NÃO TE QUEIXES...

Sim, na vida tudo passa tudo há de passar...

Como neste meu fado de memória dolente

Na alma abalada e de memória comovente

O Tempo em forma de poesia este vai levar!

 

A poesia, lenitivo aos queixumes que gestou:

Ó “não te queixes... Não o faças”, tens razão,

“Inda que verdadeiros os motivos do coração”

Não te preocupes amiga a poesia me libertou.

 

E o vento palavras me traz de um tempo distante,

D’algum alfarrábio inserto num canto da memória:

Escrevo por amor às letras e nunca me afasto disso,

Ouso compor poesias que versem alguma história...

 

Querida amiga e aos poetas todos que revoam

Translúcidos, pássaros canoros neste caminho,

Digo que tento o verbo conjugar no presente:

Cujo poeta há vontade que em minha alma viva,

 

Lego a conjugação: “queixar ou lembrar” à missão

Não no pretérito-mais-que perfeito que é o passar

Do passado; mas no pretérito perfeito pronta ação,

Acabada sem resquício ou letargia além do versejar.

 

Que a alvorada me venha no futuro deste presente

Que o atual murmúrio da vida não me alcance mais; 
Coração alegre pela vida e para a queixa abstinente,

Que a queixa fique no passado e não retorne jamais!

 

 

Exibições: 48

Respostas a este tópico

Fosse permitida a apresentação de mais de um poema, este teria endereço certo -  certame 89 da Antologia Imagem e Literatura... rsrsrs...

Uno-me ao verso final:

"Que a queixa fique no passado e não retorne jamais!"

Parabéns e Felicidades!

Beijossssssssssssss

Minha querida amiga Sílvia

Quando o pensamento é jardim as palavras são flores.

Dos canteiros flores exalam perfumes

Os olhos se multicolorizam,

Como se tivessem ciúmes

Das borboletas que nelas pousam!

Assim, os canteiros de teus pensamentos

Recebem o zelo das mãos de tua vontade.

Como a MULHER MARAVILHA: assim és todos os momentos,

Estar aqui é grande honra pois todos se amam de verdade!

Parabéns Mauro. 

Caro  amigo José Hilton

Obrigado José Hilton  pela tua presença

neste mundo das letras encantado,

destacando-me com a tua leitura.

A arte da escrita é nossa querência

Em qualquer gênero destacado,

Especial sentimento à literatura.

Um forte abraço de estima e consideração.

Abraço caro amigo Mauro. Obrigado pela resposta em versos. Estamos sempre parceiros a nossa querência que é a arte e literatura. 

Á querida poeta amiga Lúcia Cláudia

Receber flores e palavras tuas que Felicidade.

Mais de quem conhece o enlevo de verdade:

À poesia, ao encanto, à ternura enaltecer...

À mim, a mensagem traduz sua pura bondade. 

Queixumes, não são resoluções de nenhum problema.

Quisera, que a todos que se queixam, o fizesse em poesia.

Assim, como bem apresentas teu poema. Em beleza e real experiência de vida.

Encantada, com essa tua grande composição.

Parabéns, meu querido amigo.

Agradeço, a partilha.

Bjsss, fraternos.

RSS

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Poema ao acaso...

PLATAFORMA LATTES

É possível registrar, para efeitos acadêmicos, os textos publicados no Portal PEAPAZ. Quando se realiza o login na Plataforma Lattes, do lado direito da tela aparece uma janela com a pergunta: "O que você quer registrar?" com a listagem dos tipos de publicações a serem registradas. Entre essas, consta: "Redes Sociais, Websites, Blogs", onde o autor deverá clicar. A partir daí abrirá uma janela, na qual se realizará o registro. É necessário preencher todos os espaços.

Badge

Carregando...
*