Blog de Fernando José Corte Real Azevedo (85)

Passo a Passo

                Step by Step

Não me queixo do que a vida me deu

Nem reclamo do que tenho agora

Se tudo fosse diferente não seria eu

O mesmo…que te fala nesta hora.

Ganhei e perdi tantas coisas na vida

E nem sempre lutei pelo melhor

Que até entrei em becos sem saída

E também já chorei a minha dor.

Fui presunçoso em algumas ocasiões

Mas nunca ignorei uma maldade

Um tudo ou nada ingénuo nas ações

Contudo sempre fiel na…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 14 fevereiro 2018 às 22:18 — 6 Comentários

Despedida

DESPEDIDA

Beija-me a face lívida

As mãos que te dizem: Adeus…

Consola-me na despedida

Cola os teus lábios aos meus.

E diz o que há para dizer…

Quando dois seres se afastam

Que no fundo do meu ser…

Só as verdades se arrastam.

Chorar não vale nem me alenta

Guarda apenas as recordações

Enquanto o dia não se ausenta

E a noite traga negras emoções.

A paz no mundo…ó minha flor

Foi tudo o que sonhei…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 11 fevereiro 2018 às 8:06 — 4 Comentários

SE O AMANHÃ CHEGAR...

SE O AMANHÃ CHEGAR…

O tempo leva-me para onde quer que vá

Sou um viajante…aqui e em qualquer lugar

Nada em mim anda por aí ao Deus dará

Tenho ideias definidas e metas por alcançar.

Se a vida fosse apenas o chegar ou partir

E pelo meio ficassem as marcas de cada dia

Nós nunca teríamos motivos para sorrir

E um sonho seria o cais do desejo e fantasia.

A minha esperança está para além do trivial

Do lugar comum cantado em tom profano

E não…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 30 dezembro 2017 às 12:57 — 9 Comentários

Venha a Nós o Vosso Reino

Venha a Nós o Vosso Reino



Nos confins do azul que nos cobre como um manto

Para lá da última estrela que consegues avistar

Existe um reino e nele só alguns podem entrar…

Por ser aquele a que nós chamamos de lugar santo.

Nele há uma cidade cheia de coisas maravilhosas

Pois é morada de anjos e outros seres celestiais

As suas bases são todas feitas de ouro e cristais

E em todas as suas doze portas pérolas preciosas.

Ao centro um…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 24 dezembro 2017 às 22:05 — 2 Comentários

A Terceira Visão

                       A Terceira Visão

 

 

Não importa em que ponto fixamos o nosso olhar

Que impacto nos provoca um cheirinho a poesia

 Se apagamos estrelas que nasceram para brilhar

E frente ao espelho só vemos uma superfície vazia.

 

Só é triste trazer ao colo o nosso bicho de estimação

E não mexer um dedo para ajudar quem precisa

Somos quem somos…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 2 dezembro 2017 às 21:14 — 3 Comentários

RENASCER

                    RENASCER

A vida é um sonho...onde tudo me foi permitido

E como em todos os sonhos existe o despertar

Então aí...tudo o que fiz será pesado e medido

Até ser luz e fixar-me nos céus do teu olhar.

Que o verbo se entranha nas almas escolhidas

E vai correndo nas veias como um rio de poesia

E são os dons que distinguem as nossas vidas

Que antes de haver o sonho já Deus as conhecia.

E se das cinzas nascem…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 9 novembro 2017 às 8:12 — 2 Comentários

Tal e qual o Amor

O meu Amor, que não tem conta, peso e medida

Será sempre o sentimento que desejo partilhar

Que sem Amor pouco ou nada somos nesta vida

E tudo o mais existe para aprendermos a amar.

O Amor para ser compreendido tem de ser vivido

E para ser genuíno precisa de ser incondicional

E entre…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 15 janeiro 2017 às 11:54 — 4 Comentários

Um Santo e Feliz Natal para todos vós...

                         NATIVIDADE

 

 

Ainda me lembro…de quando ouvia a cotovia

De como a neve ia moldando…o cenário ideal

E eu criança…enchia com desejos e fantasia

As cartas que escrevia e enviava ao Pai Natal.

 

Noite feliz…tão cheia de encanto e de magia

Os doces na mesa e em todos a paz celestial

Que pela terra dos sonhos eu…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 22 dezembro 2016 às 11:42 — 3 Comentários

ESPERANÇA

                                ESPERANÇA

Foi um som distante o que me chamou a atenção

Neste dia com tons de cinza e alguns aguaceiros

Um concerto da natureza em perfeita comunhão

Com o desejo de deixar o tédio nos travesseiros.

Soalheira esta paisagem onde cresce a esperança

Que mesmo em dias tristes tem algo para dizer

Acredito…porque é preciso acreditar na bonança

Enfrentar a tempestade com vontade de vencer.

Vinham ao…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 8 dezembro 2016 às 3:35 — 1 Comentário

Mapa dos Sentidos

Estes são os meus versos preferidos

Fechei os olhos e sem imiscuir coisa alguma

Criei então o meu mapa dos sentidos

Depois fiz-me ao mar que a nau era só uma

E ia de mim para mares desconhecidos

Que o ser poeta é ser tudo e coisa nenhuma

E tudo ser apenas o vento de levante

Ou quiçá a luz de um astro cintilante.

Todos temos um norte na jornada

Um ponto de referência para nos guiar

Um estímulo aonde cai a alvorada

Uma pura vontade de…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 4 dezembro 2016 às 12:58 — 7 Comentários

O melhor de mim

Faz tempo que não te via...que não sabia de ti

Que nem escutava o silêncio que havia entre nós

As aves partiram e eu...apenas fiquei por aqui

A tropeçar nos sonhos que me falam de viva voz.

Vivo e cresço com a luz que existe ao meu redor

Vou atrás da vida...quero achar o melhor de mim

Sem hora nem lugar tenho fome do nosso Amor

E sou nuvem passageira a espreitar no teu jardim.

Por motivos que desconheço ainda acho…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 2 dezembro 2016 às 17:11 — 3 Comentários

Nunca te direi adeus

Na minha cama...passam sonhos e inquietações

Passam horas em que me debruço a pensar

O que seria do mundo...sem políticos ou ladrões

O que seria de mim sem te conhecer e amar?.

No coração...o tropel de cavalos soltos ao vento

Agito-me em cenários de profunda…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 16 outubro 2016 às 18:30 — 2 Comentários

Por Caminhos de Sol e Lua

            Por Caminhos de Sol e Lua

Haja alguma coisa que um dia nos mereça

O fervilhar do sangue em sentida comunhão

Com o romance que nos passa pela cabeça

Quando alguém confessa a mesma intenção

E por caminhos…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 23 agosto 2016 às 6:30 — 2 Comentários

INOX TIME

INOX TIME

 

Os sons despertos nas arribas do subconsciente

Sem vacilar vão galgando cada pedaço do beijo

E tu olhando o mar…pelo inox time do presente

Sentes que és uma ilha e que te move o…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 18 agosto 2016 às 6:01 — 6 Comentários

Rosas de Portugal

Rosas de Portugal

 

Por mais pequena que seja

Qualquer luz a sombra alcança

Quem ama também deseja

Ter no coração uma esperança.

 

Podias vir pela mesma estrada

E eu nem sequer te…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 1 agosto 2016 às 8:26 — 9 Comentários

Jasmim do Poeta

           Jasmim do Poeta

 

Jantar a dois e os toros a crepitar na lareira

Abrindo o coração…solta-se toda a verdade

Soube pelo teu sorriso que fui a vida inteira

Muito mais que uma…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 1 agosto 2016 às 6:31 — 2 Comentários

SEMENTE

Fazendo justiça a todos os que com a sua prestação

na Trívioletra SEMENTE tornaram possíveis estes

versos. Aqui faço o meu reparo com os meus mais

elementares pedidos de desculpa a todos pela omissão

da sua autoria nos tercetos que introduzi neste poema:

A…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 23 julho 2016 às 20:27 — 13 Comentários

DOMINGO

                                       DOMINGO

 

 

Desperto com o sol que me diz…coisas de insondável beleza

Enquanto o mundo dorme e sonha o que o sonho quer dizer

E por ser domingo existe em mim…uma certa aura de leveza

Descanso e paz…tempo de viver e ser canção do amanhecer.

 

 In memoriam…em que havia concertinas…missa e futebol

Horas de prazer…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 19 julho 2016 às 10:50 — 1 Comentário

Per si...

                          PER SI…

 

Ao largo…tudo me parecia tão distante

Até que um dia…o céu sorriu para mim

E a minha vida passou a ser…doravante

Uma história com princípio…meio e…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 9 julho 2016 às 12:00 — 2 Comentários

DE CORPO E ALMA

                         

Para as minhas queridas filhas...

Ana Patrícia Corte Real e Sónia Cristina Corte Real

                        DE CORPO E ALMA

 

 

Cerro em meu peito os mais nobres sentimentos

Em carta fechada muito daquilo que já escrevi

E quantas vezes me lembro de certos momentos

De ver escorrer das veias o que sou…o que…

Continuar

Adicionado por Fernando José Corte Real Azevedo em 9 julho 2016 às 5:03 — 2 Comentários

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço