fevereiro 2017 Posts no Blog (193)

Um poema para um marco miliar: Não é que estamos nos sessenta?

Não é que estamos nos sessenta?

J. A. Medeiros da Luz

Com brusquidão,

Eis que tropeço, avoado, em mais este

Marco miliário da existência.



Seis décadas passadas a voo

– Mais de inseto que de ave altiva –

E que, em sendo sinuoso, não se exime

Do esplendor da vista, do…

Continuar

Adicionado por José Aurélio Medeiros da Luz em 28 fevereiro 2017 às 22:30 — 2 Comentários

Infortúnio

Continuar

Adicionado por Etelvina Gonçalves da Costa em 28 fevereiro 2017 às 22:28 — Sem comentários

CREARTE POR UN ISNTANTE Autor José Santiago

CREARTE POR UN INSTANTE Autor José Santiago 

-POEMA CREATIVO: MÍA- …

Continuar

Adicionado por José Santiago em 28 fevereiro 2017 às 21:06 — Sem comentários

Mulher ferida

Mulher ferida

De Té

Me ausento de ti amor, que foste o sol da…

Continuar

Adicionado por Etelvina Gonçalves da Costa em 28 fevereiro 2017 às 21:00 — 3 Comentários

SEGUINDO EM FRENTE

Adicionado por ana lucia m.santos sampaio em 28 fevereiro 2017 às 16:23 — 1 Comentário

SEI SER



Sei ser



Sei ser tudo o que você quiser

A hora que quiser e o que vier

Capaz de aprender e ensinar

Pro bem do nosso amor.

Posso ser a melhor mulher

Posso até ser flor,

Mas também corto o mal pela raiz.



Sou fiel como um cão ao…

Continuar

Adicionado por Nina Costa em 28 fevereiro 2017 às 10:00 — 3 Comentários

"SABEDORIA" (humor / rsrsrsr)

Sabedoria quem tem é...

"DEUS E POLÍTICOS"

que usam o Povão para acusar o...

"CÃO"

que todo bobalhão, fica feliz...

por ser lembrado pela...

"PERDIÇÃO"

                         "REFLEXÃO DO ÚLTIMO DIA DO CARNAVAL QUE..........

                                    CONTINUAAAAAAAAAAAAA, NO............

                                            UNIVERSO INTEIRO"

                               …

Continuar

Adicionado por Evandro Jorge do Espirito Santo em 28 fevereiro 2017 às 9:29 — Sem comentários

CARNESTOLENDAS

CARNESTOLENDAS ÑANDE MBARETE

 

Frases y ansiedades que no se quedan dormidas,

aún rumbeando los senderos inhóspitos ,

nada ni nadie puede doblegarlos

Magia de vida plena , pueblo en volcán ,

Junto al poder carnavalesco ,

diversiones , distracciones,

como dulces caricias que canalizan

el colorario ancestral ,abrevando la sed ,

como sea que fuere , donde quiera que esté .

Con aroma del paisano correntino…

Continuar

Adicionado por Elisa Barth em 28 fevereiro 2017 às 8:24 — Sem comentários

Indiferente

Indiferente

 …

Continuar

Adicionado por Alexandre Montalvan em 27 fevereiro 2017 às 23:41 — 1 Comentário

BEIJA-FLOR

Adicionado por Gustavo Antonio Drummond em 27 fevereiro 2017 às 22:14 — 1 Comentário

Sonhos de Menina........



Continuar

Adicionado por Etelvina Gonçalves da Costa em 27 fevereiro 2017 às 19:30 — 5 Comentários

Tardes azuis

Adicionado por José Lopes Cabral em 27 fevereiro 2017 às 11:37 — 1 Comentário

PROMESSA

com som

Houve uma vez um momento…

Continuar

Adicionado por Waulena d'Oliveira Silva em 27 fevereiro 2017 às 3:44 — 4 Comentários

LUNA

Continuar

Adicionado por María Cristina em 27 fevereiro 2017 às 1:02 — 2 Comentários

Do Fogo Que Veio Do Céu

Do fogo que veio do céu

De…

Continuar

Adicionado por Etelvina Gonçalves da Costa em 26 fevereiro 2017 às 19:30 — Sem comentários

Agradecimento pela passagem do meu aniversário_Sidnei Piedade

Continuar

Adicionado por Sidnei Piedade em 26 fevereiro 2017 às 18:05 — Sem comentários

Ironia...A Vida!

Ironia...A…

Continuar

Adicionado por Alexandre Montalvan em 26 fevereiro 2017 às 16:30 — Sem comentários

POEMINHA

Confesso que já fui lírico,

fiz canções e…

Continuar

Adicionado por Paolo Lim em 26 fevereiro 2017 às 14:21 — 4 Comentários

PAIXÃO DESMEDIDA

Paixão desmedida

 …

Continuar

Adicionado por Valdomiro Da Costa em 26 fevereiro 2017 às 12:13 — Sem comentários

SONETO DE UM AMOR PROIBIDO

Da paixão surgiu o meu eu encantado

Do silêncio, suspiros sem sons ledos

Engasgados como são nossos medos

Onde o inviável está ali aprisionado



Aqui confesso, então, estes segredos

D'alma que vai com o perigo ao lado

Desgovernado sem o tempo marcado

Pávido e, com os sentimentos vedos



Triste o afeto que quer ser enamorado

E se queima em aventurosos folguedos

De ilusão, que não deveria ser desejado



Tudo passa, é passageiro,… Continuar

Adicionado por Luciano Spagnol em 26 fevereiro 2017 às 11:19 — Sem comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

1999

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...