Cumpadi,tô numa

tristeza  que só,

meu cerrado tá

em chama gritando

que dá dó..

O mutum num pia

mais com o canto

 da siriema ..

só tem fumaça

no ar e fogo

que tudo queima

As flor tão lindas

virou  cinza...

A bicharada morreu

silenciou o cerrado

Nada voa nada canta

nada pia é a vida

cumpadi ,que na

queimada morria.........

 

Marcia_Portella

Exibições: 62

Respostas a este tópico

Mai num é intão, essa minina...

Dá uma réiva danada

di vê essis cara fazeno essa disgracera,

essi monti di bestera,

di dexá as mata tudu queimada...

Dá, mai é vontade,

di pegá essis isconjurado

e botá elis de vredadi,

nu meio do fogaréu,

pramodi elis sinti cuma é ficá queimado...

Dessas coisa qui um dia

nosso amigo lá dinriba vai castigá,

pruque essis cara num si podi perdoá...

Queim sabe, né?

Vamisperá...

 

Mondibejus procê,

Marcial

 

 

 

 

Que desatri minha cumadi

Fogo pra tudo conté lado

Nosso Deus,este mundão tá tudi virado

Aplausos querida Marcia

Gde beijo querida

Li, reli e senti o drama do cerrado em chamas.

Belo poema!

Beijossssssssss

RSS

Membros

Aniversários

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...