Fernando José Corte Real Azevedo
Compartilhar no Facebook
Compartilhar

Amigos de Fernando José Corte Real Azevedo

  • Leonor Carvalho
  • José Santiago
  • Críspulo Cortés Cortés
  • Antonio Domingos Ferreira Filho
  • Dione Fonseca de Barros
  • Etelvina Gonçalves da Costa
  • Luiz Morais
  • Nieves Merino Guerra
  • Maria-José Chantal F. Dias
  • Maria Iraci Leal
  • Janete Francisco Sales Yoshinaga
  • Loubah Sofia
  • Lúcia Cláudia Gama Oliveira
  • Maria das Graças Araújo Campos
  • Lais Maria Muller Moreira

Música

Carregando...
 

Página de Fernando José Corte Real Azevedo

Últimas atividades

Fernando José Corte Real Azevedo recebeu um presente de Janete Francisco Sales Yoshinaga
21 Mar
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deixou um comentário para Fernando José Corte Real Azevedo
21 Mar
Fernando José Corte Real Azevedo recebeu um presente de Filomena Azevedo Leite
21 Mar
Críspulo Cortés Cortés respondeu à discussão Melancolia de Fernando José Corte Real Azevedo no grupo A Magia dos Sonetos
18 Jan
Críspulo Cortés Cortés curtiram a discussão Melancolia de Fernando José Corte Real Azevedo
18 Jan
Críspulo Cortés Cortés comentou a postagem no blog Tal e qual o Amor de Fernando José Corte Real Azevedo
16 Jan
Mônica do S Nunes Pamplona comentou a postagem no blog Tal e qual o Amor de Fernando José Corte Real Azevedo
"Um coração que ama e sabe ser amado. Parabéns, pelo belo poema em inspiração. Bjss, no coração."
16 Jan
Mônica do S Nunes Pamplona curtiu a postagem no blog Tal e qual o Amor de Fernando José Corte Real Azevedo
16 Jan
Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ comentou a postagem no blog Tal e qual o Amor de Fernando José Corte Real Azevedo
16 Jan
m do carmo f.de assis comentou a postagem no blog Tal e qual o Amor de Fernando José Corte Real Azevedo
15 Jan
Fernando José Corte Real Azevedo curtiu a postagem no blog ¡¡¡ SEMBRANDO ESTROFAS !!! de Críspulo Cortés Cortés
15 Jan
Fernando José Corte Real Azevedo curtiu a postagem no blog ¡¡¡ EL PESCADOR Y LA IRA DEL MAR !!! de Críspulo Cortés Cortés
15 Jan
Fernando José Corte Real Azevedo curtiu a postagem no blog Inspiração de m do carmo f.de assis
15 Jan
Posts no blog por Fernando José Corte Real Azevedo

Tal e qual o Amor

O meu Amor, que não tem conta, peso e medidaSerá sempre o sentimento que desejo partilharQue sem Amor pouco ou nada somos nesta vidaE tudo o mais existe para aprendermos a amar.O Amor para ser compreendido tem de ser vividoE para ser genuíno precisa de ser incondicionalE entre quem se ama o esforço deve ser repartidoMas ambos…Ver mais...
15 Jan
Maria-José Chantal F. Dias deixou um comentário para Fernando José Corte Real Azevedo
"Linda participação querido Poeta Fernando José Corte Real! beijos de poesiaaaaaa Chantal Fournet"
17 Out, 2016
Nieves Merino Guerra curtiu a postagem no blog Nunca te direi adeus de Fernando José Corte Real Azevedo
17 Out, 2016

Informações do Perfil

1 - Indicar teu nome verdadeiro, por completo, e o nome a ser usado no Portal PEAPAZ.
F. Corte Real
2 - Local da tua residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
Lisboa - Portugal
3 - Como chegaste ao Portal PEAPAZ?
Convite Pessoal de Sílvia Mota
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Publico regularmente em Jornais e revistas e em muitas vertentes culturais...Coletâneas, Antologias, Jogos Florais, Concursos Poesia etc. Tenho grupo no Facebook de que sou fundador e se chama " Retiro da Alma ".
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
Sim
6 - Link para site/blog próprio.
Fcortereal2011@gmail.com
7 - Insira aqui os links para teus perfis nas Redes Sociais.
Fernando Corte Real - Facebook
8 - Publica três poemas ou textos da tua autoria.
ECOS DE MARÇO

Sem o suave pagode da acostumada flor
Nem certo lirismo que abraço de vez em quando
Sou como um rio que sem barco a vapor
Parece folha morta que o vento vai empurrando.
Sem o cheiro malévolo do cigarro a arder
Nem a fricção dos neurónios que resulta em pensamento
Sou qualquer coisa que parece aqui viver
E desconhece se tanto tédio é fruto de um encantamento.
Em voz alta registei os contornos deste dia
O céu cheio de nuvens e premissas de aguaceiros
Da janela vejo a vida que passa sem alegria
E ao longe calçando o chão apenas os calceteiros.
Do relógio a ausência de um coro celestial
Um compasso para o tempo que gostava de sentir
E sentindo não me sentia como um pardal
A saltitar por uma côdea que nem deseja repartir.
Pela baixa sem norte e os elétricos a passar…
Com turistas para o castelo e as vistas para o Tejo
Sou a sombra deste dia sem ter sol a viajar…
Pelas ruas onde Pessoa pensava não sentir desejo.
Sem essa metafisica do estar aqui e existir
De sermos nós a contemplar os mistérios da vida
Impera a sensação de que tudo quer fugir
Da hora que nos esconde toda a coisa apetecida.
Saudemos pois os que dizem…nada temer
E também os que vacilam perante a adversidade
Saudemos a inércia sem desejo de morrer
Tudo o que leva e traz saudades da minha cidade.
Vou com os livros na mão e as ideias na cabeça
Vejo o trajeto dos corpos e do que me obriga a pensar
Que entre o ver e ouvir tudo dita uma sentença
Mas saudemos a poesia que a primavera está a chegar.

F. Corte Real
PARA SEMPRE

Quando foi que te ofereci uma flor
Que te dei o mais profundo de mim
Quando foi que falámos de Amor…
E entre beijos me disseste que sim.

Quando foi que um sonho nos deu
Mil razões para ficarmos os dois…
Lado a lado desenhando outro céu
Construindo o amanhã e o depois.

Quando foi…não consigo esquecer
Quando foi…eu não quero ocultar
Tudo foi quando acabou de nascer
O que sinto…para sempre te amar.

E as coisas que fazem parte da vida
Elas são a medida entre deve e haver
Para sempre…só tu minha querida
Tudo o mais…será outro amanhecer.

F. Corte Real
SENTIR

Não penses…faz com que seja verdade
Que dás vida ao rio que tens dentro de ti
E que desaguas num mar de felicidade
Onde tudo é paz e há alguém que te sorri.

Sente…e sai por aí voando livremente
Que o sonho é teu e precisas de encontrar
Um sentir que não pode estar ausente
Quando o Amor vier e o quiseres abraçar.

Não creias no ego que sustenta a fantasia
Que em tudo já poisou a mão de Deus
Apenas vai e procura ter por companhia
Quem como nós não se perde no adeus.

E se no teu caminho houver gente a sofrer
Se a dor arruinar a beleza da paisagem
Segue o coração…os sinais dão a conhecer
O que é preciso e contigo vai de viagem.

Sente todas as coisas como algo proveitoso
Que o sorriso das estrelas é consequente
Noite e dia são espelho do homem vaidoso
Que em nome do poder mata o presente.

Galgando margens rega o campo do sentir
E verás a luz que mais parece inspiração
Tu e o universo como um eterno rio a fluir
Através de emoções que tocam o coração.

Nada nos pertence a não ser o sentimento
E amar é sentir com todo o esplendor
Ergue os olhos e agradece cada momento
Deixa em mim a tua canção de Amor.

F. Corte Real
14 de Fevereiro 2016

MULHER



Na minha vida sempre houve uma mulher

Um horizonte que me prendeu a um lugar
E houve nuvens que passaram sem as ver
Mas é em ti mulher que gosto de navegar.


Na boca do lobo estão os dias derradeiros
E por mim já corre um rio de recordações
Antes de partir invento campos e ceifeiros
Para te deixar mulher o pão entre canções.



A ti querida mãe que és a mais linda flor
Que em mim colaste um eterno perfume
Eu deixo a minha gratidão e o meu Amor
Ainda que seja o barro que pões ao lume.



E se de minhas lágrimas chegares a beber
Crê mãezinha que a morte só transformou
A dor que todos temos em não saber dizer
O essencial na hora em que tudo terminou.



Em cada mulher há um pouco da verdade
Que abraça o mundo e nos faz acreditar…
Nesse Amor que alimenta a maternidade
E nos dá estrelinhas para a vida iluminar.

F. Corte Real

Fotos de Fernando José Corte Real Azevedo

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Blog de Fernando José Corte Real Azevedo

Tal e qual o Amor

Postado em 15 janeiro 2017 às 11:54 4 Comentários

O meu Amor, que não tem conta, peso e medida

Será sempre o sentimento que desejo partilhar

Que sem Amor pouco ou nada somos nesta vida

E tudo o mais existe para aprendermos a amar.

O Amor para ser compreendido tem de ser vivido

E para ser genuíno precisa de ser incondicional

E entre…

Continuar

Um Santo e Feliz Natal para todos vós...

Postado em 22 dezembro 2016 às 11:42 3 Comentários

                         NATIVIDADE

 

 

Ainda me lembro…de quando ouvia a cotovia

De como a neve ia moldando…o cenário ideal

E eu criança…enchia com desejos e fantasia

As cartas que escrevia e enviava ao Pai Natal.

 

Noite feliz…tão cheia de encanto e de magia

Os doces na mesa e em todos a paz celestial

Que pela terra dos sonhos eu…

Continuar

ESPERANÇA

Postado em 8 dezembro 2016 às 3:35 1 Comentar

                                ESPERANÇA

Foi um som distante o que me chamou a atenção

Neste dia com tons de cinza e alguns aguaceiros

Um concerto da natureza em perfeita comunhão

Com o desejo de deixar o tédio nos travesseiros.

Soalheira esta paisagem onde cresce a esperança

Que mesmo em dias tristes tem algo para dizer

Acredito…porque é preciso acreditar na bonança

Enfrentar a tempestade com vontade de vencer.

Vinham ao…

Continuar

Mapa dos Sentidos

Postado em 4 dezembro 2016 às 12:58 7 Comentários

Estes são os meus versos preferidos

Fechei os olhos e sem imiscuir coisa alguma

Criei então o meu mapa dos sentidos

Depois fiz-me ao mar que a nau era só uma

E ia de mim para mares desconhecidos

Que o ser poeta é ser tudo e coisa nenhuma

E tudo ser apenas o vento de levante

Ou quiçá a luz de um astro cintilante.

Todos temos um norte na jornada

Um ponto de referência para nos guiar

Um estímulo aonde cai a alvorada

Uma pura vontade de…

Continuar

Caixa de Recados (19 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Em 9:50am on maio 09, 2017, Janete Francisco Sales Yoshinaga deu para 2sdr4izmxixr1 um presente...
Presente
♡ Desborda tu corazón de cosas buenas para los que te rodean. La belleza de tu corazón y de tu alma, habla más fuerte que tus palabras. Feliz día.
Às 18:46 em 21 março 2017, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 8:38 em 3 dezembro 2016, Etelvina Gonçalves da Costa disse...

Muito obrigada amigo  pela atenção que dispensou a meu poema Um muito obrigada... Um abraço afectivo 

Às 18:05 em 2 dezembro 2016, José Santiago disse...

Fernando José Corte Real Azevedo ...Un abrazo entre alas

Às 22:49 em 17 outubro 2016, Maria-José Chantal F. Dias disse...

Linda participação querido Poeta Fernando José Corte Real!

beijos de poesiaaaaaa

Chantal Fournet

Às 20:12 em 3 outubro 2016, Maria-José Chantal F. Dias disse...

BEIJOS DE POESIA PELA

LINDA PARTICIPAÇÃO!

CHANTAL

Às 19:11 em 10 setembro 2016, Maria-José Chantal F. Dias disse...

Estimado Poeta amigo Fernando José Corte-Real Azevedo

Grata por tua Linda Participação!

beijos

Chantal

Em 12:43pm on agosto 27, 2016, Dione Fonseca de Barros deu para Fernando José Corte Real Azevedo um presente...
Presente
Obrigada amigo poeta
Em 4:55pm on agosto 23, 2016, Janete Francisco Sales Yoshinaga deu para Fernando José Corte Real Azevedo um presente...
Presente
Obrigado querido amigo poeta Fernando! Agradeço a amizade de muito valor! Uma honra. Muita paz e felicidades! Beijos
 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...