Eu me rendo!


É tanta ternura que transborda
de ti, de tuas palavras, mãos que me tocam,
do suspiro que desabafa dizendo ‘te quero’...
E eu que já não espero
alguém que se entregue sem reservas,
vejo-me diante deste amor que acorda,
tira de mim algo que desconheço,
oh, sim, eu me rendo!


E me afogarei em ti, sem tempo e hora,
vivendo sonhos e desejos,
amor e paixão sem medos.
Nesta magia que desborda
de nós, da vida que promove
a união de almas e corpos,
nos incita ao amor pleno,
então eu me rendo!


Oh, sim, me rendo a ti,
á ternura que convida
ao amor infinito!

Maria Iraci leal/MIL
POA/RS/Brasil
28/07/2016
Obra protegida

 

Exibições: 242

Respostas a este tópico

Quando vem a tona o amor que está por dentro é impossível resistir. O jeito é se render!

Lindo poema...Parabéns !

Abraços ...

MIL querida amiga siempre leer tus letras, hacen del amor lo mas maravilloso que se vive como mujer enamora.

Bello, muy bello

Beijos

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço