Poesia Visual n° 2: Bullying

CLASSIFICAÇÃO FINAL

(Por favor, aguardem os diplomas)

Escolham o poema visual preferido, com um clique no pequeno círculo branco que aparece antes do nome de cada participante. Depois, cliquem em Votar. Aguardem a confirmação: abrir-se-á uma página com o nome de todos os participantes, suas obras e os votos recebidos até aquele momento.

Poesia Visual n° 2: Bullying
Isabel Cristina Silva Vargas. Diga não ao bullying
Isabel Cristina Silva Vargas. Diversidade
Isabel Cristina Silva Vargas. Não à violência na escola
María Cristina Garay Andrade. Paremos el bullying
Paulo César. O calvário do bullying
Votar
resultado parcial...

Se preferirem votar diretamente no site da pesquisa cliquem no link abaixo e sigam os mesmos procedimentos:

http://www.enquetes.com.br/popenquete.asp?id=1145145

Será possível votar mais de uma vez, desde que respeitado o tempo entre uma e outra votação estabelecido pelo site que gerou a pesquisa.

Poesia Visual n° 2

Criação de poema visual

Tema: Bullying

A ilustração exibirá uma imagem expressiva, trabalhada pelos artistas, poetas e escritores, que simbolize o tema em epígrafe.

Aos que participarem com mais de um poema visual, orienta-se, encarecidamente, que evitem títulos iguais. Evitem, também, o título "Bullying", de forma solitária. Uma vez indicado o título, não o modifiquem, por favor. Essas situações dificultam, tanto o processo de criação da enquete, quanto confundem aqueles que participam da votação.

Sobre o poema visual

Denominações

 

Diversas são as denominações usadas, entre outras: arte postal, ciberpoesia, poesia alternativa, desdobramento da poesia concreta, arte gestual, poesia visiva, grafismo, letrismo, holopoesía digital, infopoesia, poegoespacialismo, poesia cinética, poesia digital, poesia experimental, poesia Intersignos, poesia midiática, poesia neoconcreta, poesia objeto e poesia visual.

Contexto poético

 

A poesia visual é explicada como uma tentativa de romper com o absolutismo da forma discursiva do poema, de vencer o domínio da gramática ou mesmo de superar a construção prosística na poesia (MIRANDA, 2005, p. 1). Trata-se de uma recriação crítica do paradigma poético. Resulta da intersecção entre a poesia e a experimentação visual. Lúdica e plástica, constrói novos conjuntos de signos, dinâmico e maleável, apto a transformar-se conforme as necessidades de cada texto. Os poetas dissociam-se das tendências líricas e finisseculares da poesia, em busca de novel concepção para arte e poesia, num corajoso diálogo com a pintura, a escultura e os meios tecnológicos emergentes. Para Brossa: “La poesía visual es hija de nuestro tiempo en el que las artes visuales están muy desarrolladas por el cine, anuncios, señalizaciones... La poesía visual nace aquí, sería un instrumento de la sociedad de consumo en manos del artista. No tiene que ver con la ética de la sociedad de consumo. Es más, ésta genera un lenguaje que puede utilizar el poeta de forma ética.” (FERNÁNDEZ, 2014, p. 2).

 

No poema visual, o texto é dispensável e as imagens e os símbolos distribuem-se de tal forma, que o elemento visual poderá assumir a principal função organizacional da obra, pois não dependerá da existência de símbolos da escrita para sua caracterização como poesia, embora não os exclua. A imagem é valorizada como entidade universal e a palavra será explorada e inserida de maneira a compor um todo harmônico capaz de permitir ao leitor - que lê e vê ou só vê - uma infinita gama de interpretações, de acordo com o conhecimento e a experiência de mundo e cultura, que amealhou durante a vida. Um poema visual não será interpretado literalmente; impõe-se por sua forma significante, ainda que apele para a palavra inscrita.

 

Poesia visual e poesia concreta

 

A poesia visual diferencia-se da poesia concreta, porque a poesia visual é uma mensagem passada pela imagem, quase sempre sem o recurso da palavra; e, na poesia concreta, a palavra sempre se apresenta, ainda que fragmentada, diluída e reinventada.

Diretrizes

1- No presente certame, serão admitidos poemas visuais criados pelos participantes, sob as seguintes exigências:

a) os poemas visuais serão criados em arquivos jpeg, gif ou flash;

b) as imagens serão criadas ou trabalhadas pelos participantes;

c) os poemas visuais serão significativos;

d) os poemas visuais serão assinados pelos participantes.

Parágrafo primeiro. Proíbe-se o simples uso das imagens ou de outros trabalhos originais de terceiros, ainda que estejam sob domínio público;

Parágrafo segundo. As imagens trabalhadas para a criação dos poemas visuais, obrigatoriamente, devem ser de domínio público.

Parágrafo terceiro. Será permitida a participação de, no máximo, TRÊS publicações por autor.

2- Para participar do concurso, faz-se necessário, na ordem abaixo:

a) indicar o título do poema visual;

b) inserir o poema visual;

c) indicar o programa de imagens utilizado;

d) inserir o nome do autor;

e) inserir o país do autor.

3- Serão eliminados do certame:

a) os poemas visuais dos autores que não exibirem a página do perfil completa;

b) os poemas visuais que ignorarem o tema proposto;

c) os poemas visuais que não se enquadrarem no item 1.

4- A classificação dos poemas visuais decorrerá do resultado de sufrágio online, aberto aos peapazianos (administradores e membros correspondentes) e aos internautas, de modo geral, que tiverem acesso à página.

Parágrafo primeiro. Serão destacados cinco prêmios (diplomas), assim atribuídos:

a) primeiro lugar;

b) segundo lugar;

c) terceiro lugar;

d) menção honrosa;

e) menção honrosa.

Parágrafo segundo. A criadora e administradora do grupo, não concorrerá aos prêmios.

5- Prazo no qual transcorrerá o certame:

a) início das publicações: 1° de março de 2017 – quarta-feira;

b) término das publicações: 31 de março de 2017 – sexta-feira;

c) início da votação: 1° de abril de 2017 – sábado;

d) término da votação: 10 de abril de 2017 – segunda-feira;

e) os prêmios serão entregues até o dia 17 de abril de 2017 – segunda-feira, salvo intercorrências no período.

Para publicar a imagem clicar aqui

Criadora e Administradora do Grupo:

Sílvia Mota

PARTICIPANTES

Isabel Cristina Silva Vargas. Diga não ao bullying

Isabel Cristina Silva Vargas. Diversidade

Isabel Cristina Silva Vargas. Não à violência na escola

María Cristina Garay Andrade. Paremos el bullying

.......

Exemplo de poema visual, sob o tema em epígrafe:

Autor: Flávio Rangel (Heterônimo de Sílvia Mota)

Imagens capturadas no Google

Programas de edição de imagens:

Paint Shop Pro 9

Editor de Fotos Online

Comentar

Você precisa ser um membro de ❀Poesia Visual❀ para adicionar comentários!

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 22 abril 2017 às 19:27

Parabéns aos participantes e vencedores.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 22 abril 2017 às 19:15

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 22 abril 2017 às 19:08

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 22 abril 2017 às 19:08

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 22 abril 2017 às 19:07

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 6 março 2017 às 7:36

Muito interessante este tema, gostei querida amiga Sílvia!

Bom dia! beijos

Comentário de Maria Iraci Leal em 5 março 2017 às 21:56

Querida Silvia, que excelente tema, parabéns, bjs MIL.

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...