Acreditas?

Acreditas que um amor possa ser guardado por tanto tempo? Nem eu acreditava... A preeminência de rever-te faz inócuo o lapso temporal que nos separou os corpos... As lágrimas borbulham e a música de outrora reconstitui um passado que jamais ocorreu...

Acreditas que um amor possa ser guardado por tanto tempo? Nem eu acreditava... É como se ignorasse que tens uma vida que deve ser respeitada e que não existisse nada demais em atirar-me nos teus braços, só que desta vez com mais sofreguidão...

Posso enviar-te meus beijos?...


Rio de Janeiro, um dia qualquer, um mês qualquer, um ano qualquer... talvez 1993

Imagem principal capturada em e-mail - Grupo Virtual

Fundo musical: Georges Jouvin. Historia de un Amor

Exibições: 100

Respostas a este tópico

Precioso Silvia, el amor vuela como mariposas en un tiempo inexistente

Beijoooooss

Querida María Cristina,

De tudo o que vivemos, as lembranças que ficam são tesouros de inestimável valor.

Agradeço tua leitura e carinhoso comentário.

Beijosssssssssss

Linda carta de amor...

A música ficou sublime com tuas linhas repletas de amor..

E o envio dos beijos no final...ah...encanto!

Belíssimo querida amiga Silvia Mota!

Beijos no coração

Querida Janete, trata-se apenas de um bilhete de amor...

Feliz, porque gostaste.

Beijosssssssssssss

Estimada Sílvia

Comentário folosófico.

A busca do Amor é uma utopia, mas sem Utopia, viver seria insuportável.

O viver é um complexo de interesses. A vida então, é utopia, são interesses.

O amor manifesta-se em diversas facetas na curta passagem em terra firme

No altruísmo reciproco, em desejos patológicos, em apegos, sortilégios, hábitos

Maria Tereza de Calcutá, Astolfo Barroso Pinto (Rogéria)

Comportamento faz o hábito (eu li isto em livro e absorvi).

Beijos, claro que aceito, tenho fé em furtivos carinhos; Acredito  na carta, porque tenho cartas guardadas amareladas oxidadas pela lignina da madeira. Vivo de Utopias, redentora das aflições humanas.

abraços com afeto de seu parceiro nas Letras,  antonio

Image result for imagem de rosas amarelas

Estimado Antonio Domingos,

Sempre apreciei enviar e receber cartas de amor.

Vivi numa época em que as cartas demoravam semanas para chegar ao destinatário... e isso, quando chegavam! kkkkk... Hoje, a Internet facilita nossa correspondência amorosa, pois o e-mail, skype e outras ferramentas, cumprem sua missão perfeitamente.

Grata, pela leitura e adorável comentário.

Beijossssssssssss

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...