POEMA TRIVIOLETRA TC : MARIANA

M ariana tem um duelo // lama e detritos // destruindo vidas-(2)

s férias em Chernobyl // humana ambição // deuses menores. (5)

esta saudade // Peixes mortos// Metal pesado (6)

ndevida invasão // Nação Kairós míngua // singradura-vil! (4)

s barragens destruídas  // fim de espécies // de Minas Gerais (7)
N as lamas Mari(A)na // cruzadas vidas // perfume dá náusea. (3)

A doce dor // LAMAS DE SANGUE FÉRREO // eco_logos vazio (1)

Chantal Fournet - 1

Rafael Mérida - 2, 7

João Furtado - 3, 5

Laís Müller - 4 

Janete Sales - 6

POEMA TRIVIOLETRA TS: MARIANA

doce dor // LAMAS DE SANGUE FÉRREO // eco_logos vazio (1)

M ariana tem um duelo // lama e detritos // destruindo vidas (2)

as lamas Mari(A)na // cruzadas vidas // perfume dá náusea. (3)

ndevida invasão // Nação Kairós míngua // singradura-vil! (4)

s férias em Chernobyl // humana ambição // deuses menores. (5)

esta saudade // Peixes mortos// Metal pesado (6)

s barragens destruídas  // fim de espécies // de Minas Gerais (7)

 

Exibições: 140

Respostas a este tópico

Querida poetisa Janete Sales!

Fiquei feliz que tenhas encontrado tempo mental no teu labor em que te encontravas mergulhada, nos sonetos Alexandrinos!

Lembrei-me muito de ti ao postar esta memória, porque fizeste um poderoso poema há dois anos, sobre o Rio Doce.... 

O que sobra é bem pouco ........

Beijos de poesiaaaaaa

Chantal Fournet

Foi um prazer, muito obrigada por se lembrar da amiga aqui.

Este assunto é muito sério, e e´bom que seja sempre lembrado.

Algo que entristece a humanidade, mortes, fauna destruída,

pescadores sem o ganha pão... águas contaminadas por metais pesados...

Boa noite querida amiga Chantal, Beijos no coração

Prezado Poeta Dr Rafael Merida!

Encontra-me pesarosa e Feliz!! Terrível mistura de sentimentos!!!! jajaja

Estava fazendo sem "refrescar" a página e fiz um t, sem reparar que o  nobre Poeta já tinha feito o 7º t!

Mas não há qualquer problema! O tema está longe de estar esgotado e vou criar outro TC  homenageando esta parte do planeta tão castigado pelos homens!

Espero sua poética e valiosa participação  nesse tambem!

Vale??!!!

beijos de poesiaaaa

Chantal Fournet

Dr Rafael Mérida pode conferir para mim as sílabas do seu t por favor?! Penso salvo erro meu, que excede as 17 sílabas métricas....

O t tem varios ditongos ...

Uma solução seria retirar a preposição de no ultimo verso, o que aliás tornaria o verso mais conciso, ou daria mais outra leitura poetica no jogo de Minas a região e minas na origem do problema!

Mas diga-me o que pensa pois na contagem posso me ter enganado!

Beijos

Chantal Fournet

As barragens destruídas //    fim de espécies   // de Minas Gerais (7)

Dr. rafael Mérida Cruz-Lascano (7)

Muito Obrigada Poeta!

Que seu serão  seja cheio de Estrelas Dr Rafael Mérida Cruz-Lascano!

Gracías e Buenas noches!

Chantal Fournet

RSS

Mauro M. Santos

Graça Campos

Carlos Saraiva

José Santiago

Lilian Reinhardt Art

De Luna Freire

Blogs-Sílvia Mota

Visitantes

Liv Traffic Stats

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço