Panela vazia, crianças chorando.

        Pegou uma toalha de mesa xadrez, levou os filhos.

        Galinha assada, farofa de dendê e até pipoca tinha naquela encruzilhada.

Exibições: 129

Respostas a este tópico

Realmente interessante...

Quando a fome aperta, em bom alvo se acerta...

Beijos aplauditivos,

Marcial

Surpreende o desfecho despacho Criativo demais.Parabéns Monica

Bem distribuído, bem feito e bem atento

A cadência de tuas palavras , por si só, forma um encantamento

Parabéns efusivos Mônica!

Bela tarde!

beijos querida

Um espetáculo de versos

embora

fome 

seja 

dor!

Minha amiga poeta surpreedente! Beijossss

PERFEITO......Só me ocorre dizer isto PER-FEI-TO! até o promenor da toalha!! e a mensagem subliminar...

Bem do microconto esperava tudo... e bati na encruzilhada! rs

Como disse o Poeta Marcial  : "Quando a fome aperta, em bom alvo se acerta..."

Agradeço a presença e o carinho de todos.

Bjsss, no coração.

Parabéns querida Mônica. 

Enquanto grassa a fome e choro real, às turras

a barriga da fantasia mental se empanturra.

O santo da oferenda deve estar feliz... Bjus

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço