Informação

❀Letrix❀

Um Grupo em busca da excelência na prática do Letrix.
Aqui um pouco da História e os primeiros esforços de Sistematização para a criação do Letrix.:
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/156107

Site: http://peapaz.ning.com
Local: Poetas e Escritores do Amor e da Paz
Membros: 33
Última atividade: 4 Jul, 2015

CAIXA DE TEXTO

(Espaço privativo do criador do Grupo e destinado às atividades de estruturação e administração do grupo)

 

PRIMEIRA SISTEMATIZAÇÃO DOS LETRIX: http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/156107

 

UMA PRÁTICA: ANÁLISE

 

Aqui dou destaque a uma análise do Letrix MENTIRA desenvolvido por mim e Silvia Mota (27/02/2011), que fiz para chamar a atenção para alguns dos recursos mais eficazes para o desenvolvimento dos Letrix - polissemia, associações, contraposições. Vejam que na construção desse Letrix, os letrix parciais se esparramam mas sem perder o foco definido pelo título. Com pequeno exercício constata-se a convergência do discurso. Somente me ative aos letrix que desenvolvi naquele Letrix em Acróstico Compartilhado sem querer invadir águas alheias, pois nos letrix vai muito o que está na cabeça de cada um. Caso Sílvia queira explicitar os seus pensamentos ao desenvolver seus letrix, seria certamente uma boa contribuição à sedimentação das idéias sobre a linguagem poética que a muitos parece uma coisa sem pé nem cabeça. rs. Mas tranquilizêmo-nos todos, pois sabemos que poesia não é coisa para ser explicada. rs. e se o faço aqui é pela idade dos Letrix que se valem de linguagem muito recente (trôpega, fértil e contraditória).

 

Nos letrix procuro a linguagem de uma lógica que subjaz, um dizer não dizendo, subliminar, uma multiplicidade de sentidos. As palavras polissêmicas ajudam nessa construção. As associações e as contraposições também. Nesse nosso, as polissemias estão em:

pira = de pirar, de piração, de fugir.

pira = de peixe, e na contraposição traíra não é taínha = mentira, tadinha. rs. mas traíra, verbo trair (a verdade) é mentira. 

pira = crisol, crematório, fogueira, e que fogueira, quando Piro, terra arrasada. rs..

sucupira = lembra-se do prefeito? mas é madeira de dar em doido. rs. até que sucumba, se não sucumbira. cedro não, é madeira mole, de lei, tal como aroeira, madeira dura. mentira, a madeira mole persiste e a dura já era.

e sevícia e se vicia

e se vira. ser vir, viri = viril no latim do macho ou vira virago se for ela fêmea? rs.

e capeta tá prá capital assim como cá peta tá prá capetá. rs.

e se for falar em peta que é mentira e tem sinônimos prá dar com pau, mas com teta só alguns combinam; mas teta também tem muitas conotações, de mamata a sinecura - e não só seios, se até sei-os. rs.

 

Isso faz do letrix essa coisa que você chamou de fascinante.

abraços.

Marco.

´

Fórum de discussão

ABÓBORA [Letrix na PEAPAZ]

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Mônica do S Nunes Pamplona 29 Out, 2013. 2 Respostas

Meus Letrix... nossos Letrix, no SÓLETRIX!

Iniciado por Vania de Castro. Última resposta de Vania de Castro 19 Jan, 2013. 37 Respostas

LIVRE

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Vania de Castro 18 Jan, 2013. 3 Respostas

VIOLETA

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Maria-José Chantal F. Dias 17 Jan, 2013. 9 Respostas

MENTIRA

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Maria-José Chantal F. Dias 17 Jan, 2013. 3 Respostas

ZÍNGARA

Iniciado por Marco Bastos. Última resposta de Vania de Castro 23 Dez, 2012. 7 Respostas

AMANTE

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marcial Salaverry 10 Ago, 2012. 6 Respostas

VITÓRIA

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Sílvia Mota 8 Ago, 2012. 1 Resposta

TERRA

Iniciado por Vania de Castro. Última resposta de Marcial Salaverry 22 Abr, 2012. 1 Resposta

Dilúvio

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marcial Salaverry 10 Mar, 2012. 0 Respostas

RESSACA

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Sílvia Mota 10 Mar, 2012. 4 Respostas

FELIZ 2012!

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Sílvia Mota 1 Jan, 2012. 2 Respostas

BRUXA - III

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Sílvia Mota 31 Dez, 2011. 4 Respostas

CHAMINÉ - [LETRIX PARA O NATAL]

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marco Bastos 28 Dez, 2011. 11 Respostas

PAPAI NOEL (2 Letrix) - INVENTRIX

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marcial Salaverry 23 Dez, 2011. 1 Resposta

´NUA

Iniciado por Marco Bastos 24 Nov, 2011. 0 Respostas

PAPAI NOEL (2 Letrix)

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marcial Salaverry 21 Nov, 2011. 3 Respostas

É NATAL!

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Marcial Salaverry 12 Nov, 2011. 1 Resposta

MELRO - duas versões

Iniciado por Sílvia Mota. Última resposta de Mônica do S Nunes Pamplona 31 Out, 2011. 7 Respostas

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de ❀Letrix❀ para adicionar comentários!

Comentário de Marco Bastos em 14 novembro 2011 às 22:32

Ficou interessante essa bifurcação à partir do 5º letrix - 2 quintos levando a dois sextos diferentes. Imaginem a quantidade de letrix compartilhados que podem ser obtidos através das bifurcações em um letrix em acróstico para seis letras. Verifico também que nos dois letrix compartilhados, as sequências de 1 a 6 foram mantidas, 1, 2, 3, 4, 5, 6, letra por letra, letrix por letrix. Essa relação de antecedência/consequência necessariamente não precisa ser mantida e se houver saltos, o letrix compart_ilhado fica mais impre_visível e mais mó_vi_montado. Por ex.: letra 4, letrix 1, // letra 1, letrix 2 //  hum... letrix 3, letra n depois.///// rs. Da maneira como foi escrito, cada letrix é apenas consequente aos que estão prontos. Salte_ando e inter_calando, o letrix que está sendo escrito passa a ser ante_cedente e conse_quente aos mesmo tempo - menos line_ar e mais bonito.

Parabéns aos três autores.

Marco.

 

 .  

Comentário de Sílvia Mota em 12 novembro 2011 às 18:37

É quase Natal // e antecipa-se // a convocação (1)

 

N o mundo infantil // fantasia // e alegria! (2)

A sas de tam cores mil // aqui, acolá // de cá e de lá (3)

T em Papai Noel // que faz seu papel // com presentes de montão... (4)

A o som do sino a cantar // Blim-blém! Blim-blém!... // aqui e além... (5)

L uzes de amor // canto loquaz // sonhos de paz! (6)

 

manuela (1) (3)

Sílvia Mota (2) (5) (6)

Marcial Salaverry (4)

Comentário de Sílvia Mota em 12 novembro 2011 às 7:51

É quase Natal // e antecipa-se // a convocação (1)

 

N o mundo infantil // fantasia // e alegria! (2)

A

T

A

L

 

manuela (1)

Sílvia Mota (2)

Comentário de Sílvia Mota em 25 agosto 2011 às 13:25

Mamãe usava muito essa palavra para dizer que alguém era bom em alguma coisa. Por exemplo: Aquele professor é tranchant em Literatura.

Meu filho caçula chama-me de mamis.

Marco, nosso Letrix ficou tranchant! risos

Beijosssssssssssssssssss

Comentário de Marco Bastos em 25 agosto 2011 às 11:57

Tranchant é uma palavra do Francês, Manuela. Significa afiada, arestas, acentuadas, gumes e coisas que tais. tranchant pour les livres = afiadas para os livros (ou para os alfarrábios), ou arestas para os alfarrábios (aquele TCC brilhante) . Expressões que já foram usadas com certa frequência no Brasil, em desuso desde a minha infância. rs.

papis é giria, o papai aqui: o papis aqui = eu sou é bom. rs.

 

Esse aluno é pretensioso, vaidoso e "acabou" com a professora.

Se for de mau caráter, envolvente, "cabei com a Cenhora", fiz conforme me orientou, fizemos juntos, ou: foi a senhora que me ajudou. E no subjacente, se estiver errado, quem foi que errou?. rs

 

abrçs

´

 

Comentário de Marco Bastos em 24 agosto 2011 às 8:47

´

T ranchant pros alfarrábios // sem blá-blá-blá // - o papis aqui é demais!... (3)

C ara de pau!... // é cópia da Internet... // - Fessora mal amada! (2)

C de casa, T de tatu // Cabei, tudo, fessora! ... // (- Com a Cenhora) (1)

 

Marco Bastos (1) (3)

Sílvia Mota (2)

´

Comentário de Sílvia Mota em 20 agosto 2011 às 23:32

´

T

C ara de pau!... // é cópia da Internet... // - Fessora mal amada! (2)

C - T de tatu, C de casa // Cabei, tudo, fessora! ... // (- com a Cenhora) (1)

 

Marco Bastos (1)

Sílvia Mota (2)

Comentário de Marco Bastos em 14 junho 2011 às 9:21

´

T

C

C - T de tatu, C de casa // Cabei, tudo, fessora! ... // (- com a Cenhora)

 

Marco Bastos

Comentário de Marco Bastos em 28 fevereiro 2011 às 3:21

Nos letrix procuro a linguagem de uma lógica que subjaz, um dizer não dizendo, subliminar, uma multiplicidade de sentidos. As palavras polissêmicas ajudam nessa construção. As associações e as contraposições também. Nesse nosso, as polissemias estão em:

pira = de pirar, de piração, de fugir.

pira = de peixe, e na contraposição traíra não é taínha = mentira, tadinha. rs. mas traíra, verbo trair (a verdade) é mentira. 

pira = crisol, crematório, fogueira, e que fogueira, quando Piro, terra arrasada. rs..

sucupira = lembra-se do prefeito? mas é madeira de dar em doido. rs. até que sucumba, se não sucumbira. cedro não, é madeira mole, de lei, tal como aroeira, madeira dura. mentira, a madeira mole persiste e a dura já era.

e sevícia e se vicia

e se vira. ser vir, viri = viril no latim do macho ou vira virago se for ela fêmea? rs.

e capeta tá prá capital assim como cá peta tá prá capetá. rs.

e se for falar em peta que é mentira e tem sinônimos prá dar com pau, mas com teta só alguns combinam, mas teta também tem muitas conotações, de mamata a sinecura. rs e não seios, se até sei-os. rs.

 

Isso faz do letrix essa coisa que você chamou de fascinante.

abraços.

Marco.

´

 

Comentário de Marco Bastos em 28 fevereiro 2011 às 2:12

Certo, Sílvia, daria prá se ler "mentira". Mas o problema é que um letrix começa com o título (uma palavra) na vertical cujo significado deve induzir o letrix. MENIRA não tem significado e começar assim estaria fora da proposta do Letrix:

 

Nesse caso não há dubiedade pois Menira não existe.

 

M

E

NT

I

R

A sucupira // tempos de egolatria // vitória de Piro, pira (1)

 

Mas aqui, qual seria o tema do Letrix?:

 

M

A

E

S

T

R

O

 

e

 

M

A E

S

T

R

O

 

Marco.

 

Membros (31)

 
 
 

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço