Carnaval...

Mas... se tu me apareces

envolta em paetês e brocatel

eu, o Pierrot que conheces,

vou me vestir de papel

só para estar perto de ti.

E, se tu és a Colombina

que por tanto tempo segui:

a minha vida me ensina

que não obstante as cores

 de minha roupa berrante,

a minha tristeza é maior

 pois, de todos os amores

que  conquistas, cintilante,

   eu sou, certamente o menor...

José Carlos Rodrigues

Música- Manhã de Carnaval

Exibições: 89

Respostas a este tópico

Ah, você entrou no clima do carnaval verdadeiro, romântico. A história do Pierro e sua Colombina. Achei charmoso,lindo!

Bem...acho que eu sou um saudosista, rsrsrsrs

Lindo...

Emociona,

pois é bem assim na passarela da vida e do carnaval...

Ás vezes muito se é esquecido,

e a lágrima escorre,

enquanto outros estão sorrindo!

Parabéns pelas linhas que encantam!

Beijos

Pois sim. Olhe, na verdade o que me passa

pela cabeça é que como é uma festa efêmera, os amores conquistados enquanto ela dura também são efêmeros. Importantes em um dia, completamente esquecidos no outro. Bem assim....

Amor passageiro, feito de papel e brilhantes paetês...

Rasga-se e perde o brilho após o Carnaval.

Belo poema.

Beijossssss

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço