POEMA TRIVIOLETRA TC& TS: ESPELHO

 

TRIVIOLETRA TC ESPELHO

 

É por desse cristal //   DUPLICAR MINHA IMAGEN //  Meu outro eu  (1)                        

S ímbolo do ego // lago e Narciso //  personalismo  (4)

P enso e revejo // reflexo difuso // releva_dor_mente (3)

E

L

H

O utro quiçá se seja // tira o véu_a venda // quem sou eu? (2)

.

.

 

 

Rafael Mérida    -1

Laís Müller-       -2, -4 

Chantal Fournet -3

(5)

(6)

(7)

.

.

TRIVIOLETRA TS ESPELHO

É por desse cristal //   DUPLICAR MINHA IMAGEN //  Meu outro eu  (1)     

O utro quiçá se seja // tira o véu_a venda // quem sou eu? (2)

P enso e revejo // reflexo difuso // releva_dor_mente (3)

S ímbolo do ego // lago e Narciso //  personalismo  (4)

Exibições: 65

Respostas a este tópico

 O utro quiçá se seja // tira o véu_a venda // quem sou eu? (2)

 Laís Müller-2

 

A FILOSOFIA É BONITA: Muitos de nós não nos conectamos, mas sempre queremos ver nossa face em nossa melhor perspectiva, a concepção particular.

Concordo plenamente com o poeta Dom Rafael!

Sábia reflexão!

beijos

Ó meu Estimado Poeta Rafael Mérida! 

Só agora vi que tinha iniciado um poema TC&TS!! Gostei imenso do tema! e aplaudo intensamente a iniciativa! Grata pela interação que mantem viva nossa chama!

P enso e revejo // reflexo difuso // releva_dor_mente (3)

Chantal Fournet - 3

Vendo-nos nos preocupa, ocasionalmente nos vemos diferentes, como se não fôssemos nós mesmos.

Muito obrigado

 S ímbolo do ego // lago e Narciso //  personalismo  (4)

 Laís Müller -4

                

RSS

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço