Pablo Alfonso
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos (1)
  • Eventos
  • Grupos (1)
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Pablo Alfonso

  • Imelda Maria Neis Bilinski
  • Maria Iraci Leal
  • Paolo Lim
  • Lais Maria Muller Moreira
  • Arlete Brasil Deretti Fernandes
  • Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
 

Página de Pablo Alfonso

Últimas atividades

Pablo Alfonso recebeu um presente de ROSEMARIE PARRA
28 Out

Informações do Perfil

1 - Indicar nome verdadeiro, por completo, e o nome a ser usado no Portal PEAPAZ.
Pablo Alfonso
2 - Local da residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
San Carlos, Uruguay
3 - Como chegaste ao Portal PEAPAZ?
Alguém me convidou. Não recordo seu nome agora
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Parte de meus poemas têm sido publicados em editoriais de renome: por exemplo Dunkan, Sudamericana, Trilce, entre outras. Meus textos fazem parte de vários livros coletivos.
No entanto, catalogo-me como um simples amante da poesia.
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
Não costumo escrever nada erótico. Menos publicar imagens desta índole. Mas, respeito a ideologia das demais pessoas
6 - Link para site/blog próprio.
http://www.pabloalfonso.mex.tl/

http://poemas-del.mozello.com/

http://www.redescritoresespa.com/A/alfonsoA.htm

http://www.poesiaspoemas.com/pablo-alfonso

www.mundopoesia.com/.../343012-anda-a-cantarle-a-gardel.html

http://escritoresypoetas.com/poema-de-amor-a-karin-lizbett.html

http://www.safecreative.org/user/pabloalfonso
7 - Insira aqui os links para os teus perfis nas Redes Sociais.
https://www.facebook.com/pabloalfonso70

https://twitter.com/PabloAlfonso_uy
8 - Publica três poemas ou textos da tua autoria.
Um velho mulo

Em um caminho em círculo,
cinchando de um pau
com os olhos cobertos,
um velho mulo,
triste e resignado,
dá voltas cabisbaixo.

E sempre idêntico,
sempre o mesmo circular caminho,
sem prazo nem começo,
que o pobre mulo ao fim
percorre com esforço
para ganhar seu capim.

Tenaz e convencido
de sua grave missão
neste mundo, como muitos,
morre de chato,
fatigado e sem glória,
maltratado e sofrido,
o mulo da roda.


Natureza

Natureza...
O que fizeste de o meu ser?
Por que você me deu para viver
sem verificar o seu trabalho
tão estranho e complexo?
Isso seria feito para o prazer,
organizado para o sucesso
e, no entanto, destinado a passar
e fracassar.

Admirável física me deu,
saúde de ferro, temperamento ardente ,
sensibilidade e emoção me concedeu,
alma dum trovador
robusto e feio,
forte e nervoso,
distinto e sonhador.
E um coração grande e generoso.
Nenhuma organização em minha mente
pode colocar de todas as artes
valores equivalentes
e meu cérebro colmaste
com memória, a intuição ,
ouvido fino, penetrante visão,
clareza de pensamento
e compreensão...
Mas... Oh fatalidade!
Você se esqueceu
de vontade!
Para que essas correntes divinas
que não posso encausar,
e esses conformes e essas cores
que não posso expressar?
Tudo o perdo,
como os raios de luz
me vão subtilmente
porque não os posso fixar...
o ecletismo anula-me fatal;
me cativa a caneta, a nota e cor,
distrai-me o campo, o mar eo sol,
as Deusas da beleza chamam-me
por todos os caminhos,
por todos os rincões
me assinalam um destino
No entanto,
não sei que caminho percorrer...
Estou perdido na música
e na luz de meus sonhos;
Indeciso e vacilante
seguirei pela vida
como um sonâmbulo da arte...



Minha lira

Minha lira é o amor e que assim seja.
Quero ser amado e amor sento;
escrevo do amor com doce acento,
sento-o ao alma e assim seja.
Hoje se abrirá em capullo flor que cria
dará regozijo ao sentimento;
percebo não é perfeita, mas o tento,
quando vem o amor ou me golpeia.
Assim no amor ou dor levado
e assim quando a meus olhos a imagino
entregada em meu sonho e mais quisesse
a ter amado sempre e mais amado
quando em ceñudo tento o cruel destino
por outrora senda nos conduzisse.


Todos os direitos reservados

Caixa de Recados (14 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Em 11:14am on outubro 28, 2017, ROSEMARIE PARRA deu para Pablo Alfonso um presente...
Presente
no 31 de outubre COMEMORAREMOS O DIA DO POETA VIRTUAL, CRIADO E ORGANIZADO PELA ESCRITORA E POETA URUGUAIA DESDE 2009 ESTAO TODOS CONVIDADOS
Às 21:57 em 20 abril 2017, Imelda Maria Neis Bilinski disse...

Às 17:11 em 17 fevereiro 2017, Maria Iraci Leal disse...

Às 14:19 em 17 fevereiro 2017, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Em 10:12am on fevereiro 17, 2017, Lúcia Cláudia Gama Oliveira deu para Pablo Alfonso um presente...
Presente
Felicidades! Parabéns. Abraço.
Às 12:32 em 14 abril 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 20:31 em 27 março 2016, Maria Iraci Leal disse...

Às 12:16 em 26 março 2016, Pablo Alfonso disse...

Muito obrigado a todos pelo cariño que me oferecem e as mensagens positivas. Peço desculpas se por falta de tempo não posso passar seguido pelo lugar, mas espiritualmente estou. Sento-me honrado de estar

Às 12:10 em 26 março 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Em 3:16pm on março 24, 2016, Marcia Portella deu para Pablo Alfonso um presente...
Presente
Bem-vindo ao recanto do amor e da paz
 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...