Clamor dos apaixonados

que se perdem

pelas ruas da ilusão...

 

Clamor aos beijos

que se esgotam

e cujo eco retorna ao coração...

 

Ah! Esse insubmisso amor...

 

Suspira ao sol da meia-noite!

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

Cabo Frio, 11 de agosto de 2009 – 2h12

Reeditado em Rio de Janeiro, 19 de outubro de 2016 - 1h16

Comentário ao poema “Odes de Viagens 16”, de Jaime Valente.

Exibições: 53

Respostas a este tópico

Clamor aos beijos

que se esgotam

e cujo eco retorna ao coração...

Toda a magia da paixão, a celebrar em emoção.

Versos que apresentam sentimentos tão fugás, mas que enfatizam e embelezam, toda emoção.

Parabéns, minha querida.

Bjsss, no coração.

Que lindo indriso, querida Sílvia.

RSS

Mauro M. Santos

Graça Campos

Carlos Saraiva

José Santiago

Lilian Reinhardt Art

De Luna Freire

Visitantes

Liv Traffic Stats

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço