A bruxinha criativa

Num bosque feliz e risonho havia uma linda bruxinha que gostava de criar quadros.

Nada para ela se fazia impossível. Quando o inverno chegava e a neve se acumulava lá fora ,  ao invés de ficar amuada, punha-se a confeccionar lindas pinturas.

Selecionava flores secas,  folhas interessantes por toda a primavera e quando o frio se fazia urgente, e o vento uivava,  se punha a tecer belas telas o que para ela era motivo de encantos.

Precavia-se e acumulava um celeiro pleno de galhos, que abasteciam a enorme fornalha em chama acesa, clareando e aquecendo sua simples morada.

Bruxinha esperta que ao invés de exclamar que o inverno é frio e lúgubre, sabia fazer desta estação uma passagem bem divertida do ano.

Bruxinha esperta é assim, pinta e pinta graça e esperança até que o inverno chegue ao fim.

E que venha a primavera risonha, onde as borboletas enfeitam as campinas verdejantes, compondo com flores o panorama ora enregelado.

Ela sabe aproveitar, extraindo o melhor que cada estação tem a lhe dar.

Laís Muller

Brasil

Exibições: 212

Respostas a este tópico

Bruxinhas como essas não oferecem maçãs encantadas...São bruxas do bem...

Amei teu conto...

Beijos aplauditivos,

Marcial

Sim Marcial, nossas crianças merecem umas bruxinhas mais divertidas...

Ainda bem que concordas comigo...

Feliz com teu comentário

Bela noite!

beijos querido

Bruxinha mais criativa, a tua!

O conto é suave e doce, como deve ser a literatura infantil.

Parabéns!

Beijossssssssss

Obrigada Sílvia!

Fiquei muito feliz com tuas congratulações

Muitíssimo obrigada!

Bel noite!

beijos querida

Ela sabe aproveitar, extraindo o melhor que cada estação tem a lhe dar.

Laís Muller

Que belíssima mensagem de vida neste conto, um belíssimo conto, parabéns querida, grande beijo, MIL.

Obrigada Maria Iraci!

Feliz com teu comentário generoso

Bela noite!

beijos querida

Adorei essa bruxinha!

Parabéns pelo conto.

abração com carinho

O meu nome é joaninha

Vermelhinha e redondinha,
com suas seis patinhas,
em suas asas bolinhas pretinhas.

Sou engraçada e bonitinha,
o meu nome é...
Joaninha.

Vivo a passear entre as flores do jardim,
protejo as plantas dos vorazes insetos,
que são uma deliciosa refeição para mim.

Com meu divertido colorido,

estou sempre a voar,
e assim como as abelhas,
também sei polinizar.

De um lado para o outro,
pouso toda feliz a dançar,
mas temo mesmo os passarinhos,
que querem me apanhar.

Sou uma menina ágil, leve e faceira,
por onde passo,
com minhas alegres cores,
tudo fica parecendo uma brincadeira.

Elza Ghetti Zerbatto

imagem: www.baixaki.com.br

Querida Elza também eu adoro joaninhas!

Muitíssimo obrigada pelo poema !

Perfeita definição de joaninhas bem à altura da compreensão infantil.

Bela noite!

beijos querida

Que joaninha nais boazinha 

Aqui quando uma joaninha se  assenta em sua roupa ou em um braço falamos que é sorte e que vamos ganhar um presente mas esta nova geração  não conhece Joaninhas

Que pena

Dione, que bom que foste até esta página já mais antiga e assim eu também tive a oportunidade de releitura

Quando termino de escrever algo, em geral não volto a ler...e assim parece até que esqueço aquilo que já escrevi.

Voltando a ler, cheguei até a gostar, deste modo , como sendo numa linguagem fácil e infantil...

Grata pela visita e por ter também me proporcionado a releitura!

Bela noite!

beijos querida

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...