agosto 2011 Posts no Blog (396)

Meu pequeno beija-flor

                                       

 

Como um jardim a tua espera

Vivo... Eterna primavera!

Solve-me os beijos de amor...…

Continuar

Adicionado por ana lucia m.santos sampaio em 31 agosto 2011 às 22:40 — 1 Comentário

Enunciação unidirecional, centralidade integral.

Caminho feliz, passo sereno.

O ato de sentir e viver.

Maior sentido, junção do pleno.

 

Anterioridade de vida sem o que temer.

Maior anunciação do bem e do sentimento.

Oscilar entre o querer e o adorar.

Razão infinita do amar.

 

Puro é o sentir, vida enaltecida.

Amor, vida minha, criança querida.

Realidade aclarada, direção unívoca.

Aqui dedicar não só a palavra a vida.

 

Entrega do sentir e do…

Continuar

Adicionado por João Matias Santos em 31 agosto 2011 às 21:30 — 2 Comentários

GOSTAS...









Gostas... Toca-me...

Se estremecer ao teu toque

Serei tua.



Luly… Continuar

Adicionado por Luly Diniz em 31 agosto 2011 às 21:30 — 7 Comentários

Por amor_Sidnei Piedade

             Voce me trouxe a alegria despertando a emoção adormecida, pois sabe que faz parte da minha vida. Sonho em poder seu corpo acariciar e este sonho está perto e vou realizar, pois voce também quer e a gente vai se amar. O tempo passa e eu a procurar, sei que está perto e voce a me esperar , vou ser todo… Continuar

Adicionado por Sidnei Piedade em 31 agosto 2011 às 18:44 — Sem comentários

FETICHE

                                      

 

                                                  

 

 

 

Salto alto

Olhar fixo...

 

Cruzada de pernas...

Cinta…

Continuar

Adicionado por ana lucia m.santos sampaio em 31 agosto 2011 às 18:29 — 1 Comentário

VIVER







VIVER



Viver

É a contínua caminhada

Por nós projetada…

Continuar

Adicionado por Zélia Mendonça Chamusca em 31 agosto 2011 às 17:00 — 15 Comentários

FRUTO DOCE E AMARGO





Fruto doce dos anos nos lábios do tempo, onde o passado percebe a força do vento; - e da sabedoria que a experiência causa - sei da vanguarda embevecida à revelia de uma tirania incestuosa.



Ergofóbico – herdeiro de grande casta maltrapilha, filho bandoleiro infestado de…

Continuar

Adicionado por Hildebrando Souza Menezes Filho em 31 agosto 2011 às 15:30 — 3 Comentários

MEU AVESSO

MEU AVESSO

Sou nada...

Sou tudo...

Sou mais...

Sou poesia...

Sou aquilo que quero...

Sou o que não quero ser...

Sou o avesso dos meus ais...

Sou como crianças em…

Continuar

Adicionado por Maria Fátima Galdino de freitas em 31 agosto 2011 às 11:30 — 3 Comentários

MINHA MAIOR LIÇÃO

 

 

VEIO DO MEU AVÔ NUM CONFRONTO COM UM PADRE

 

Meu avô sempre me protegeu. De sete netos eu sempre soube que era a sua preferida. De tanto de mim gostar exigiu sempre mais de mim do que dos outros.

No seu entender estava a preparar-me para a vida. Eu sempre fui uma criança calada. Quando as coisas não me corriam bem eu chorava. Horas seguidas. Meu avô sempre me vinha consolar. No…

Continuar

Adicionado por joaquina vieira em 31 agosto 2011 às 10:52 — 6 Comentários

O SONO DO GUERREIRO

O SONO DO GUERREIRO

*Gilda Pinheiro de Campos*





Aqui você adormeceu...

Velei teu sono, mas tenho que ir...

A vida segue, já nada posso fazer...

Chegou o momento da despedida,

do dizer adeus ou até breve...

momento difícil e triste,mas

inevitável...

Jamais pensei que chegaria, mas chegou...

Minhas lagrimas, meu pesar serão meus eternos companheiros

nessa jornada que agora retomo, só, enfrentado

as intempéries da vida...

Se… Continuar

Adicionado por Gilda Maria Quintero em 31 agosto 2011 às 6:57 — 4 Comentários

Magnânima









Em mim, a vida está explodindo,

Querendo transparecer

E fazer acontecer...

Está…
Continuar

Adicionado por Claudio Poeta em 31 agosto 2011 às 4:53 — Sem comentários

Ainda moro aqui

Ainda moro aqui

Benedita Azevedo



De longe avisto as mangueiras

Mas, tudo está diferente;

O caminho antes deserto

É uma rua à minha frente;

Apresso o passo entre as casas

Desamarrando a corrente.



Solto as emoções contidas

Tento descobrir o ponto

Exato de onde era a casa;

Não demoro e logo encontro

O pé de manga espada,

E a saudade ali desconto.



Parece que nem mudei

Mesmo a casa não estando,

Só… Continuar

Adicionado por Benedita Silva de Azevedo em 31 agosto 2011 às 3:06 — 1 Comentário

BOCA RUBRA! VERMELHO VIVO! (DUO SILVIA MENDONÇA, LUFAGUE)

Imagem Google

  

Minha boca, rubra, Voraz e úmida,

Desperta de vontades,

Banha-se em saliva,



Lambe e sorve,



O prazer que em teu corpo dorme.



Ah, pequena parte de mim!

Morde-se pela fome do teu…

Continuar

Adicionado por LUCIA GUEDES (Lufague) em 31 agosto 2011 às 0:30 — 3 Comentários

ALENTO

Alento hás de encontrar no meu regaço,

sentindo o meu calor, o meu perfume,

na noite fresca, vendo o vagalume…

Continuar

Adicionado por Edir Pina de Barros em 30 agosto 2011 às 21:02 — Sem comentários

Os lábios que te dei

                                          

                                                                                    

 

 …

Continuar

Adicionado por ana lucia m.santos sampaio em 30 agosto 2011 às 18:46 — 1 Comentário

ABSTRAÇÃO

luzes na escuridão,

sete estrelas borradas em mim,



você se levanta e diz já estou indo

em um sorriso de saudade,

é uma vida perfeita acreditar,

acreditar que tudo vai bem na linha do horizonte,



quem se importa o que esta vivo ou morto,

seu charme incendeia o amor em mim,



a porta se bate com sua saída,

meu travesseiro, minhas lamentações ,



na mesa, as taças trincadas,

o amor e a felicidade brindarão em

uma noite longa e… Continuar

Adicionado por leandro ocsemberg em 30 agosto 2011 às 15:30 — Sem comentários

DITADOS POPULARES EM LINGUAGEM JURÍDICA

DITADOS POPULARES EM LINGUAGEM JURÍDICA







A fêmea ruminante deslocou-se para terreno sáfaro e alagadiço.



(A vaca foi para o brejo)







Desejo veementemente que V.Sa. receba contribuições inusitadas em vossa cavidade retal.



(Vá tomar no cu)







Desejo veementemente que V.Sa. performe fornicação na imagem de sua própria pessoa.



(Vá se fuder)







Creio que V.Sa. apresenta comportamento… Continuar

Adicionado por evilazioribeiro em 30 agosto 2011 às 14:31 — Sem comentários

O maravilhoso mundo da música: Dilermando Reis

 

                                                          A riquíssima musica brasileira

 

                   Não é patriotada.  O Brasil não se expressa somente através do Carnaval ou futebol.

       Esta composição, "Sons de…

Continuar

Adicionado por Jorge Cortás Sader Filho em 30 agosto 2011 às 14:07 — 4 Comentários

A HORA DO AMOR

No minuto do silêncio

A alma que fala.

Na boca que cala

o grito sufocado.

Nos olhos

que se olham

o infinito desvelado.

Na paz da fusão

um só coração

bate descompensado...

No calor da noite,

no frio da madrugada,

o silêncio do sagrado.

Entrega…

Continuar

Adicionado por Maria Luiza Silveira Teles em 30 agosto 2011 às 13:34 — 4 Comentários

SEDUÇÃO

Teus negros olhos, prenhes de candura,

fitaram-me sem pejos, mendicantes,…

Continuar

Adicionado por Edir Pina de Barros em 30 agosto 2011 às 11:30 — Sem comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

1999

Membros

Aniversários

Aniversários de Hoje

Aniversários de Amanhã

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...