oliprest
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Oliprest

  • Ednaldo Florentino dos Santos
  • Dione Fonseca de Barros
  • Waulena d'Oliveira Silva
  • Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
 

Página de oliprest

Informações do Perfil

1 - Indicar teu nome verdadeiro, por completo, e o nome a ser usado no Portal PEAPAZ.
Oli de Siqueira Prestes
2 - Local da tua residência: cidade, estado e país. Por motivos de segurança, não indicar endereços completos.
Oriximiná - Pará - BrasilConvidado por
3 - Como chegaste ao Portal PEAPAZ?
Convidado por Silvia Mota
4 - Traça-nos tua trajetória no âmbito das artes/literatura/ciência.
Sou escritor amador e tenho mais de mil textos publicados no site www.recantodasletras.com.br, onde tenho uma página desde 2006. O tema que prevalece nos meus textos é religioso, ainda que escreva desde crônicas até cartas.
5 - Concordas que utilizarás o Grupo Sensuais e Eróticos SE publicares imagens de nu explícito?
Sim
6 - Link para site/blog próprio.
http://oli.prestes.zip.net
7 - Insira aqui os links para teus perfis nas Redes Sociais.
https://www.facebook.com/oliprest
https://twitter.com/oliprest
8 - Publica três poemas ou textos da tua autoria.
NO SILÊNCIO
No silêncio eu escuto
Do vento o ciciar
O qual eu não refuto
E da pomba o arrulhar

Ouço também as ondas
Do mar que vem regar
A areia fina e fofa
Como regando um pomar

Também dá pra eu ouvir
O crepitar do fogo que destrói
O que remanesce de floresta

E quase chego a sentir
E isso muito me dói
Pois o fogo não diz basta!

Vem ! Vem !

Vem!
Antes que eu me vá
A procura de alguém
Que queira me amar

Vem!
Antes que a vida mate
A esperança de quem
Cansou de te esperar

Vem!
Antes que o sol decline
Porque ele também
Tem que repousar

Vem!
Antes que eu surdo ouça
Sussurro vindo do além
De uma voz a me chamar

Vem!
Pois já passou a mágoa
E ainda me entretém
A possibilidade de amar

Vem!
Pois perdi muito tempo
Fazendo como quem
Atira pedras pro ar.

Vem!
Pois já perdi a esperança
De te encontrar no além
Depois que tudo acabar.

Vem!
Pois envelhece a juventude
E já digo que quem
Pode o mundo salvar?

QUEM É ELE? IV

É fruto de uma palmeira
Que floresce na ribeira
Talvez pra alguns besteira
De caule só ou em touceira

No Norte é abundante
Quase sempre à jusante
Tem altura estonteante
Que serve de mirante

É comida de nortista
E também de artista
No Sul é futurista
E agrada até turista

Subir até a copa
É coisa de patota
Que a boneca corta
Descendo bem cambota

É debulhado no paneiro
Amolecido no terreiro
Num alguidá amassado inteiro
Era assim de primeiro

Em peneira era passado
E assim era coado
Servido bem gelado
Seu sabor é realçado

Com assado é servido
Jabá guisado e peixe frito
Camarão tostado ou cozido
Com farinha é “o fino”

Mas no Sul é diferente
Não se come como a gente
Adicionam-lhe nutrientes
Banana, e granola em semente

Cá se come na cuia
Lá é comido na tigela
Sem nada de farinha
Com guaraná e até canela

Dizem ser bem energizante
Bem forte eu sei que é
Faz até ficar falante
Essas coisas de mulher

É um coquinho resistente
Uma iguaria daqui
Yo soy muy caliente
Quando eu bebo açaí

Por Oli Prestes
S.Paulo, 12/06/07.

QUEM É ELE? IV

É fruto de uma palmeira
Que floresce na ribeira
Talvez pra alguns besteira
De caule só ou em touceira

No Norte é abundante
Quase sempre à jusante
Tem altura estonteante
Que serve de mirante

Subir até a copa
É coisa de patota
Que a boneca corta
Descendo bem cambota

É debulhado no paneiro
Amolecido no terreiro
Num alguidá amassado inteiro
Era assim de primeiro

Em peneira era passado
E assim era coado
Se servido bem gelado
Seu sabor é realçado

É comida de nortista
E também de artista
No Sul é futurista
E agrada até turista

Com assado é servido
Jabá guisado e peixe frito
Camarão tostado ou cozido
Com farinha é “o fino”

Mas no Sul é diferente
Não se come como a gente
Adicionam-lhe nutrientes
Banana, e granola em semente

Cá se come na cuia
Lá é comido na tigela
Sem nada de farinha
Com guaraná e até canela

Dizem que é energizante
Bem forte eu sei que é
Que até faz ficar falante
Isso é coisa de mulher

É um coquinho resistente
E é iguaria daqui
E eu fico caliente
Quando eu tomo açaí

Caixa de Recados (12 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Às 11:10 em 12 maio 2017, MARGARIDA MARIA MADRUGA disse...

Às 22:33 em 12 maio 2016, Antonio Cícero da Silva disse...

Felicidades e muita paz!!!

Em 10:32pm on maio 12, 2016, Antonio Cícero da Silva deu para oliprest um presente...
Presente
Felicidades...
Às 22:16 em 7 dezembro 2015, Waulena d'Oliveira Silva disse...

Seja bem vindo !

Em 7:15pm on dezembro 07, 2015, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ deu para oliprest um presente...
Presente
Poemas gostosos de ler. Parabéns! Grata, por aceitares meu convite. Beijossssssss
Às 19:13 em 7 dezembro 2015, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 19:05 em 7 dezembro 2015, Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Às 15:17 em 7 dezembro 2015, María Cristina disse...

Em 2:29pm on dezembro 07, 2015, Marcia Portella deu para oliprest um presente...
Presente
Bem-vindo ao nosso recanto de amor e paz...
Às 11:02 em 7 dezembro 2015, Dione Fonseca de Barros disse...

Bem vindo   poeta ao Peapaz  vai gostar e e ter muitos amigos poetas.  Desejo alegrias e belos  escritos. Saudações e meu abraço amigo,

 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...