O primeiro amor

 

Tímida, ainda menina,

Dobrava-me sobre o corpo,

Olhos me seguiam

Nos movimentos de quase uma dança.

Não aulas de dançarina,

Apenas uma aluna menina,

Numa aula de aeróbica.

Confesso que flutuava,

Parecia até nem ter corpo,

E nem mesmo estar ali

Com graça e movimentos.

Não havia notado

Que muitos garotos olhavam as meninas

E um par de olhos eram especialmente para mim.

Saí toda envergonhada da aula,

Foi quando o menino mais cobiçado da escola,

Num sorriso mais que pomposo

Me pediu em namoro.

Eu o olhava incrédula,

Pensei não ter ouvido direito.

Todos me olhando sorrindo

Pareciam saber,

Só eu nunca me dera conta

Que vinha há muito sendo observada.

Foi por pouco tempo,

Nem de mãos dadas andávamos,

Duas crianças amigas,

Apenas infância.

Tudo tem seu tempo e ele passara...

Um dia desejei um beijo

Daquele rosto sorridente e recebi,

Veio com tanta vontade

Sentir meus lábios.

Olhos claros como o céu e como o mar,

Meu beijo foi de encontro as águas e céu.

Olhos verde água, azul mar,

O primeiro beijo, o primeiro amor.

Rosalina Herai

Campo grande, MS

Rosalina Gonçalves Ramos Herai

Exibições: 32

Respostas a este tópico

Parabéns, Rosalina.

Lindo poema, bela composição.

Muito bonito e bem suave

Parabéns!  Beijosss

RSS

Mauro M. Santos

Graça Campos

Carlos Saraiva

José Santiago

Lilian Reinhardt Art

De Luna Freire

Visitantes

Liv Traffic Stats

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço