João Batista de Campos
  • Masculino
  • São Roque - SP
  • Brasil
Compartilhar

Amigos de João Batista de Campos

  • Arlete Maria Piedade Louro
  • Mauro Martins Santos
  • MARIO ROLANDO VIDES ALVARADO
  • fatima j zuanetti
  • Sandra Galante
  • Jean Marcell Gomes Albino
  • Janete Francisco Sales Yoshinaga
  • Helder Gonçalves
  • Waulena d'Oliveira Silva
  • Jorge Luiz Franco Linhaça
  • Loubah Sofia
  • Poeta Malume do Brasil.
  • Alvaro Sertano
  • Lais Maria Muller Moreira
  • Arlete Brasil Deretti Fernandes
 

Página de João Batista de Campos

Informações do Perfil

1 - Indicar teu nome verdadeiro, por completo, e o nome a ser usado no Portal PEAPAZ.
jbcampos
2 - Local da tua residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
São Roque
3 - Como chegaste ao Portal PEAPAZ?
Através de convite.
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Escritor
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
Sim
6 - Link para site/blog próprio.
http://www.mensalem.blogspot.com.br
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamizade/1917317
7 - Insira aqui os links para teus perfis nas Redes Sociais.
https://www.facebook.com/jb.campos.1232
8 - Publica três poemas ou textos da tua autoria.
Mais linda ainda

A gratidão é o pulmão da evolução, sem a importância de nacionalidade ou religião. A simplicidade que impera em teu nobre coração a deixa mais linda ainda. Porém, é o além que perdura e perfuma essa beleza finda qual o mais puro cristal que, um dia se quebrará ao cair de seu belo pedestal. Esse cristal é a tua vida que um dia terminará. Creias minha amiga, o teu brilho jamais se apagará, e continuarás mais linda ainda. Então sejas diamante aquilatado de alma pura, para não deixar de ser a cura apurada diante de qualquer censura frustrada. Sejas mais linda ainda, minha amada, sempre por mim idolatrada. Tentarei seguir os teus passos se a mim me houver espaço, haja meus lamentos se me não houver merecimento, porém, ratifico neste momento: a gratidão é o pulmão da evolução. Então sou eternamente grato respeitando qualquer decisão. Estarei confiante-vigilante desta minha missão.

Lembras-te deste simples apaixonado, e me socorres, minha querida “Esperança, já que és a última que morre”.



jbcampos

A Vidraça

O saber é luz que não se traça. É tesouro virtual quanto à própria alma. É um bem, quando bem utilizado para trazer paz e calma a você e a quem mora ao lado, por pouco que se faça. Porém, vem o triste recado: Ele está sempre guardado deixando a mente estouvada e à mercê. Às vezes plenamente cega como se pode ver um bem embolorado. Jamais esquecido apesar de mofado, não servindo a nada, nem à ignorância que se carrega. É o desperdício de inerte vício. É mais que pecado.
Se você é dono de mesa farta com muitas iguarias, e com boa saúde para saboreá-las, muito bem, está fazendo bom uso de um tesouro. Porém, se não reúne essas qualidades, sinto muito em lhe dizer coisas nobres, pois, assim o faço com humildade: “Você, é mais um pobre“ a bem da verdade. A menos que possua aquele tesouro de mais idade chamado: Amor. Aí você é rico sobremaneira encerrando qualquer discussão de qualquer asneira e sem a menor qualidade.
Sabedoria guardada em prateleira merece um instante de atenção, quando se tem uma estante ao alcance da mão. Mais um tesouro guardado fora, para não dizer: jogado agora num lamacento chão. É pobreza de doer o coração. Continua pobre, meu irmão!
Veja este tesouro da vidraça, que a traça jamais traça, eis a lição: Atrás da vidraça onde somente a visão traspassa qualquer emoção, está a criança cheia de graça olhando aos pássaros na ensolarada praça. São os donos da natureza em sua esplêndida beleza. Agora, e você para, para contemplar o que vê, ou o vê na tevê? Você precisa entender onde se acha a graça de se viver! Ela não está na parede, na copa, tampouco, na rede, está em você. Então é biliardário e generoso ao gastar o seu tesouro com o otário que não quer aprender. Fazer o que, povo é povo, você é você; o rico que não se vê...


Parabéns, você é o mais forte candidato à felicidade.


jbcampos

A menina e a vassoura

jbcampos

Thaís com apenas sete aninhos de idade, varria o seu pequeno quintal, enquanto, a família reunida no mais alto astral, apesar de recordar saudades.
Pela sua ausência, brada-lha o pai, exegeta da língua:
- O que tu fazes menina?
Responde ao pai, a varredeira:
- Estou vassourando, papai.
- Minha querida filha, além de usares o gerúndio, vai vassourar com um verbo alhures?
– Papai o que é alhures?
Diz o pai à criança:
- Alhures é quase o mesmo que, algures...
Querendo dispensar explicações naquele festivo momento.
- Sabe papai, vassourar é um belo verbo... Assim me disse a professora Judite.
Antes que houvesse qualquer resposta, ouviu-se um caloroso aplauso irônico por parte da família, que em seguida cantou: Parabéns a Você...

Verbo vassourar

 

 Só o seu acalanto enxuga as rugas do meu pranto 

Jbcampos

 

Às vezes triste pelo mal que ainda existe
Neste afeito peito, feito de jeito trigueiro.
Travestido de rubra flor, vem e o maltrata.
Forte e altaneiro para sequer dizer brejeiro,
É o imperador do universo o grande mediador
Da dor de apelido conhecido pelo nome de amor.
Mas, sou insistente e com essa dor a qual me mata.

 

Somente o seu suave e santo acalanto
Ao murmúrio de suave canto me arrebata
Ao soluçar do debruçar de uma linda cascata.
É d’um encanto; qual inexiste no mundo inteiro.
Não há fama, tampouco qualquer troco de dinheiro
Muito ou pouco, não me importa se for clara, indireta
Ou torta. Jamais a trocarei por qualquer outra estupidez.
A minha loucura fará da minha cura uma segura curva reta.

 

Sempre é o amor-compaixão a cuidar da loucura humana.

O Clarim da Paz

 

MATAR O EGO!

jbcampos

 

Essa é a odisséia real do ser iluminado, daquele que não necessita mais de voltar a este mundo de imperfeições.
Para acabar com essa existência, realmente devem-se matar tudo o que é pernicioso à vida do próximo, até porque todo o próximo é o mesmo próximo...
A nossa vida está cheia de armadilhas, que irão nos iludir, nos atocaiar em tudo aquilo que formos fazer, essa é a grande realidade humana.
O nosso ego cresce cada vez mais pelas nossas frustrações, aliás, a frustração em si, é uma maneira natural de se evoluir psicossomaticamente, posto que o frustrado luta aguerridamente para mostrar-se útil ao meio no qual vive, até aqui... Tudo bem... Porém, não se pode apenas ficar nessa de lutar perenemente pela frustração do eu, tem-se de alcançar a conscientização de que o nosso ego é muito pequeno perto dos nossos semelhantes, e de todos os universos, e entender-se de que deles se faz parte.
Ter a leve consciência de reconhecer-se mortal e plenamente falível, enxergar com otimismo que se é mortal, é de total importância para o verdadeiro crescimento, aliás, parece mesmo ser muito difícil enxergar o óbvio.
- Quem já matou o ego?
- Com certeza já se desencarnou!
Por muita humildade que possamos possuir, ainda assim estaremos longe de extirparmo-nos das vaidades deste mundo.
O nosso egocentrismo é avassalador!
Porém, já está de bom tamanho reconhecer o óbvio de que somos frágeis seres humanos.
Estamos cansados de ver velhos arrogantes, até frisamos os velhos; porque os jovens não viveram tanto, e por isto, poderão estar mais longe da morte na sua própria vaidade de continuar a viver.
Não estamos aqui querendo que ninguém morra, mas, é exatamente isso que um dia acaba acontecendo, e os velhos estão muito mais próximos, e bem por isso deveriam entender que a sua vida está mudando de lugar.
Pobreza – saúde - formosura – fama – riqueza – intelecto - tudo isto passará rapidamente.
Notamos que os grandes apropriadores de bens dos pobres são exatamente aqueles de terceira idade, posto que já passassem pela nefasta experiência de exercitarem-se no crime de colarinho branco, que os isentam da prisão e dos arrestos dos bens roubados dos miseráveis deste mundo.
São pessoas muito aculturadas - mas, são inteligentes?
Há milênios eles existem, muito já ouvimos e lemos sobre os escribas e fariseus, que foram adjetivados em feitio pejorativo pela boca de Jesus e de seus apóstolos...

 

 O Mediador da Paz

 

                                               

A Eclosão da Paz

 

Sinopse

 

Eclosão da Paz

Jb.campos

A maior riqueza do ser humano é a Paz!
Então, por que o homem faz a guerra?
Aonde vai parar a hipocrisia humana?

A nossa maior dádiva divina, está no nosso interior, e ela é tão intrincada que, jamais homem algum conseguiu decifrá-la.
A tão estudiosa e decantada ciência humana, jamais pôde fazer qualquer demonstração precisa sobre o nosso universo interior.
Muito menos as ciências religiosas, ou artes religiosas, ninguém, realmente explicou-a com convicção.
O caldeirão está posto à mesa: Medicina, Psicologia, Parapsicologia, Psicoterapia, Filosofia e toda a mescla religiosa...
No entanto, não podemos ignorar os milagres, ou os fenômenos da vida humana.
A força desmesurada da fé, embora, também não haja uma explicação empírica para esta força, está à vista, caso se queira enxergá-la.
Explicações subjetivas existem aos montes.
Estão pela face da Terra; por milhares de anos, os livros: “Sagrados” os quais explicam, e explicam, narrando às nojentas histórias eclesiais de matanças infindáveis, igualmente às mídias da atualidade e as intermináveis: “Guerras Santas”

Do livro Eclosão da Paz

O MEU SONHO FOI UM PISCAR DE OLHOS...

jbcampos

 

Há muito tempo por aqui apareci olhando montanhas, sanhaços, pintassilgos, beija-flores beijando bem-te-vis, despencando de penhascos regorjeando louvores. A pradaria murmurando o vergel-lilás de suas flores. Era o lugar que sonhava para os meus amores. Então nada mais me faltava... E foi ali que escolhi. O meu alvorecer era em cores, a chuva me iluminava, o sol me inspirava destilando deliciosos licores. No conforto informal, no desejo de mais um mortal... No crepuscular das tardes de magia, embriagado ao tom do doirado som a acariciar meus ouvidos, qual a todos os lados naqueles dias a mim consagrados... Tudo e a todos tingia. Nesse mel de melaço, no mais puro regaço que no profundo de minh’alma regava, e me fundia em alegria. Foram belos os meus dias os quais minha mente arejava. À rede me embalavam as noites calmas, meus pensamentos voavam em nuvens alvas. O meu espírito se projetava além de coisas humanas. Nas longas tardes de frescor-rupestre dos fins de semana, ”muito além de Trapobana”, aliás, estava pra lá de “Pasárgada, onde eu era amigo do rei” e assim, muitas vezes, pensei: “Jamais escolherei qualquer mulher, pois, muito além dessa eu já tinha, mesmo sendo amigo do rei”, com certeza de tanta beleza, e convicto de que não a merecia, por isso foi que não errei! Foi aí que compreendi: sou um privilegiado; e o meu lar construi dependurado no topo de um monte encantado, porém, alicerçado com cascalho dali. Belos e floridos jardins, com melífluo odor de jasmim. Em cima do vale, com minha visão deslumbrada. Minha família; presença marcada. Parece ter sido ontem... O tempo passou ligeiro e neste comboio fui passageiro. Meus filhos se casaram, meus netos se foram... A minha companheira de tantos janeiros a partir foi à derradeira, mas partiu pra valer, enfim, o meu coração se partiu por inteiro. Restou-me a oração, pássaros e a canção do meu velho travesseiro enfronhado de emoção. Confessor e confessionário neste esplêndido cenário passo o tempo a escrever com alegria e prazer, como se fora mais um otário teimando em reviver. Não sou hipócrita em meus apócrifos... E não quero me enganar. Aprendi a ver a vida em sua plenitude, encaneci com saúde e não posso reclamar. Partida é partida... A existência é efêmera e, nem posso chorar. Chegamos-voltando à frente de câmeras registrando os relatos, de fato; relatando os fatos. Alcovitamos em nossas câmaras, regurgitamos desagravos ao nosso Criador e Pai. Melhor nos fora juntar os favos da gloriosa e eterna Paz, do que os trapos que o mal sempre nos traz. Caro irmão-leitor pense como for, mas, por favor, não tenha pudor dessa falsa dor com pavor. Nem seja acre, do seu coração tire o lacre, e no amor seja craque sem o menor palor. É a realidade da vida, flor em botão qual murcha dando-nos o seu tom chamando-nos à atenção. Qual à bucha, com água e sabão, no banho é algo estranho, verdadeiro estrebucho no antigo corpo de um bruxo. Às vezes velho-tacanho aos olhos de estranho. Pode ser, mas não é se ele sabe o que a vida é! Pois, fez-se amigo de tudo e até da boa solidão, na realidade é sortudo, meu caro-querido irmão, ele enxerga até pelo pé sendo prevecto ancião... A solidão pode ser o desespero ou o tempero de se encontrar com o “Eu” por inteiro. “As aparências enganam”. A solidão pode ser uma ótima companheira. Essa amiga vem para burilar a nossa alma dando-nos a condição de vencermos a nós mesmos, já que o nosso maior inimigo está no interior do nosso coração o qual deve ser cinzelado com o amor da mansidão no universo dessa eterna imensidão... Na realidade o meu coração mora nos universos dos universos juntamente com o seu...

 

Esta historieta faz parte da vida deste modesto amanuense anacoreta...

 

Muita paz e amor a sua pseudossolidão...

Ah... Se tudo fosse primavera

Jbcampos

Seria o respirar de renovada era
ao revoar de tantas quimeras.
Ao perfumar de belas flores,
o singular de seus amores.
Alegria-fantasia e açores
a escorar o seu veleiro,
ao tisnar do nevoeiro.

Oh... Inocente primavera,
é prima irmã do vil verão
o qual aquece o coração
na manutenção da ilusão.
Seja como for, o outono,
traz em seu bojo o bônus
ao inferno-gélido-inverno.
Oh... Inocente primavera,
Olá: Juventude; saudação.
É apenas mais uma estação
a rir da vida em sua profusão.

Apesar de bela saúde, um dia
toda essa maravilhosa alegria
resumirá essa gloriosa plenitude.
O seu amor àquela flor, sobretudo,
o seu orgulho mergulhado no ataúde.
Despida, quiçá, lhe sobre um sobretudo.

Porém, essa é lei a qual advém
do misterioso circo do além.

 

Mesmo que você não goste!

Amor & Paz

Blog de João Batista de Campos

O terreno de Tonico

Postado em 22 julho 2017 às 14:40 0 Comentários

Tonico, um homem simples que venceu na vida como comerciante, após trabalhar 18 anos a um senhor judeu que havia fugido da Polônia pela perseguição nazista. Com esse polonês aprendeu a lidar com o público, tornando-se um filósofo da vida. Após esse período pediu demissão de suas funções no comércio moveleiro de Isaac e abriu o seu próprio negócio, sendo bem-sucedido ao longo de alguns anos.

Tendo comprado um terreno de 1000m2 para fazer uma pequena…

Continuar

Somente o aprendizado se eterniza

Postado em 22 julho 2017 às 13:39 0 Comentários

Estive pensando profundamente nos fundamentos da existência, uns nascem, enquanto, outros se extasiam, uns choram e outros riem. Assim a vida e trazida e varrida sem o menor constrangimento.

Lamento a minha falta de entendimento. A natureza apresenta sua fria realeza, na realidade nua e crua de sua própria natureza. Sua beleza em…

Continuar

Tem dia

Postado em 15 junho 2017 às 15:04 0 Comentários

 

Tem dia que se inicia com o tédio da melancolia qual redundância entedia desde a infância, porém, indo além, existe um remédio que muito remedia, receitado pela médica do dia a dia. Doutora Musa, que muito abusa dessa receita sem contraindicação, já que faz uso do laboratório palpitante e decantado, chamado: Coração. Às vezes a Medusa fica inclusa nessa situação, a qual cobra com suas cobras a subserviente mente,…

Continuar

Mundo de todo mundo

Postado em 10 junho 2017 às 21:30 1 Comentar

Na palma de sua mão há o mundo de todo o mundo.

É a ficção da fiel realidade que chegou à posteridade e a desnudar com valor tamanha prosperidade.…

Continuar

Caixa de Recados (49 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Às 16:13 em 27 fevereiro 2017, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Em 9:56am on fevereiro 27, 2017, Etelvina Gonçalves da Costa deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Parabéns Um dia repleto de bençãos muita festa e alegria Um abraço de felicidade
Em 7:28am on fevereiro 27, 2017, Janete Francisco Sales Yoshinaga deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Feliz aniversário querido amigo João Batista! Paz, amor e saúde. Mil felicidades! Beijos
Às 21:10 em 27 fevereiro 2016, Maria Iraci Leal disse...

Às 17:04 em 27 fevereiro 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Em 11:56am on fevereiro 27, 2016, Janete Francisco Sales Yoshinaga deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Feliz aniversário querido amigo! Muita paz, saúde e amor. Mil felicidades Beijos
Em 2:38am on fevereiro 27, 2016, Waulena d'Oliveira Silva deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
FELIZ ANIVERSÁRIO !!! Muita saúde e poesia ! Waulena
Em 9:15am on fevereiro 26, 2016, Evandro Jorge do Espirito Santo deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
paz e bem ! parabéns ! abraçossssssss
Às 18:58 em 27 fevereiro 2015, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Conferir "FELIZ ANIVERSÁRIO JOÃO BATISTA DE CAMPOS!" no Poetas e Escritores do Amor e da: http://silviamota.ning.com/group/aniversarios-no-peapaz/forum/topics/feliz-aniversario-joao-batista-de-campos

Em 2:42pm on fevereiro 27, 2015, Waulena d'Oliveira Silva deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
FELIZ ANIVERSÁRIO !!! Muita saúde e poesia ! Waulena
Em 10:38am on fevereiro 27, 2015, Maria das Graças Araújo Campos deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Parabéns felicidades, João Batista de Campos!Beijosssss
Em 9:49am on fevereiro 27, 2015, Marcia Portella deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Poeta,que seu caminho seja coroado de momentos felizes ...Parabéns
Em 9:49am on fevereiro 27, 2015, Maria Iraci Leal deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Feliz Aniversário, alegrias, saúde, paz e prosperidade bjs MIL.
Em 9:20am on fevereiro 27, 2015, Janete Francisco Sales Yoshinaga deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Feliz aniversário Querido Poeta Amigo João Batista! Muitas felicidades, saúde e paz! Abraços
Em 8:35am on fevereiro 26, 2015, João Pereira Correia Furtado deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
Parabéns e felicidade!
Em 5:36pm on janeiro 14, 2015, ROSEMARIE PARRA deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
VENHA A PARTICIPAR DO CONCURSO AKROSPEAPAZNEWYEAR 5 2015 PERANTE JANEIRO A TEMATICA SERA SOBRE OS PROJETOS QUE TEREMOS PARA 2015 FELIZ ANO NOVO
Em 8:39am on dezembro 11, 2014, ROSEMARIE PARRA deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
CONVIDANDO-OS/AS PARA O CONCURSO AKROSCHRISTMAS NO AKROS PEAPAZ, BEM VINDOS ATENTAMENTE - ROSEMARIE PARRA ADMIN DO GRUPO
Em 6:51pm on outubro 31, 2014, ROSEMARIE PARRA deu para João Batista de Campos um presente...
Presente
PARABENS PELO DIA DO POETA VIRTUAL 2014 - ROSEMARIE PARRA CRIADORA DA DATA, BJSS
Às 0:34 em 16 outubro 2014, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...
 
 
 

Membros

Aniversários

Aniversários de Hoje

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...