Todas as mensagens do blog (31,868)

Inconveniências

Não quero ser arauto da discórdia

Nem postilhão de guerra inglória

Só mensageiro de bons presságios

Estafeta da alegria e da concórdia

Não quero ver a Pátria em estilhaços

Nem fazer vénias a troco de gorjeta

Não sou vassalo, nem lacaio

Nem moeda de troca no bolso dos ricaços



Já não suporto a lei do fazer de conta

Saber viver é o que custa nesta selva

E eu não consigo ser aquilo que não sou

Há todo um logro neste mundo que me… Continuar

Adicionado por Maria Fernanda Reis Esteves em 23 maio 2010 às 18:33 — 1 Comentário

Weremoon

foto by Tucalipe


Diga "cheeeese"!

Fotografei.
Timidez, talvez
Ou por estar cheia
Ela não apareceu
Na velha Rolleiflex.
Lua... toda cheia
Agora só sai com digital...

Soaroir 6/6/09

Adicionado por Soaroir de Campos em 23 maio 2010 às 17:45 — 1 Comentário

Tão verde que senti ciúmes

TÃO VERDE QUE SENTI CIÚMES
Mouro HC

Te conheci
de repente mulher
num momento qualquer
num domingo vadio.
Invadi e invadiste
meu corpo
sem pedir licença.
Te conheci
de repente voz
num canto qualquer.
Te registrei
tão verde que senti ciúmes
da poesia e da natureza.
TE ENCONTREI MADURA.

RJ, 5/10/2007.

Adicionado por Mouro HC em 23 maio 2010 às 17:30 — 1 Comentário

Pergunta preciosa

Sairei
por instantes...
quando retornar,
quero te encontrar
mulher,
dama,
fêmea,
puta,
obediente
aos meus desejos...

- Nesta ordem? – perguntaste.

A ordem dos fatores
não altera a mulher
que eu amo.
Só te desejo sincera...
Te esmera...


Mouro HC

Adicionado por Mouro HC em 23 maio 2010 às 17:30 — 1 Comentário

Teu joelhinho é...

Entroncamento da estrada
chamada Pernas e Coxas,
que leva a uma Bela Estação.


Mouro HC

Adicionado por Mouro HC em 23 maio 2010 às 17:30 — Sem comentários

O amor está em todos os lugares

O amor nasce com o arrebol,
Baila com o calor do sol,
Descansa na praça florida,
Beija a asa da ave ferida,
Viaja ao vento p´ra outra terra,
Volta pela rota da serra,
Resplandece à luz do luar,
Molha-se nas águas do mar,
Viceja ao chegar a primavera,
Pensa que sua vida é quimera,
Pousa no vidro da janela,
Sofre no coração da donzela...

Mardilê Friedrich Fabre

Adicionado por Mardilê Friedrich Fabre em 23 maio 2010 às 16:21 — 4 Comentários

ALFORRIA

E deste lindo sonho despertar

deixando para trás meus vãos desejos,

tuas carícias, teus mais loucos beijos,

de tudo que é ilusão me libertar...



Espreguiçar, tirar as marcas tuas

de minha boca cheia de carinho,

dos meus lençóis de seda em desalinho,

de tuas mãos em minhas carnes nuas...



E despertar! E ver a realidade!

Sentir da dor, seu peso e densidade...

Nela perder-se e nunca mais… Continuar

Adicionado por Edir Pina de Barros em 23 maio 2010 às 16:15 — 1 Comentário

CLARIDADES



Acordei

Com teu nome na mente

Uma esperança no peito

Um sonho no rosto

Um sorriso nos lábios.



Teu nome

Falou-me de claridades

Quis abrir as cortinas da tua alma

Para ver o sol doirando teus pensamentos.



Queria

Poder enxergar através desta luz

Todos os teus desejos e saber

Se meu coração tu levas contigo.



Sonho

Com este amor que atravessou

O meu…
Continuar

Adicionado por Marcia Moreno em 23 maio 2010 às 16:00 — 3 Comentários

Nunca fui poeta!

Poeta nunca fui,
talvez sim um trabalhador
Das palavras...
Nunca me preocupei em poetizar,
Apenas deixo meus dedos correrem...
Ah!.. meus dedos...
Sejam num teclado ou num corpo de mulher,
Quanta poesia me traduzem!


Mouro HC

Adicionado por Mouro HC em 23 maio 2010 às 15:00 — 1 Comentário

Eu ou Ele? Nós?

Eu ou Ele? Nós?

 

Jesus..............

Cristo ou Judas?



Jazigo solitário ou

Caminho direção?



Juiz da verdade ou

Cadáver sem…

Continuar

Adicionado por JCVMoura em 23 maio 2010 às 14:30 — Sem comentários

Respire a Esperança

Ninguém nunca disse que te ama?

Com um simples olhar

Não expressaram a tua importância?

Não fiques triste, é pura ignorância...



Foi preciso eu surgir em teu caminho

Para saberes o calor de um carinho,

Por mais estranho que possa parecer

Aos olhos de quem não ama.



Serei a fonte… Continuar

Adicionado por Cláudio Avelino em 23 maio 2010 às 12:30 — 3 Comentários

Redemoinhos

Quando a tempestade se anuncia

Faz os sentimentos se tornarem redemoinhos,

Onde a dignidade humana some,

Dando lugar ao instinto da sobrevivência.



Não é mais a vida humana um Dom Divino

Quando a ameaça apresenta-se no caminho

Ou quando a sede de poder é mais importante

Do que a… Continuar

Adicionado por Cláudio Avelino em 23 maio 2010 às 12:30 — 1 Comentário

MINHA LUZ QUEBRADA

MINHA LUZ QUEBRADA



Quando dei por mim o Sol se punha

Com a Saudade, fiquei desatenta.

A Vida é testemunha

Do meu calar, desta memória sonolenta.

Não sei o que é feito de mim!?

Ouvi rumor trazido pela ventania

Que na estrada, já lá bem no fim!?

Uma silhueta imprecisa se via.



Raio a raio vai-se o Sol a diluir

Cansei de remar contra maré e até de lembrar

Perdi agilidade tropeço ao… Continuar

Adicionado por natalia canais nuno em 23 maio 2010 às 12:00 — 11 Comentários

No mesmo canto.





Encontro me no mesmo lugar

Que um dia você quis me deixar

Quando naquele dia deixou de me amar

Meu mundo em lágrimas começou a derramar.



Seu amor o meu abandonou

E aos poucos de mim se afastou

Minha vida nesse dia desabou

Tudo por que você me largou.



Nada voltara a ser como antes

Por isso choro nesse instante

Por um amor que me deixou aos prantos

Mas se quiseres me…
Continuar

Adicionado por Elvis Poeta de Rua em 23 maio 2010 às 10:30 — 2 Comentários

O Suplicar de um abraço!



Abraça-me agora!

Estou precisando do afago morno e brando do teu corpo...

Abraça-me sem medo, aconchegue-me ao teu peito e sinta meu coração pulsar...

Tira-me de sintonia e me leva a sonhar.

Abraça-me para que eu possa sentir que não me esqueceu,

que teu corpo ainda é meu e que nosso amor não morreu...

Quero sentir tuas mãos, tocando o meu coração e unindo ao teu.

Abraça-me...

Nem que seja pela última vez,… Continuar

Adicionado por Suzy Antunes em 23 maio 2010 às 10:30 — 4 Comentários

Os deuses o céu e eu...

Nem os deuses entenderam, porque essa noite o lindo céu azul escureceu!

Sufocaram o descontentamento...quando descobriram que o céu era testemunha

do que eu sentia por ti.

Toda noite sentia que o céu me chamava, minha imaginação flutuava.

A lua iluminava o meu olhar e me desviava das estrelas, o azul deslumbrante

parecia que me envolvia nos braços... meus pensamentos voavam cada vez mais alto,

entre as nuvens brancas eu… Continuar

Adicionado por Suzy Antunes em 23 maio 2010 às 10:28 — 1 Comentário

Em sonhos te encontrei!

Em sonhos no teu mundo entrei, corrir atrás do vento,

soprei meus pensamentos e com ele viajei...

Ah, entre as coisas mais lindas, eu te encontrei...!

Em meio a poesia senti as batidas do seu coração...

Na vastidão dos teus pensamentos, só presenciei ternura

de uma alma pura, transparente, exalando amor.

Entre as flores, o seu perfume foi o que senti...

No esplendor do céu, a lua ilumina tua face...as estrelas… Continuar

Adicionado por Suzy Antunes em 23 maio 2010 às 9:50 — Sem comentários

Deleite

DELEITE

Um filme na tv
Deitados na cama
Amor por prazer

Adicionado por Mônica do S Nunes Pamplona em 23 maio 2010 às 8:30 — 3 Comentários

obstinação

obstinação

 

meu corpo bruto
trafega pela insolência
da vida que não vive!


JCVMoura, 23 de maio de 2010.

Adicionado por JCVMoura em 23 maio 2010 às 2:30 — Sem comentários

TRISTEZA

Tudo é o fim! Tudo é o nada!
Rasgo negro sem ilusão, num
Inferno incoerente de
Sombra hirta e magra...
Tudo é o nada! Tudo é o fim!
E a miséria que me assola
Zomba traiçoeira, enquanto
Afogam-me, águas subterrâneas de mim!

JCVMoura, 23/5/2010

Adicionado por JCVMoura em 23 maio 2010 às 2:30 — Sem comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

1999

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...