Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior

  • Paolo Lim
  • Lais Maria Muller Moreira
  • Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
 

Página de Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior

Últimas atividades

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
16 Jun
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior recebeu um presente de ROSEMARIE PARRA
16 Jun
MARGARIDA MARIA MADRUGA deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
"FELIZ ANIVERSARIO SÉRGIO!"
16 Jun
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
"Conferir "FELIZ ANIVERSÁRIO SÉRGIO RIBEIRO BORSOI JÚNIOR!" no Poetas e Escritores do Amor e da: http://peapaz.ning.com/group/aniversarios-no-peapaz/forum/topics/feliz-aniversario-sergio-ribeiro-borsoi-junior"
16 Jun, 2016
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
16 Jun, 2016
Filomena Azevedo Leite deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
"Parabéns, poeta Sérgio Ribeiro! Felicidades!"
16 Jun, 2016
Nieves Merino Guerra deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
16 Jun, 2016
Maria Iraci Leal deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
16 Jun, 2016
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior recebeu um presente de Maria Iraci Leal
16 Jun, 2016
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior agora é amigo de Lais Maria Muller Moreira, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ e Paolo Lim
29 Nov, 2015
Maria Iraci Leal deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
29 Nov, 2015
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior recebeu um presente de Maria Iraci Leal
29 Nov, 2015
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior recebeu um presente de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
29 Nov, 2015
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
29 Nov, 2015
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
29 Nov, 2015
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior é agora um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz
29 Nov, 2015

Informações do Perfil

1 - Indicar nome verdadeiro, por completo, e o nome a ser usado no Portal PEAPAZ.
Sérgio; Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior; Junior Borsoi
2 - Local da residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
Rio de Janeiro, niterói, Brasil
3 - Como chegaste ao Portal PEAPAZ?
Internet
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior... artista plástico, músico, estudante do curso de Estudos de Mídia na Universidade Federal Fluminense (UFF), escritor, poeta, contista e cronista.
Começou a escrever em 2009, quando iniciou suas participações em antologias nacionais e internacionais além de escrever para sites, como o Recanto das Letras, por exemplo.
Em 2010, criou um blog e começou a expor com mais intensidade seus textos. Aos poucos, foi ganhando leitores e aumentando sua participação no mundo literário.
Em 2014, lançou seu primeiro livro: Um belo dia para se apaixonar, uma antologia com poesias escritas durante anos, e em 2015, aproveitando a oportunidade da Bienal do Livro do Rio de Janeiro, lançou a antologia de contos e crônicas, Foi preciso contar, também apresentada em Recife (PE).
O terceiro livro já foi encaminhado para editoras, porém não tem previsão de ser lançado.
PREMIAÇÕES:
- Posse na Academia de Letras e Artes de fortaleza (ALAF).
- Posse na Academia de Letras e Artes de Buenos Aires.
- Posse na Academia de Letras de Goiás Velho.
- Posse na Academia de Letras e Artes de Lisboa.
- Posse na Academia de Ciências Letras e Artes de Vitória.
- Membro-fundador da Academia de Letras, música e artes de Salvador. Cadeira número 61.
- Posse na Academia de Letras e Artes de Paranapuã.
- Posse na Academia de Letras e Artes de Valparaiso.
- Posse no Círculo de Escritores de Espanha.
- Posse na Academia Luminescência Brasileira – Cadeira 19

- Prêmio Cabo Frio de Cultura e Entretenimento
- Prêmio Literarte 2015- Melhor coletânea
- Prêmio Melhores Poetas de 2014, pela Mágica de OZ.
- Prêmio Destaque Poético 2014, pela Academia de Letras e Artes de Fortaleza.
- Poeta destaque 2014 - Literarte
- Prêmio Melhores Poetas 2015- Mágico de OZ
- Prêmio de excelência Artística 2014 do CEMD
- Prêmio Excelência Centro Cultural CASA DE JORGE AMADO
- Prêmio Monteiro Lobato de Literatura

- Comenda Pablo Neruda – Universidade de Santiago do Chile
- Comenda de honra Governador Valadares
- Comenda de honra Leonardo Da Vinci
- Comenda de Honra Castro Alves – Oito séculos da língua portuguesa
- Comenda Luís de Camões
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
Sim
6 - Link para site/blog próprio.
www.juniorborsoirj.blogspot.com
7 - Insira aqui os links para os teus perfis nas Redes Sociais.
https://www.facebook.com/juninho.borsoi
https://www.facebook.com/PoesiaE/
8 - Publica três poemas ou textos da tua autoria.
1- Invadiu-me a noite como fera disparada, porém sutil como a chegada da lua.
Traçou as palavras com a beleza dos lábios e os desenhou nos meus.
Para pintá-los só faltou encostar, e essa é a tentação que caminha junto com a presença.
A cada piscar, um surto de lembrança, favos de mel escorrendo pelo canto da boca.
Quis tocar-te, desejei e em meus sonhos pairaste como a neblina da manhã.
A voz, o cheiro, o gosto. Aonde estavas? Por que nos meus sonhos? Por muito tempo não sonhei, pois a insônia guiava-me ao pesadelo da realidade dos olhos abertos.
Onde havia sequidão houve vida, a terra foi encharcada, os grãos cresceram e os frutos nasceram.
Do mais puro sabor, o néctar escorreu como a queda de uma cachoeira.
A presença sem avisar chegou, brindou com os átrios e com leveza me fez querer... querer muito.... desejo ardente que queima a solidão e traz de volta aquilo que a noite trouxe: PAIXÃO!

2-
Livrai-me da ausência de seu olhar, pois prefiro a escuridão de meus olhos fechados do que a ausência, a maldita ausência já mencionada.
Traga-me... trague-me com o infinito ardor de sua respiração. Eleve-me, desconstrua-me e lance-me em pedaços ao lapso da imensidão construída.
Acabe com a ausência... somente isso!

3-
Ontem conheci João, o homem mais alto que já vi em toda a minha vida. Pode ser redundante falar isso, mas ele é um grande homem!
Atravessando a rua, observei alguém ajoelhado quase no meio da rua catando uma série de frutas que rolavam como bolas, com todo o cuidado, enquanto uma senhora o olhava preocupada com o trânsito que ferozmente não parou para observá-lo.
Cheguei mais perto, olhei para ele e até ofereci ajuda, porém João apenas sinalizou com a mão que estava tudo em ordem e eu não precisava me preocupar. Depois de colocar tudo novamente na sacola, pegou a senhora pela mão com toda a delicadeza e a levou para a calçada, tirando uma espécie de tala da mochila e enrolando em seu pulso.
A senhora por sua natural debilidade na certa tinha caído no chão e por isso as frutas rolaram e estava machucada. Toda a ação foi em silêncio e quando se despediram ele apenas disse para ela ir devagar pela rua e que seu interior fosse preenchido por uma paz nunca antes sentida.
A cena foi impossível de ser esquecida, porém o que marcou mesmo, de fato, com toda a certeza o momento foi quando ele olhando para mim disse: - Perdi minha maria no vento de ontem!
Eu o encarei com espanto e sem entender muito. O que seria a Maria? Sua namorada? Um objeto que representava afeto e carinho? Então, depois de alguns segundos perdido eu resolvi perguntar quem era Maria.
-Perdi minha Maria. Perdi minha Maria no vento de ontem!
Ele repetiu mais umas nove vezes e quando foi pronunciar pela décima vez eu coloquei a mão em seu peito e disse: -Não perdeu sua Maria, porque ela ainda está aqui, batendo junto com seu coração e levando vida para sua vida. A Maria jamais iria ser levado por um vento.
João olhou para frente como se estivesse procurando algo no horizonte e depois repetiu mais uma vez a frase, desviando de mim e partindo em qualquer direção.
Começava a ventar. Seria um vento desses que levou Maria?
Atravessei a rua e fui para o ponto de ônibus. Olhei as pessoas que cruzavam por mim, com seus olhares mórbidos, parecendo não serem reais. Tudo parecia a poeira em cima de um móvel, que você desenha ou assopra. Não enxerguei vitalidade, personalidade ou esperança. Eram olhos que se abriam e se fechavam como um sinal de trânsito. Já no ponto de ônibus, modifiquei meus pensamentos, ou melhor, direcionei eles para outro lugar.
Observei como as cores do céu estavam diferentes. Sim, estava tudo escuro, parecendo azul-escuro ou negro mesmo, mas não, não era somente isso. O céu estava com uma camada cinza, querendo ser branca. Negro e branco. Foi aí que lembrei. Lembrei de uma conversa que tive com uma grande pessoa, em um grande dia e em um grande lugar. Naquela ocasião, falávamos sobre o amor e sua força. Falávamos de paixão e de como cresce, se desenvolve e morre. Do ciclo mais natural e inevitável de todos.
Eu dizia que amava e que amei. Ele me olhava e depois de educadamente me deixar falar livremente ele perguntou: - E, então... quais são as cores que definem o amor? O seu amor... o amor que você amou?
Foi uma pergunta rápida, sem pensar muito e merecia também uma resposta da mesma maneira. Olhei para o chão, respirei fundo e respondi: - Preto e branco. Me interrogou com os olhos e eu continuei: -simples, porque o amor é presente e mesmo na ausência ele pode ficar vivo. O branco é o resultado da junção de todas as cores, enquanto o preto é a completa ausência de luz. O branco é o efeito do amor ardendo, vivo e querendo ser amado. O preto é a solidão e a falta total do amor corrosivo. Essas são as cores que representam o amor para mim.
Preto e branco. A lembrança invadiu minha mente ao observar aquele céu preto e branco, e enquanto observava o vento continuava.
Quando abaixei novamente a cabeça lá estava ela, sob o mesmo céu que eu. Olhava para longe, perdida e sem semblante. Era a Maria. A Maria que sussurrava, dizendo que perdeu seu João. Perdeu seu João nas gotas da chuva.
Tudo fez sentido. João e Maria; Maria e João. O vento levou Maria e a chuva levou João. Perdidos de si e um do outro. Perdidos.
Apenas perdidos estavam, pois na certa não marcaram o caminho do amor.

Caixa de Recados (12 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Às 22:38 em 16 junho 2017, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Em 3:45pm on junho 16, 2017, ROSEMARIE PARRA deu para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior um presente...
Presente
FELIZ ANIVERSARIO
Às 11:31 em 16 junho 2017, MARGARIDA MARIA MADRUGA disse...

FELIZ ANIVERSARIO SÉRGIO!

Às 16:01 em 16 junho 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Conferir "FELIZ ANIVERSÁRIO SÉRGIO RIBEIRO BORSOI JÚNIOR!" no Poetas e Escritores do Amor e da: http://peapaz.ning.com/group/aniversarios-no-peapaz/forum/topics/feliz-aniversario-sergio-ribeiro-borsoi-junior

Às 16:01 em 16 junho 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 9:48 em 16 junho 2016, Filomena Azevedo Leite disse...

Parabéns, poeta Sérgio Ribeiro! Felicidades!

Às 6:09 em 16 junho 2016, Nieves Merino Guerra disse...

Às 5:31 em 16 junho 2016, Maria Iraci Leal disse...

Às 12:13 em 29 novembro 2015, Maria Iraci Leal disse...

Em 2:17am on novembro 29, 2015, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deu para Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior um presente...
Presente
Tua jornada pelas sendas da Literatura é encantadora. Sinto-me honrada, por tua presença no Portal PEAPAZ. Beijossssssssss
 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...