Educação Infantil – Com meus pequenos grandes mestres vivi uma experiência inesquecível

             Meu grande desafio começou em 2002 quando fui informada que receberia uma turma na educação infantil.Crianças entre 5 a 7 anos.Meu Deus! Gelei,pois ,apesar de haver estudado  teóricos ,metodologias e cumprir estágio curricular ser regente de uma classe de alfabetização seria algo novo para mim ,pois ,antes eu só havia trabalhado com séries maiores e a insegurança foi um sentimento que manifestou-se neste momento.

Após a notícia eu tinha que encarar a situação ou então dar adeus ao emprego.Desistir nunca foi a minha marca .Fui a luta!Pesquisei,estudei, busquei ajuda das colegas mais experientes nestas séries,enfim... Reconheci que deveria cumprir com a minha responsabilidade neste novo desafio.

No inicío das aulas quando entrei na sala senti a imensa responsabilidade frente aquela turminha cheia de gente pequena  e muito curiosa.E foi justamente esta curiosidade que usei para motivá-los a aprender. Nossa sala de aula era um espaço de convivência e comparo a um grande laboratório onde a troca de experiências permitiu-me um amadurecimento profissional.

Descobri na escola um espaço que foi meu grande aliado para a formação dos meus pequenos leitores: A biblioteca.Ah! Era maravilhoso as nossas visitinhas ali.Era toda sexta –feira .Lá meus alunos eram cientes que ali também era um ambiente de descobertas.Eu os deixava à vontade para escolherem os livros que gostariam de “ler”durante o fim de semana para  no inicío da semana seguinte comentar aquilo que mais gostou no livro.Era uma festa! Eles até tinham carteirinha de empréstimo (tudo isso era combinado com antecendência com a bibliotecária) Ela recolhia aqueles livros que poderiam não ser tão indicados a idade deles .

Na Biblioteca sempre escolhia uma estória ,uma poesia ,uma notícia que estivesse relacionado com o assunto  trabalhado em sala de aula.Após a leitura  cada um comentava  aquilo que haviam compreendido,depois distribuía o material de artes  e eles representavam através de desenhos os sentimentos despertados durante a leitura.Assim,os desenhos funcionavam como um termômetro para verificar o grau de aceitabilidade do texto lido .

Explorando a ludicidade despertei neles a motivação para aprender e em mim o prazer em alfabetizar.E a vibração?Sim! Vibravámos todos juntos pelas conquistas da turma.Recordo até hoje dos primeiros textos lidos por eles.

Eu tinha um caderno onde anotava a evolução e as dificuldades de cada um.Procurei conhecer as famílias dos alunos,pois,a grande maioria morava perto da escola e isto facilitava a nossa comunicação.Meu interesse era tanto em conhecer meu aluno que até os visitava nos fins de semana e esta interação acabou facilitando o meu trabalho porque pude compreender melhor que o comportamento de alguns em sala de aula ,era o reflexo daquilo que viviam em casa.Acreditava que conhecendo melhor o meu aluno, conseguiria focar melhor as minhas metas.

No término do ano estávamos todos orgulhosos e ansiosos pela festa de formatura.Tive o prazer de ver todos os meus pequeninos lendo as partituras da cerimônia.Meninos e meninas vestidos para o baile com seus ternos e vestidos de princesas .Eu sentia um grande orgulho de todos ali.Sentia-me coroada pela realização daquele momento .Um ano árduo  de lutas,conquistas e superação das nossas limitações.

Recebia o cumprimento dos pais e da direção mas todos os aplausos da noite na verdade eram para os meus pequenos grandes mestres,pois, com eles tive a oportunidade de aprender ,reconhecer falhas e superar obstáculos.

Tornei-me uma apaixonada pela Educação Infantil desde então.É muito gratificante semearmos nestes alunos o gosto pela leitura,pela pesquisa bem como o desejo de vencer.

Po tudo isto sou muito grata a Deus,por ter permitido que eu vivenciasse esta fase, as minhas colaboradoras ( colegas de trabalho,pais de alunos...) à Direção da escola que lançou-me ao desafio e jamais poderia deixar de citar os meus pequenos mestres que muito contribuiíram para o meu engradecimento profssional.

 

 

 

Exibições: 37

Respostas a este tópico

O Magistério, principalmente o infantil, é antes de tudo, um sacerdócio...

Parabenizo-a querida menina por ter encarado e vencido tão brilhantemente tão grande desafio...

Beijos poetoparabenizatorios,

marcial

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...