Adalberto Nunes Pereira
  • Masculino
  • Rio de Janeiro
  • Brasil
Compartilhar

Amigos de Adalberto Nunes Pereira

  • VADINHO-ABLA
  • Gilnei Neves Nepomuceno
  • Aurea Charpinel
  • Karina Campos
  • Lais Maria Muller Moreira
  • Silvia Ferreira Lima
  • Nivaldo Sousa Costa
  • Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
 

Página de Adalberto Nunes Pereira

Informações do Perfil

2 - Local da residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
rua sergipe, 34 ap 101-maracanã
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Poesia, contos, peças teatrais
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
sim

Blog de Adalberto Nunes Pereira

Desamparo

Postado em 31 janeiro 2011 às 15:42 0 Comentários

O gesto é parco,

As mãos vestidura de perdas,

Acanham-se quando tocadas,

Recolhem-se aflitas,

Desacostumadas aos afetos.

O sol esculpiu fendas no rosto.

Os olhos,foragidos de belezas,

Anuviam-se,sem azuis.

Palavras,só as que negam.

O corpo,cadeados trancados

Sem vestígios de delícias.

A vida,vesga,

Consente desamparo na ranhura da noite.

Os pés estéreis

Trilham o abandono.

É…

Continuar

Deus Morto,Deus Posto

Postado em 1 junho 2010 às 20:16 4 Comentários

Quando Deus morreu,eu estava ausente.

Não soube do anticristo,do expurgo da semente.



Não vi o anjo torto resgatar jóias no penhor,

na procissão embriagada,a santa gargalhando no andor.



Não pude ver o operário chicoteando o general,

os donos da guerra sorridentes,explodindo bombas no quintal.



Não presenciei a briga intensa,

entre o bispo e o pastor,pelas ofertas na despensa.



Perdi a redenção das Madalenas,

o desfile das… Continuar

Pedaços

Postado em 26 maio 2010 às 13:57 6 Comentários

Eu sempre fui

O cais,o porto,

Eu nunca fui inteiro,

Fui pedaço

Nunca veneno

Nem cansaço!



Eu sempre amei janelas para o mar

Miragem de não se ter a mão,

E o meu desejo

Sempre foi encarcerado,

Encardido no porão!



Eu sempre

Fui de amar o avesso

O que desconheço,

Que não vem.



Dentro de mim mora o rastro,

Não os pés

E as mãos afagam o viés.



Eu sou o pó

A cal,a argamassa,

Nunca… Continuar

Convulsão

Postado em 26 maio 2010 às 13:51 2 Comentários

O silêncio vigia a casa,

Execrando retratos indistintos

Na sala.

A tarde uiva nas marquises,

Um derrame de versos escondidos,

Tenta inútil,

Fugir das gavetas.

A lua cínica,

Desdenha ambulâncias nas ladeiras.

Os outros eus em mim,

Desvairados,

Atropelam-se na porta,

Rasgam tijolos,

Libertam-se.

Na largura da noite

Despejam,

Obscuras ofensas,

Perversos desapegos,

Sórdidos rituais.

Na manhã,

Vestida… Continuar

Caixa de Recados (38 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Às 23:07 em 16 agosto 2017, Nieves Merino Guerra disse...

Em 6:45pm on agosto 16, 2017, João Pereira Correia Furtado deu para Adalberto Nunes Pereira um presente...
Presente
Parabéns, felicidade e longos anos de vida!
Às 11:42 em 16 agosto 2017, MARGARIDA MARIA MADRUGA disse...

ADALBERTO, FELICIDADES MUITAS PELO SEU ANIVERSÁRIO!

Às 22:29 em 16 agosto 2016, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 9:06 em 16 agosto 2016, Maria Iraci Leal disse...

Em 2:40am on agosto 16, 2016, Waulena d'Oliveira Silva deu para Adalberto Nunes Pereira um presente...
Presente
FELIZ ANIVERSÁRIO !!! Muita saúde e poesia ! Waulena
Às 18:08 em 15 agosto 2016, Nieves Merino Guerra disse...

Em 6:34pm on agosto 16, 2015, Waulena d'Oliveira Silva deu para Adalberto Nunes Pereira um presente...
Presente
FELIZ ANIVERSÁRIO !!! Muita saúde e poesia ! Waulena
Em 10:58am on agosto 16, 2015, João Pereira Correia Furtado deu para Adalberto Nunes Pereira um presente...
Presente
PARABÉNS !
 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...