ANOTAÇÕES RECOLHIDAS DAS DIFICULDADES SURGIDAS NOS 1ºs TRIVIOLETRAS e seguintes !

ANOTAÇÕES RECOLHIDAS DAS DIFICULDADES SURGIDAS

NOS 1ºs TRIVIOLETRAS  e SEGUINTES ...ATÉ HOJE! 

Quem gere o Trivioletra TC é o AUTOR do TC.

Ele se encarregará de subir os ts conforme forem feitos, para que os poetas possam ter uma boa percepção do poema em elaboração, e assim florescerem as leituras internas em cada um!!!

Da mesma forma sempre que um poeta queira fazer, qualquer pedido de pequena alteração do seu t, será endereçado ao Autor! Contudo… Não pode haver mudanças a todo o momento!

Porque os ts dos autores intervenientes num TC são interligados subtilmente ...nunca são estanques! uns surgem dos outros...

MINIMALISMO e TRIVIOLETRA tem nexo! tem contexto! Não é uma simples soma de palavras abstratas, rol de dicionário, cujo nexo tenha que se procurar! Convem termos em atenção que dentro dos nossos ts haja harmonia e poesia! Sem banalizar!

  • Trivioletra permite ts em lingua estrangeira desde que e porque as silabas métricas, som e ritmo entrem na dança, mas obedecendo aos motes claro! E aqui lembro nossos poetas em língua Espanhola e Inglesa!

Da forma e pontuação:

  • Lembrete necessário: o terceto não é ,não pode ser, uma mera frase declarativa divida em três por //! Cada verso tem sua essência própria! 
  •  O SILÊNCIO é importante em Trívioletra e toda a Poesia Minimalista! O terceto (t) deve LEVAR o Poeta participante do TC a buscar nas entrelinhas, a descobrir outros sentidos...a criar mais! 
  • Assim os artigos definidos o a os as,(quando inúteis, se o sujeito está nomeado!!) as preposições e conjunções (de; e; ou; mas; etc) pesam e tiram muita beleza à poesia! MENOS é MAIS! É O silêncio........
  • Quando se escreve um t deve se procurar limpar, tirar todas, mas todas as palavras que não fazem qualquer falta! É um lapidar como se de uma pedra preciosa que implica não se precipitarem!! É O silêncio........
  • Assim se vai evitar algo insidioso na Poesia: a banalização, a mornice a mesmice ! Tem que provocar o insight, a busca a interrogação! Sem esquecer a POESIA.....!
  • Quando se faz o Trivioletra, tal como em Letrix e em Acrosticos, a primeira letra que corresponde ao titulo fica espaçada do corpo da palavra mas sem nenhum sinal ortográfico! a não ser que o poeta use um verbo reflexo  ou o sinal underscore: _  que permite a formação de outra palavra, em leitura que se deseja assinalar ou sincope duma palavra no poema!
    • no caso de existir letras iguais o autor deverá mencionar em qual das letras quer seu t colocado! Neste caso o poeta mencionaria "no 1º O" ; se fosse no outro, diria "no último O".
    • Isto, tem a sua importância no decorrer das criações! Dou como exemplo BATATA! 3 As e 2 Ts!!!!
      • cada autor pode colocar um link sobre o que o levou a lançar o seu Poema TC! Neste caso porque li o comentário de Laís em LEITE, compreendemos qual a linha entre o Linho e a Iguaria!!
      • Deixo aqui em apêndice:

      ""As linhaças (dourada e a marrom) eram famosas nas civilizações grega e romana, bem como a 'água de linho" é considerada uma panacéia desde o século XVII. Só que para nós, elas são mais dietéticas do que consideradas finas iguarias....foi por aí que adentrei!!!!!! (...)""

    Isto é Trivioletrar!! Ir sempre mais longe ...e até aprender!!

Sobre os MOTES:

MOTES são os TÍTULO e o 2º VERSO do 1º t (terceto)!

  1. Em cada participação num TC cada poeta deverá escrever um só t  que deverá ter um intervalo antes de nova participação!
  2. Não pode fazer 2 t seguidos, LETRAS E HORA de escrita! e para que TODOS participarem e tambem para que possam florescer as perceções entre cada escrita!
  3. O MOTE é oferecido SOMENTE pelo poeta que lançar o Trívioletra.
  4. Qualquer Poeta pode iniciar um TC!! 
  • Podem fazer-se varios Trivioletras em Simultâneo!!  não é preciso esperar um concluído para se iniciar outro!!
  • Mas ao existirem vários TCs iniciados, não é bom escrever os tercetos em serie! A inspiração fica por vezes empobrecida!

Comentar

Você precisa ser um membro de ❀Trívioletra❀ para adicionar comentários!

Comentário de Dione Fonseca de Barros em 27 outubro 2017 às 0:40

Eu leio

Posso demorar mas quamdpo da venho ler 

 Bjus 

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 16 outubro 2017 às 18:22

Penso que num ano e meio ninguém viu esta página!!!

Fi-la quando se iniciou o grupo Trívioletra 

penso que em Junho de 2016!

Compartilhei-a, mas fico com a séria dúvida

de ter sido alguma vez vista!!!!!!

kkkkkkkkkkk

Vim aqui hoje pois não me recordava o que aqui teria escrito!

Hoje teria muito mais a escrever! ou não....

Como dizia o Professor Marco Bastos no outro dia:

"A Poesia é densa. (...) O trabalho foi árduo - não é fácil conviver com novos paradigmas.

Os horizontes são largos, e alcançamos uma linguagem compatível. (...) Valeram o esforço e a ousadia."

beijos e obrigada Silvia Mota e Marcia Portella!

Continuo sem conseguir ver e colocar imagens! 

Esperando resposta do Windows!

Fica só meu Abraçoooo!

Chantal Fournet

Comentário de Marcia Portella em 16 outubro 2017 às 16:09

Explicou com maestria...Te abraço

Comentário de Sílvia Mota em 16 outubro 2017 às 15:54

Perfeita explicação! Parabéns, querida Chantal!

Beijossssssssssss

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço