Blog de Nieves Merino Guerra (419)

SANGRE DE DRAGO

 …

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 27 março 2018 às 19:56 — 4 Comentários

LLAMA EN EL RECUERDO

.

Un gran amor nunca llega a su fin.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 4 junho 2017 às 10:30 — 12 Comentários

Sueños de invierno

.

Noite de ilussão e fantasía, meta renovada

baixo a neve fría dos beijos dos enamorados.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 24 abril 2017 às 14:30 — 13 Comentários

Medo



Fotografía desde uma de minhas janelas, onde agora estou sentada

..…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 24 abril 2017 às 14:00 — 8 Comentários

Río

.

.

Me deslizo sinuoso y serpenteante

en el abismo profundo de la historia.

.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 24 abril 2017 às 13:30 — 10 Comentários

Tan cerca, tan lejos... -Soneto+Otenos-

 

 

Sueño despierta -como en una nebulosa-.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 18 setembro 2016 às 11:30 — 10 Comentários

Cuando - al fin - te encontré...

.

Sobre el lienzo donde esbozo…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 13 setembro 2016 às 19:00 — 9 Comentários

Su mirada, su sonrisa... - A mi mami - Arte de Rodolfo Araneda-

Mami - Enero 2016-

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

.

Su mirada -olhar…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 28 agosto 2016 às 11:30 — 9 Comentários

Vereda sin vida - sobre la imagen- Arte de Rodolfo Araneda-Chile-

.

Condúceme hasta el libro 

abierto entre horizontes…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 25 agosto 2016 às 0:00 — 7 Comentários

Si no hay nostalgia...

.

 

Más duelen las noches…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 23 julho 2016 às 14:00 — 6 Comentários

A golpe de rebeldía

 

Coge Vulcano el martillo con fiereza en…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 3 julho 2016 às 9:30 — 4 Comentários

Un himno a la esperanza

 .

Es de noche...

Se escucha el susurro de una oración.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 26 junho 2016 às 19:00 — 2 Comentários

Quietud

Quietud de medianoche desvelada en besos sutiles ansiados escarbando con la mirada su mirada ausente encauzando tus sentidos divagadores por los puertos, madreselvas e insectos que elevas a la altura de lírica coherente e inherente de quien se siente y sabe poeta aunque se deje enroscar por metáforas preñadas, ingrávidas, parturientas, mientras la amada se aleja con ese deje…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 26 junho 2016 às 7:00 — 4 Comentários

Numa lágrima

.

Numa lágrima.

 Num profundo silêncio.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 25 junho 2016 às 19:30 — 6 Comentários

Olvido del Tiempo

.

Místico valle de oraciones

difuminan mantras sublimes, …

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 25 junho 2016 às 10:13 — 4 Comentários

Llegó "La Hora"





Cuerpos deformados,…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 13 junho 2016 às 18:30 — 8 Comentários

Miseria - Todo es Cuerpo

.Un ocaso de febrero de 2016 desde La Playa de  La Laja, en Las Palmas de Gran Canaria …

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 12 junho 2016 às 18:30 — 5 Comentários

Cuando veas

.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 11 junho 2016 às 19:30 — 6 Comentários

Huellas de humo

.

 

Con alas ajadas nada…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 11 junho 2016 às 18:30 — 3 Comentários

Nanas de abril

.…

Continuar

Adicionado por Nieves Merino Guerra em 10 junho 2016 às 19:30 — 11 Comentários

© 2019   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço