Bilhete de amor
Em resposta à tua missiva
 
Rio de Janeiro, 12 de março de 2012 – 10h32

Amor,
Mas é exatamente assim...
gosto de oferecer-me paixão a quem amo; transformar meu corpo em deleite – belo, degustável e apetitoso. Ofereço-me inteira. Para os atos de amor, cultivo o dom da oferenda. É natural em mim... diria mesmo, incontrolavelmente natural. Meu corpo se revela entre pudor e despudor, fuga e retorno. Perco-me... para reencontrar-me em ti.

Minha paixão, aos teus cuidados.
Beijossssssssss
 

Exibições: 48

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...