julho 2011 Posts no Blog (398)

Ultimo canto.(AMAZÔNIA)

 

Assim foi notado seu final

Num ultimo canto de dor

Numa floresta desmatada

Que o homem derrubou

 

Ainda ouço ecoar

Pelas arvores caídas

Uma arara a gorjear

O fim de sua vida

 

A mãe perder a realeza

A terra perder a natureza

A alegria ganhou tristeza

Com o ultimo canto do tamanduá…

Continuar

Adicionado por Elvis Poeta de Rua em 31 julho 2011 às 23:44 — Sem comentários

UM DE AGOSTO

UM DE AGOSTO



Um de Agosto...

De um ano qualquer !

Nasci...algures,

Rodeado de imenso carinho,

Cercado de amor !

Terceiro filho duns Pais pobres,

Mas com a maior riqueza

No seu interior,

O amor que distribuiam aos filhos !

Vim preencher uma lacuna

No seio da minha família !

Faltava o filho,

O homem, o menino...

Ao longo deste percurso,

Tentei beber dos valores

Maravilhosos que meus Pais

Semearam para mim !… Continuar

Adicionado por Jorge Manuel Brites Pereira em 31 julho 2011 às 22:43 — 5 Comentários

Metamorfosis

 …

Continuar

Adicionado por LUIS ERNESTO CHACON DELGADO em 31 julho 2011 às 22:15 — 4 Comentários

SONHOS EM TRANÇAS

Talvez…

Continuar

Adicionado por Ka Santos em 31 julho 2011 às 18:47 — 1 Comentário

RESPIRE MEU SER.

 

 

Inspira o ar sente meu cheiro

Que a brisa leva parta ti

Deixa que entre nos teus pulmões

De mim se embevece.



Do meu cheiro de orvalho

De flor de manjericão

Que inebria a borboleta

Seduz as abelhas.



Vou arrebatar teu coração

Desviar teus…

Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 julho 2011 às 13:00 — 4 Comentários

PRAZER EXTREMO.









Oposto convexo sensual

Dentro do meu côncavo animal

Reveste a seda que me faz mulher

Curvas que fascinam teu olhar

Faço teus sonhos de amor fantasias.



Tépida no mar das minhas loucuras

Sem pincel dou cor ao teu prazer

Refazendo carícias perfazendo… Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 julho 2011 às 11:19 — 2 Comentários

QUEIMAR EM TUAS MÃOS.









QUERO SENTIR TEU AR OFEGANTE NO MEU PESCOSO.

VER NOS TEUS OLHOS MEU REFLEXO DE PURO DESEJO.



QUERO BRILHAR NA IMENSIDÃO DA NOITE ANTE A LUZ DA LUA,

QUE ENTRA ATREVIDA INVADINDO NOSSA INTIMIDADE.



SENTIR TEUS BEIJOS QUENTES DESLIZAR NO MEU CORPO NÚ.

QUEIMAR NA VONTADE DE…

Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 julho 2011 às 11:00 — Sem comentários

FOLHAS RISCADAS.









ESCREVO LINHAS TORTAS

LINHAS DA VIDA VENCIDA.

FAÇO UM CIRCULO NELE ME PERCO,

NA RETA ME DESEQUILIBRO.



NAS CORES SOU CINZA

MEU CORAÇÃO CARVÃO

MINHA ALMA INCOLOR

MINHA DOR É SANGUE.



NOS RABISCOS DESVREVO A TRISTEZA

A DOR DA SAUDADE... DA… Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 julho 2011 às 10:33 — Sem comentários

MENINA MULHER.











NÃO SEI SE USO ISSO OU AQUILO.

SE VISTO ESTE OU AQUELE VESTIDO.

SEMPRE ME PARECE UMA CONFUSÃO TER QUE REOLVER,

E DEPOIS DE VESTIR ACHAR QUE TENHO QUE TIRAR.



SÓ SEI QUE MEU CORAÇÃO PALPITA AQUI

SE DESMANCHA ALÍ COCHICHA ADIANTE,

E NO FIM NÃO SEI O QUE…

Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 julho 2011 às 10:30 — Sem comentários

AQUELE AMOR

 

Aquele amor

Ensinou-me que um verso vem do coração

É sentimento sem escape uma entrega sem apoio

Aquele beijo foi estonteante

Por segundos se sentiu desfalecer

Era uma química de corpos unidade absoluta de pele tudo se encaixava

Antes mesmo de abraçar a amada já por ele derretida estava

Era imagem sensação magia lençóis amarfanhados paixão NL 

 

Adicionado por Neuza Maria de Souza N.Ladeira em 31 julho 2011 às 6:34 — Sem comentários

Cósmica Metonímia - Dueto com Welinton Magno









O conteúdo, pelo continente...

Cósmica metonímia! 

Mágica harmonia!

Há que se ser senciente,

Para absorver essa…
Continuar

Adicionado por Claudio Poeta em 31 julho 2011 às 5:30 — Sem comentários

Homenagem de Minha Amiga - Neura











Sempre que! 



Sempre que vejo os pássaros voando

Os galhos das…
Continuar

Adicionado por Claudio Poeta em 31 julho 2011 às 5:00 — 1 Comentário

Se pegas...







Se te deixo me pegar...



Tuas mãos vão me afagar...



Assanhada vou ficar...



Sem mais querer partir...



Teus beijos vou exigir...



No teu destino vou entrar...



Teu coração enlaçar...



Sem mais querer seguir...



Me deixo ficar



Para… Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 30 julho 2011 às 20:00 — 2 Comentários

Lua Invernal

 

Lua invernal

 

Até a lua, Amante dos boêmios,

Companheira dos notívagos,

Musa dos poetas,

Acoberta-se.



Agasalha-se de nuvens,

Névoa,

Neblina.

Esconde-se

Do frio gelado.



Mas lá está! Sedenta.

Pronta. À espera.

À espreita...

O poeta sabe.



De repente, o minuano,

Ventania gelada do sul,

Faz o ébano celeste irromper;

Miríades de…

Continuar

Adicionado por Luiz Eduardo Caminha em 30 julho 2011 às 18:34 — 13 Comentários

Hatimu di goyang saya

....…
Continuar

Adicionado por Loubah Sofia em 30 julho 2011 às 18:30 — 2 Comentários

BRINCANDO COM AS PALAVRAS

BRINCANDO COM AS PALAVRAS



Eu escrevo por brincadeira

E assim me vou entretendo

Divirto-me bem á maneira

Com a inspiração que vou tendo



O desafio é muito tentador

Ir as palavras ordenando

Acaba de ser enriquecedor

Com isso amigos ganhando



Para eles irei… Continuar

Adicionado por Jorge Manuel Brites Pereira em 30 julho 2011 às 17:14 — 4 Comentários

LIÇÃO DOS PASSARINHOS...

 

Lição dos Passarinhos...



Comigo me peguei confabulando,

Como somos eternos insatisfeitos.

Estamos quase…

Continuar

Adicionado por CAROLINA DIOGO FAGUNDES em 30 julho 2011 às 16:47 — 6 Comentários

Adjectivando

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A poesia tem mil e um rostos

É sofrida, chorona, desesperada

Mimada, briguenta, indignada

Saudosa, sentimental, nostálgica

Solidária, humana,…

Continuar

Adicionado por Maria Fernanda Reis Esteves em 30 julho 2011 às 14:28 — 8 Comentários

SONHO DE UMA BORBOLETA.











Se fosse borboleta voaria entre as flores

Veria de perto suas multicores...

Cheiraria seus diversos perfumes

Pousaria nas suas delicadas pétalas.



Navegaria numa folha pelo rio

Veria os peixinhos brincando alegremente

Deslizaria pelas pedras polidas pela… Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 30 julho 2011 às 14:26 — 18 Comentários

Por Raena David - Promessa

 

Porque tudo o que me pedes é uma promessa,

De que não lhe deixarei só.

Pergunto-lhe, qual tua solidão?

Se tu sabes que mesmo se eu morrer...

Estarei em teu coração

Expresso meu…

Continuar

Adicionado por Loubah Sofia em 30 julho 2011 às 14:00 — 6 Comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

1999

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...