fico muito feliz que você apreciou os meus versos!

Obrigada por iluminar a minha noite com a sua linda presença!

Beijos

Querida Janete.

 

Muito belo o teu poema.

Em tua última estrofe escreveste

Que renascerá um novo ser; este que ainda há em nós...

Que não aceita o ódio dentro de si e só o amor sai de sua voz!

Parabéns, querida poetisa!

"Palingenesia"significa "renascer na própria vida."

E este ser é este homem ou mulher que não aceita muitas coisas erradas que descobre e resolve mudar, realizar um processo de evolução e ajudar a outros.

Eu acredito, eu quero acreditar...

Gostei muito de saber querida Arlete,

Ótima reflexão sobre o assunto, parabéns!

Obrigada de coração

Beijos

Janete,

  O teu verso que diz Eu acredito, eu quero acreditar, saiu no final de minhas palavras, mas não são meus

 

Se fosse eu a dizer, falaria assim:  Eu sei, eu quero saber mais

 

Beijosssss

Boa noite querida Arlete!

Obrigada pela bela análise,

fiquei muito feliz em saber!

Agradeço pela linda presença que sempre acrescenta!

Beijos

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...