TEMPORAL

 

Chegou o inverno...

E no céu coberto de nuvens choronas

Há uma dança singela de folhas mortas

Papéis rasgados da cor das azeitonas

Tudo que o vento achou fora de portas.

 

Eu sei que é tempo de temporais...

E que o frio nos beija a pele molhada

Mas é inverno...não peçam mais...

Que a natureza anda triste e revoltada.

 

Por entre invernos...

Tinha ciprestes no caminho da escola

Tinha o pensamento virado para o céu

E no natal nunca me deram uma bola

Só a esperança que ainda não morreu.

 

Eu que nunca temi o fogo do inferno

Que nunca me afastei com minha cruz

Cresci na ilusão de ser vate moderno

E já não sei onde verei um raio de luz.

 

Mas neste inverno...

Farei uma lareira no chão da felicidade

Para aquecer teu coração amargurado

Deixo em tua boca o beijo da verdade

E vou pela rua cantando o nosso fado.

 

Nas caleiras da minha alma a ironia...

Escorrendo embriagada de medronho

E no degelo farei montes de poesia

Que será tua quando findar o sonho.

F. Corte Real

Portugal

Exibições: 47

As respostas para este tópico estão encerradas.

Respostas a este tópico

Estimado poeta, teu poema é belo, mas não se enquadra neste grupo.

Por favor, publica-o no teu blog aqui no PEAPAZ, para que possa ser lido e admirado, da forma como merece.

Beijosssssssssss

FICÇÃO

Invenção, suposição, hipótese.

 

FICÇÃO FANTÁSTICA

Terror, ação, romance, policial ou drama. O texto ficcional fantástico expõe elementos inexistentes, inverossímeis, imaginários, distantes da realidade dos seres humanos. O contexto é fantasioso. O sobrenatural, as magias, as criaturas mitológicas, os deuses e deusas, trafegam nesse universo. Como esses elementos não existem na realidade, as obras que os apresentam são consideradas fantásticas.

Exemplos: A Guerra dos Tronos, Harry Potter, As crônicas de Nárnia, entre outras obras.

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço