Local intocado, virgem

Quase um santuário natural

Sem a ação depredadora do homem.

Um milagre nos tempos atuais.

 

Qualquer riacho em meio à população

É poluído, contaminado, proibido,

Devido à ação das concentrações urbanas

Sem responsabilidade com a natureza e a vida.

 

Mas este que se apresentou a nossos olhos

Deslumbrados com tanta beleza intocada

Parecia uma visão sagrada esquecida

Pelos homens afoitos e irresponsáveis.

 

Incrédulos ao ver tanta beleza

Todos os visitantes iam explorando

Com ávido olhar de curiosidade e respeito

A paisagem que se descortinava.



Riacho com águas claras, límpidas

Peixes de todos os tipos e cores,

O som das águas das cachoeiras

Tornavam o ambiente calmo,

 

Frondosas árvores, flores em abundância

Sequóias centenárias, figueiras com seus imensos galhos

E generosas sombras a acolher as pessoas.

Fazia-nos sentir em um ambiente quase sobrenatural.

 

Observando as belezas naturais

Respirando um ar tão puro

Era inacreditável estar próximo

De uma cidade com indústrias.

 

Todos os visitantes após desvendarem

O que foi possível de tão lindo local

Reuniram-se em torno de uma sequóia

E emocionados entoaram uma canção.

 

Cada um fez um pronunciamento espontâneo

Comprometendo-se a cuidar de locais

Com tanta beleza e riqueza natural

E assim promover a natureza.

 

Louvável atitude que deveria ser seguida

Por todas as pessoas que desejam salvar

 A natureza, o planeta para as gerações futuras

Que merecem um mundo melhor e seres melhores.

Isabel C S Vargas

PELOTAS/RS/BRASIL

Exibições: 142

Respostas a este tópico

MUITO OBRIGADO AMIGA REGINA,

Poema que nos leva à reflexão sobre os cuidados a serem tomados em favor da Natureza. Parabéns! Beijoss

Grata Silvia. Abraço

TEMA MUITO BELO.

QUANDO OUVIMOS SOBRE UM LOCAL TÃO PURO COMO VC. DESCREVEU, CHEGAMOS Á EMOÇÃO.. A NATUREZA  CUIDADA E CONSERVADA PRESERVA AS ÁGUAS E A PRÓPRIA VIDA.

PARABÉNS.

ARLETE.

GRATA QUERIDA. BJO

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço