Todas as mensagens do blog (31,664)

SOBREVIVENTE

Adicionado por Carlos Alberto Baltazar em 7 maio 2010 às 15:57 — 3 Comentários

...um caboclo cantarola... ll

Afogado com mandioca, tem;

Feijão acebolado, tem;

Arroz com taioba,

no fogão de lenha, também tem!



Chouriço e uma boa linguiça, tem;

Virado de banana com abobrinha, tem;

Frango caipira e dourada polenta

na panela de ferro, também tem!



Bolinhos pingados, tem;

Pamonha e pão de queijo, tem;

Curau e broa de fubá enrolada nas folhas de caeté

nas festas também tem!



Biscoitos de polvilho e paçoca, tem;

Suspiros… Continuar

Adicionado por Cristina Bonetti em 6 maio 2010 às 20:00 — Sem comentários

O medo tem coração

 

O medo tem coração

 …

Continuar

Adicionado por Nefertiti Simaika em 6 maio 2010 às 18:30 — Sem comentários

Uma Prece a minha Mãe







Senhor permita.

Que minha mãe esteja envolta

Em Seu Divino Manto

Enxugando as lágrimas

De saudade.

Que escorrem de seu pranto.

Absorvendo a Luz

Que ilumina e protege

Um coração que edifica

O valor de cada prece.



Perdoa Senhor.

Seus pecados,

E suas faltas.

Por ventura,cometidas

Pela passagem

De suas vidas,

Por aqui já… Continuar

Adicionado por Mônica do S Nunes Pamplona em 6 maio 2010 às 18:12 — 5 Comentários

"SHOW DA VIDA"

Adicionado por Carlos Alberto Baltazar em 6 maio 2010 às 15:15 — 2 Comentários

SILÊNCIO...

Adicionado por Carlos Alberto Baltazar em 6 maio 2010 às 12:24 — 2 Comentários

Duas vidas, em mim!



Moveu-se em mim, a vida.

À principio de leve, brandamente,

semelhando-se a um anjo que passasse

e, bem terno, roçasse o meu regaço.

Moveu-se em mim, a vida.

Dentre minhas entranhas, gracioso,

um movimento terno, caricioso...

Balbucio de vida, um início de ser.



Moveu-se em mim, a vida.

E EIS QUE É MEU FILHO!

Eu o sinto; ele existe!

Ele é só meu...

Ele é…
Continuar

Adicionado por Maria Auxiliadora Mota Gadelha V em 6 maio 2010 às 5:00 — 2 Comentários

Mudanças Mundiais

Movimentos

Mundiais

Metamorfoses

Mundanas

Movediças

Memórias

Mudas

Mudam o Mundo

I-mundo

Adicionado por Robertson Luiz Buse em 5 maio 2010 às 21:19 — Sem comentários

O que é a Vida?

Um pensamento que circula pelas vias das emoções

O acaso de um encontro de pura química

Uma interpretação das leis da paternidade

Um fruto de uma árvore genealógica



Um sonho realizado



Um espírito que voltou para se renovar e melhorar

Uma alma errante a procura de auxílio para crescer

Um espantalho que o destino usa para afastar os maus olhados

Um sentimento perdido procurando se reconhecer



Um amor realizado



Um simples… Continuar

Adicionado por Robertson Luiz Buse em 5 maio 2010 às 20:54 — 2 Comentários

Cabelos Dourados (DUETO)

Entre anjos e querubins,
vivo a vida em permanente vigília.
Não tenho tempo a perder.

Trigos dourados trago nos cabelos,
o verde tenho nos olhos.
Assim é meu alvorecer.

Ouço o canto dos pássaros e vejo a bruma.

Bebo da fonte, em suma.





(Cristina Bonetti & Jan Câmara)

Adicionado por Cristina Bonetti em 5 maio 2010 às 20:00 — Sem comentários

ESCREVA-ME

Adicionado por Carlos Alberto Baltazar em 5 maio 2010 às 17:08 — 1 Comentário

O carinho atinge a quem o quer receber...

Emitir amor e carinho em frequências perceptíveis ao coração humano é tão inteligente para quem o transmite quanto necessário para quem o recebe.. Desde que na mesma frequência... Falo ñ por que sou tagarela, mas por que gostaria de conhecer o tímbre de seus ouvidos ou a força de sua recepção... Um grande amigo me disse: "Joãozinho, seja um bom ouvinte!"... E desde então procuro saber em que frequência se expressam e se estaria eu apto a receber todas informações que me vêem ao encontro.… Continuar

Adicionado por joão luiz da silva madeira em 5 maio 2010 às 11:53 — 1 Comentário

De nada vale.

De nada vale o por sol mais lindo

Se você não esta aqui comigo

De nada vale a lua mais cintilante

Se eu não tenho você nesse instante.



De nada vale meu futuro com vida

Se você não é minha querida

De nada vale meus sonhos realizados

Se eu não tenho você do meu lado.



De nada vale minha respiração

Se me falta você como inspiração

De nada vale demonstrar meu amor

Se depois que te perdi só ganhei dor.



De nada vale procurar… Continuar

Adicionado por Elvis Poeta de Rua em 5 maio 2010 às 9:35 — 2 Comentários

Vingança



A vingança
Custa um preço mórbido
Para quem alcança

Adicionado por Mônica do S Nunes Pamplona em 5 maio 2010 às 7:40 — 2 Comentários

O SONHO ACABOU!



Palavras incertas, ruas desertas

No meu sonho, você já não mais está

Enorme o meu desejo de encontrar

Imagens do nosso tempo e

Deste encontro, matar as saudades de

Alguém que importante foi, mas que do meu

Lado, já não mais poderá estar, porque os

Os dias passaram e mataram

O nosso sonho.

Lembranças e carinho, foi o que restou

O passado aconteceu, foi bom, mas não volta

Agora...sussurre… Continuar

Adicionado por Marcia Moreno em 4 maio 2010 às 23:32 — 3 Comentários

EU QUERIA...



Queria traduzir em poesia

tudo o que eu sentia

mas havia dentro do meu coração

uma mania de amar por vilania

de não acreditar no que você dizia

sei que eu vivia em fantasia e

fazia da minha vida uma ventania.

Remoendo esta minha tirania

hoje penso se valia

demonstrar o que eu fingia

para satisfazer a tua honraria.

Se pudesse eu queria

acabar com essa ironia

e abolir minha… Continuar

Adicionado por Marcia Moreno em 4 maio 2010 às 21:54 — 1 Comentário

SEMENTES



Minhas tristezas são as sementes,

que ao colher, desfrutaram para

a vida eterna.



Oh! Doce canção venha espantar

meus prantos e acolher-me ao

mundo profundo.

Quero amar!

Não me deixe!



Sou reluzente, de um sol

incandescente, sou luz poeta,

menina mulher tristeza,

menina mulher morena!



Quero sorrir e não flutuar

nas nuvens cinzentas.

Oh! Natureza, leve-me… Continuar

Adicionado por Marcia Moreno em 4 maio 2010 às 21:33 — 2 Comentários

VEM, MAS NÃO DEMORA!



Vem abraçar-me, quero depois sentir saudades.

Vem proteger-me da chuva, chove muito.

Vem levar-me no colo, para que eu não molhe meus pés.

Vem cobrir-me com cobertor, sinto frio.

Vem verificar minha temperatura, tenho febre.

Vem beijar-me, estou carente.

Vem ficar do meu lado para ver o sol nascer.

Vem curtir esse mar e molhar nosso corpo.

Vem almoçar, fiz o seu prato predileto.

Vem chorar no meu… Continuar

Adicionado por Marcia Moreno em 4 maio 2010 às 21:20 — 1 Comentário

O Tempo um expectador indiferente

Um expectador indiferente

Assim é o Tempo

Os Caminhos que chegam ao horizonte

São simples ilusão da nossa razão



O Tempo

Aprisiona a Vida num espelho

E torna as nossas retas e as nossas curvas

Símbolos convexos



Ficamos paradoxalmente nos contemplando

Magoados na dor e extasiados na felicidade

E sem perceber nos tornamos

Simples mortais



E no final

Mostraremos as cicatrizes em nós

Acusando o Tempo de… Continuar

Adicionado por Robertson Luiz Buse em 4 maio 2010 às 20:48 — 2 Comentários

Kleistiana - Eric Ponty

Kleistiana



Há noites que não durmo dentro poema,

dos sonhos azuis outros ainda densos,

da árvore da primeira árvore prima,

àquela em que Kleist disse à consciência.



Sim, inocência, apesar deste grito,

desbragada legião despidos anjos!

Se Aquela árvore só conhecimento,

retornamos ao estado de inocência?



Nesta insonia percebo-lhe finito,

da imagem outra, espelho de tão côncavo,

através de uma saída ao… Continuar

Adicionado por Eric Ponty em 4 maio 2010 às 20:11 — 2 Comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

1999

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...