A bruxinha criativa

Num bosque feliz e risonho havia uma linda bruxinha que gostava de criar quadros.

Nada para ela se fazia impossível. Quando o inverno chegava e a neve se acumulava lá fora ,  ao invés de ficar amuada, punha-se a confeccionar lindas pinturas.

Selecionava flores secas,  folhas interessantes por toda a primavera e quando o frio se fazia urgente, e o vento uivava,  se punha a tecer belas telas o que para ela era motivo de encantos.

Precavia-se e acumulava um celeiro pleno de galhos, que abasteciam a enorme fornalha em chama acesa, clareando e aquecendo sua simples morada.

Bruxinha esperta que ao invés de exclamar que o inverno é frio e lúgubre, sabia fazer desta estação uma passagem bem divertida do ano.

Bruxinha esperta é assim, pinta e pinta graça e esperança até que o inverno chegue ao fim.

E que venha a primavera risonha, onde as borboletas enfeitam as campinas verdejantes, compondo com flores o panorama ora enregelado.

Ela sabe aproveitar, extraindo o melhor que cada estação tem a lhe dar.

Laís Muller

Brasil

Exibições: 212

Respostas a este tópico

Esta Bruxinha  gosta mesmo de abafar; Muito  alegre e  feliz

bjus

Guardei a casa com varanda de Barbara Heliodora 

e achei tão comovente a tua narrativa sobre ela

agora imagino você a olhar para a varanda dela...

lindo!!!!!!!!!!!!

beijos

Releio, com prazer!

Mais uma vez, PARABÉNS!

Beijosssssssssss

RSS

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...