ESSA PÁGINA SE DESTINA ÀS INTERAÇÕES ENTRE AUTORES QUE QUEIRAM PARTICIPAR DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO ALTEROSAS.

Esta PÁGINA é provisória e será deletada tão logo tenhamos o TÓPICO 1 - CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO VIOLA, desenvolvido.

Para a compreensão do que se pretende na estruturação do GRUPO CULTURA REGIONAL, por favor leiam o que consta no ESPAÇO PARA ADMINISTRAÇÃO DO GRUPO, e o que escrevemos na PÁGINA DE APOIO PARA DESENVOLVIMENTO DO GRUPO CULTURA REGIONAL.

abraços.

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$.

AUTORES INSCRITOS PARA DESENVOLVIMENTO DO TÓPICO 1 - REGIÃO ALTEROSAS:.

 

1) Marco Bastos - 19/10/2014.

2).

3) 

 

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$.

METODOLOGIA

PRETENDEMOS QUE A METODOLOGIA SEJA ÚNICA PARA TODAS AS REGIÕES. ASSIM O QUE FOI ESCRITO PARA A REGIÃO VIOLA SERVIRÁ COMO EXEMPLO PARA TODAS AS REGIÕES.

:

1) Dada a extensão da Região (e das Regiões) o trabalho de elaborar a melhor caracterização cultural da Região, demandará muito tempo. Várias pesquisas a serem realizadas - Quanto maior a Região e mais variados forem os parâmetros, mais complexo se torna o trabalho.

2) Assim proponho que os desenvolvedores pensem e cheguem a um acordo sobre o conjunto de fatores que poderia ser suficiente para caracterizar a Região Viola. Mesmo em se tratando de uma simplificação, só estaríamos levando em conta os fatores significativos para caracterizar e diferenciar a Região.

3) Depois de listados esses fatores significativos, poderíamos subdividir cada fator em aspectos físicos e/ou culturais, históricos, sociais, factuais, que no conjunto cobrisse e desse significação ao fator analisado. Os membros da Região poderão optar para apresentar textos, fotos, vídeos, mapas referentes a suas escolhas. Mais de um membro poderá trabalhar um único fator da lista.

Exemplificando:

a) Digamos que o Fator PLURALIDADE ÉTNICA seja considerado importante para a caracterização da Região VIOLA.

b) Consideremos que Etnia se subdividisse em : b.1) Ocupação espacial anterior à ocupação europeia. b.2) A ocupação portuguesa; b.3) a imigração italiana; b.4) a imigração japonesa; b.5) Outros fluxos migratórios, nordestinos, etc.

c) Isolemos agora um único desses subfatores, por exemplo: b.2) A OCUPAÇÃO PORTUGUESA - e listaríamos para caracterizá-la: b.2.1) JESUÍTAS E CATEQUESE; b.2.2) CAPITANIA HEREDITÁRIA; b.2.3) ENTRADAS E BANDEIRAS; b.2.4) MUDANÇA DA CAPITAL DA COLÔNIA DA BAHIA PARA O RIO DE JANEIRO; b.2.5) MUDANÇA DA CORTE PORTUGUESA PARA O BRASIL; b.2.6) A PECUÁRIA, CAFÉ E CANA DE AÇUCAR, MINERAÇÃO; b.2.7) ESCRAVIDÃO, b.2.8) etc, o que fosse significativo...

d) É preciso não perdermos o foco e que precisamos trabalhar com sínteses. Não estaremos escrevendo livro sobre a Região mas apenas caracterizando-a CULTURALMENTE. Teríamos concluído que a) PLURALIDADE ÉTNICA é fator importante para caracterizar a REGIÃO VIOLA; b) Que a OCUPAÇÃO PORTUGUESA, deixou traços culturais significativos; c) Que a CAPITANIA DE SÃO VICENTE, trouxe portugueses; c) Que o COLÉGIO DOS JESUÍTAS, deslocou os portugueses em direção ao planalto paulista. d) Que os BANDEIRANTES expandiram a ocupação para toda a REGIÃO VIOLA., etc.

e) Ainda como METODOLOGIA: Faríamos um pequena Síntese que agregasse esses subfatores e elaboraríamos textos (telegráficos) que acompanhados de links, fotografias, músicas, pequenos arquivos, mapas antigos e atuais, ilustrassem ou informassem sobre COLÉGIO DOS JESUITAS, BORBA GATO, FERNÃO DIAS PAES, a EXPANSÃO DO CAFÉ E A CONSTRUÇÃO DE FERROVIAS, fixando os PORTUGUESES na REGIÃO.

f) Ultrapassada essa etapa, procuraríamos identificar os impactos dos PORTUGUESES na REGIÃO  em estudo.

g) Reunindo esses fatores, índios, portugueses, árabes, italianos, japoneses etc. terminaríamos por tomar sopa de pedra, acompanhada de kibe e macarronada da nona, à beira do Riacho Timboré, onde fomos assistir a dança da CATIRA.

h) Mas CATIRA,  que diabo é isso? rsrs. Ah! bom, agora sim, vamos mostrar a tal Catira, alguns poemas da Cora Coralina. sabendo porque são como são, e que influências estão neles presentes.

Agora sim, podemos escrever poemas, causos, contos, conversas de compadre com comadre não achando que decorrem da invasão de seres verdes antenados na nau do Villegagnon, ou que Manoel de Barros nada tem a ver com João de Barro, ou que os dois foram batizados no João das Botas, numa roda de samba do Crioulo Doido. rs.

***********************************************************************************************************

EM DISCUSSÃO A QUESTÃO METODOLÓGICA, e os 30 membros da REGIÃO ALTEROSAS, se quiserem, por favor se manifestem. (19/10/2014) 

**********************************************************************************************************

Exibições: 43

Respostas a este tópico

Inscrevendo-me para participar no desenvolvimento do TÓPICO 1, referente à CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO ALTEROSAS.

Inscrevendo-me para participar no desenvolvimento do TÓPICO 1, referente à CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO ALTEROSAS.

RSS

Membros

Aniversários

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...