Um poema para Sara Rosa (In memoriam)

Quando a saudade estiver insuportável,
eu não puder conter as minhas lágrimas,
eu buscarei na lembrança o terno sorriso,
aquele que sempre me destes em vida!

Não poderia deixar de fazer-te uma homenagem,
crente que de algum lugar ouças minhas palavras,
saibas o quanto sinto a tua passagem,
o tanto que te amo e me fazes falta!

Poucas pessoas em minha vida fizeram tanto por mim,
em tão pouco tempo e sem ao menos uma visita,
fomos amigas, irmãs de alma, no virtual, mas na real,
foi muito mais profundo que se possa imaginar!

E agora amada Sara, o que faço sem o teu: Minha Maria,
que me acarinhava com palavras de mãe, é triste o final,
o calar que a morte nos trás, a dor da perda, a agonia
de saber que nunca mais te verei no Skype, é o final!

Devo seguir mais uma vez consciente da solidão,
da partida que arrasa, em pedaços deixa o coração!
Que sigas em paz minha amada amiga Sara,
que estejas feliz e em bom lugar!

Maria Iraci Leal/MIL
POA/RS/Brasil/ 29/10/2016
Obra protegida

Exibições: 40

Respostas a este tópico

Homenagem muito bela!

Beijos,

Arlete.

Arlete Brasil Deretti Fernandes

Muito grata querida Arlete, ainda me custa crer!

Um grande beijo pra ti, MIL.

RSS

Membros

Aniversários

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço