Revela-te, 

ainda que as nuvens de fumo denso, 

que se elevam do teu cigarro 

tornem baça a volumetria do espaço 

e a fragilidade do teu olhar 

se esconda sob a aba negra 

do teu chapéu de l'enfant terrible. 

 

Marca o tempo, 

sincopadamente, 

como se marcasses o tempo da melodia 

que ecoa a partir dos poros da tua pele 

macia e perfumada 

com a diáfana essência 

dos alquimistas sonhadores. 

 

Cria a atmosfera 

e o romance acontecerá! 

Desenha a fisionomia das almas 

e a luz transbordará esdrúxula! 

Define os contornos dos corpos 

e o suor lavará até o mais impudico dos silêncios, 

exibindo o mais cruel dos nus. 

 

Tu és o anjo seráfico 

que caiu duma estrela sem nome 

e morreu num quadro bizarro! 

De que te serve a roupa, 

se não tens corpo? 

Que hino cantarás, 

se não debitas qualquer som? 

 

Vã imagem essa que ousas ser... 

Ninguém te ouvirá reclamar 

ou sequer zurzir a mágoa. 

Porque te queixas? 

Paulo César * Portugal

Em 02.Março.2017 

Exibições: 74

Respostas a este tópico

http://img1.picmix.com/output/pic/original/3/3/3/8/6218333_09c3d.gif

beijos de poesiaaaa!!

Chantal Fournet

Estimado amigo, poeta e escritor Paulo César,

Através dos versos apresentados, ultrapassas os anseios do leitor, sempre ávido de beleza e estranhamento. Ofereces  vocabulário incomum, numa língua trabalhada, que encanta e seduz.

Parabéns e Felicidades!

Beijosssssssssss

P.S. À primeira leitura do título aqui apresentado, pensei que se tratasse de um Poema Visual inspirado no meu poema "Bullying: a queda de um anjo". E, pensei comigo mesma: "Poema publicado em espaço errado..." Mas, grata foi a surpresa, ao perceber outro contexto.

Muito bom

Parabéns amigo e poeta e escritor Paulo César,

Resultado de imagen para Poeta amigo.

 Paulo César

Estimado amigo poeta Paulo César,

que magnifica obra nos ofereces, encantada,

parabéns, bjs MIL.

Un placer leerlo

Agradecemos y felicitamos tu obra

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...