Tema do Grupo Antologia Imagem e Literatura: MISTÉRIO

Mauro Martins Santos - Moji Guaçu-SP - Brasil

Poema 

TU GALATHÉIA, MEU MISTÉRIO

Primeiro as nuvens ligeiras e rosadas,

Logo as seguem as avermelhadas

É o prenúncio de eminente temporal...

Bandos de pássaros fogem em aluviões,

Nuvens rotas, escuras e acinzentadas,

Ou amontoadas com suas bordas prateadas

Tingidas pelos coriscos dos raios e trovões,

Tingem a cúpula da inversa atmosfera abismal...

 

Gosto de ti forte chuva, nos telhados,
sonho e vejo coisas que ninguém entende.
Em meio ao vento e relâmpagos, se desprende

quadros fantásticos, aerotransportados.

Dos pilares infinitos escorrem cores delicadas

Leves, não são primárias, esmaecem misturadas;

Perpassam longos dedos brancos de uma fada,

Nas alturas, evola o som de uma voz desolada...

 


De tuas pálidas mãos saem imagens encantadas,
Uma alada canção palpita e aos píncaros ascende,
Imagem fantástica que os meus olhos apreende,

Como o espoucar de um impossível plenilúnio,

No firmamento mutante de veredas desoladas,
A descobrir teu rosto branco e frio, ó infortúnio,

Por que imitas as máscaras e vedas teus olhos?
A marcar assim encoberta o arrepio deste mistério!

 

 

Teus seios tomados de flores rubras, estranhas, dolorosas…

Gélidas, mil cores, que escorrem em teu peito de rosas.

Talvez após todas as tempestades desponte

O dia que possa desvendar tua aparição misteriosa,

Buscarei minha doce dama no fundo de meu coração, 

Cria-la em tela, embora inerte - serás a minha rosa...

Eu Pigmalião, tu Galathéia minha doce amada e formosa

Donzela esculpida na ótica tridimensional da ilusão.

 

Ao receber meus presentes e beijos, ficaste carinhosa,

Ganhaste vida, minha querida, similar da lenda famosa,

Ouviste meu clamor, condoeste por meu amor solitário,

Saíste de teu pedestal, beleza de estrutura harmoniosa,

Eu te criei em proporções, zelo e amor de forma ditosa,

Branca de marfim, aos poucos emanaste cores no átrio,

Ganhaste o calor em teu corpo, cor nos lábios, ó delírio,

Tenho agora a ti Galathéia, a mim tornaste meu corolário!


 

Exibições: 126

Respostas a este tópico

INSPIRAÇÃO MARAVILHOSA ,ÚNICA.PARABÉNS.

Minha tão querida amiga Isabel Vargas

Receber estas palavras como sempre de tua parte - econômicas, "mas como nos pequenos frascos, traz a essência mais preciosa e rara" assim em seis palavras colocastes  uma que lembrarei para sempre: "única"...

Ninguém diz ou grafa esta palavra se não houver sentido o desforço espiritual e mental de quem compôs algo que lhe tocou.

Obrigado por tuas palavras cuja qualidade expressiva, intelectualidade serena e lúcida inteligência honra-me em conhecê-la e ter o privilégio de contata-la; como honras sobremaneira o PEAPAZ como casa que nos abriga a todos. Obrigado queridíssima amiga e escritora-poeta por ser minha amiga..Um beijo e um abraço de amigo fraterno.

Teu agradecimento é uma obra de amizade gratuita , desinteressada. Só tenho a agradecer.

Creio que temos uma grande afinidade aqui neste portal. A necessidade de escrever. E este sentimento faz por si só a aproximação de quem assim sente. Escrever dá sentido à vida, promove empatia entre o que escreve e o interlocutor. Proporciona, inclusive, autoconhecimento, na medida que externamos nosso sentimento sem nem percebermos que estamos expondo nossa alma.Depois de escrito,percebemos o insight acontecido.

Abraço amigo

Isabel

Belíssima inspiração,  belíssima obra, estimado poeta amigo, Mauro Martins!

Adorei ler teu inusitado poema! 

Parabéns! Beijosssssss

Muito obrigado querida amiga Graça Araujo,

Possa saber brilhante escritora e poeta, a profunda sinceridade nas palavras deste meu agradecimento. Teus incentivos procedem de matriz de tal capacidade literária, que chego a pensar: tenho que melhorar muito para continuar a receber tão abalizadas palavras. Saiba imensa amiga, a felicidade são feitas de momentos e este é um desses MOMENTOS. Meu abraço de admirador amigo e fraterno um beijo de gratidão e respeito.

Mauro Martins Santos

Encantada com a grande beleza de tua obra,

parabéns estimado amigo poeta Mauro, bjs MIL.

Queridíssima, cada vez mais próxima, amiga MIL:

Obrigado pela leitura deste escrito, sempre o dedicamos a quem o lê. Que a Paz e a Ternura de nosso Pai, a tenha nos braços. Meu abraço especial e um beijo de amor fraterno de quem sempre a tem no mimo da memória.

                                                          O NASCER DA TERRA

(carecemos um novo renascer)

*****************

Meu efusivo abraço de agradecimento, querido amigo Almada.

Tua presença sempre bem humorada traz-nos a brisa refrescante e necessária

às paragens da alma.

Obrigado grande escritor-poeta,

teu parecer de agrado é incentivo certo a novas empreitadas.

Um abraço do mais sincero calor amigo e fraterno.

 Mauro Martins:

 Belíssimo poema!

 Parabéns.

 Abraço.

 

Lúcia Claudia, grande amiga.

Obrigado pela sua sempre agradável e honrosa presença. Me faz feliz por ter apreciado. Um abraço fraterno.

Boa noite, parabéns amigo Mauro. Uma beleza de obra. Abraços carinhosos.

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...