ESTUDAR E TRABALHAR, SEMPRE...

Estudar e trabalhar já fazia parte de minha época, principalmente por ser de família muito pobre, meus pais tiveram sete filhos... Com treze anos de idade comecei a trabalhar na parte da tarde, anos depois converteu-se no dia todo, estudava no período da noite... Lembro-me do meu primeiro salário, entreguei-o inteirinho para mamãe e, esta tirou a metade e disse-me: Fique com o restante e cuide-se, compre as suas coisinhas. Não pude aceitar pois percebia as horas entradas da noite em que ela se desgastava na máquina de costura. Disse-lhe que não precisava de coisinhas e só me alegraria se ela tivesse mais tempo para descansar e assim estar mais próxima de nós. Mamãe chorou, ficou muito sensibilizada com minha atitude! E assim a vida passou até eu casar-me com um descendente de alemão, muito tradicional, exigente com as lidas da casa, eu teria que passar lambendo o chão,rsrsrs.. Assim foi durante sete anos, após ele foi promovido no banco (Nacional do Comércio), fomos transferidos para Cuiabá, depois para Curitiba e lá tivemos uma grande ascensão social, eu já não lambia mais chão, rsrsrsrs, era impossível pois eram muitas atividades sociais, o  marido obrigou-se a me proporcionar empregadas! Mas de tudo o que tive nesta fase, digo material, nada me acrescentou, fiquei muito infeliz, decidi lecionar dança num período da tarde, crianças estavam na escola, e dança, esta bobagem como ele disse,  eu poderia,  rsrsrsrs... Mas aconteceram tantas coisas que nem cabe descrevê-las, para resumir, depois de um tempo voltei para a faculdade, contra a vontade do senhor maior "Mulher minha não precisa estudar"  (ele tinha duas faculdades), quer dizer, eu deveria continuar burra e ele mais inteligente sempre mandando em mim, rsrsrs. Aos trancos e barrancos fiz a minha graduação e,quando estava para assumir um compromisso de trabalho, não pude, o marido disse não! Em seguida pedi a separação, livrei-me dele e comecei, aliás continuei na vida das batalhas, de trabalho e estudos, com tempo bem determinado para os filhos, já estavam grandinhos, os levava comigo para a academia, fizeram aulas de tudo, até de dança, no que começou uma verdadeira guerra do pai, aquilo não era coisa de homem, rsrsrs, mas seguimos em frente sem ligar para as suas investidas,  ele sempre dava o contra!

Meus meninos dançam, tocam violão e cantam, um já compôs e tocou nos festivais Nativistas, cuidam da casa e cozinham se preciso for, pois tiveram que me ajudar quando voltamos para a fase pobre...  São excelentes chefes de família, amorosos pais e maridos, e eu me sinto realizada por tudo isto..  Um é advogado do TJ e o outro forma-se em advocacia no próximo ano! Estudar e trabalhar é o que de melhor podemos fazer em nossa vida, ninguém morre por trabalhar um dia inteiro e estudar na parte da noite, umas boas horas de sono recupera o corpo e a mente...

ESTUDAR E TRABALHAR, SEMPRE...

Maria Iraci Leal/MIL

POA/RS/Brasil

26/06/2015

Obra protegida

Exibições: 91

Respostas a este tópico

Esse foi um dilema que sempre afetou a vida de muita gente...

E naquela época era uma dureza trabalhar durante o dia e estudar a noite...

Seu texto está simplesmente magnifico, retratando bem uma época.

Beijos aplauditivos,

Marcial

 Marcial Salaverry 

Realmente foi uma etapa muito difícil, mas bem perseverada por quem se aventurou ou necessitou, muito grata, grande beijo, MIL.

Bela trajetória querida MIL.Lindos filhos. Que Deus os abençõe.

Isabel

Isabel Cristina Silva Vargas 

Muito grata querida Isabel, um grande beijo p/ti, MIL.

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço