Blog de Helder Gonçalves (157)

Homenagem do PEAPAZ - DrªSILVIA MOTA

Adicionado por Helder Gonçalves em 5 abril 2018 às 5:18 — 4 Comentários

CANGA IGNÓBIL

Só realmente podemos dar o valor aqueles que labutam por melhores condições de vida se, por nós, também ela, a vida, nos foi, igualmente, difícil.

Mas, na verdade, a busca da liberdade e da visão de um homem livre, só se consegue lendo muito e estudando. Porque:

Sem…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 21 março 2018 às 10:28 — 2 Comentários

ALFAMA - Rosa Maria

Naquela viela por onde tanto passei

Meias portas, toscos e feios cortinados

Silhueta de mulher ali, mal refletida

Rosa Maria de xaile – Que tanto gostei

Candeeiros a tremeluzir desgastados

Fados que cantava – Nunca…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 19 março 2018 às 19:53 — 2 Comentários

RUAS DESERTAS por Hélder Gonçalves

RUAS DESERTAS

As ruas por onde passo estão desertas.

Sem alma, janelas fechadas, luz difusa

Portas fechadas - Cadeados bem fortes.

Caminhando com esperanças incertas

Onde encontrar abrigo, sem ter recusa,

Continuo, perdido em tantos desnortes

As ruas por onde passo existem pessoas

Escondem-se em cortinados, nas janelas;

Espreitam quem passa, não se mostram,

Nem abrem as portas, o medo está…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 18 março 2018 às 19:59 — 2 Comentários

Quando os Loucos Tomam Conta do Poder

Quando os loucos tomam o poder

Os falcões aproveitam e se perfilam

É cíclico em toda a humana História

Adormecida estupidificada sem ater

Forças do mal reprimidas conspiram

Esperando o momento da sua glória

Quando os loucos tomam o poder…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 18 março 2018 às 15:54 — 4 Comentários

SERVIDÃO

Na tua loucura eu meu encontro

Na tua inquietude eu me defino

Na tua insensatez eu devaneio

Nos teus desvarios me surpreendo

Na tua angustia eu te procuro

Na tua tristeza eu me associo

Na tua liberdade eu respeito

Nas tuas incertezas,…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 17 março 2018 às 7:07 — 4 Comentários

PARA TI MULHER

MULHER

(dia internacional da Mulher)

Para ti Mulher- Escrevo, hoje, um poema

Com respeito e amor.

Num altar te ponho, rainha do mundo,

Com devoção e fervor.

Em Ti os atributos humanos são o tema,

A chama, a luz e calor:

Com que abraças o…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 8 março 2018 às 7:46 — 2 Comentários

A Contabilidade da Vida - por Hélder Gonçalves

 

A CONTABILIDADE DA VIDA

Naquelas longas noites escuras de silêncios - Só eu!

Nos balanços da escrita da vida, do Deve e Haver

Da minha contabilidade registada - Saldo esperado

Não apresentado - O fecho ainda não aconteceu!

Esperança dos objetivos do que ainda poderei ter

De coisas incertas e, também, do saldo transitado.

Nesta escrita organizada, no livro da nossa vida,

Todas as contas serão arrumadas no Deve e…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 27 fevereiro 2018 às 7:05 — 3 Comentários

PAIXÂO

A paixão é uma doença

Que maltrata o coração

Insurge-se dominante

Impondo sua presença

Tomando conta da razão

Raio que acerta triunfante

Trata-se com bom remédio

Para a causa bem acertado

Não com panos de linho

Mas também contra o…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 26 fevereiro 2018 às 7:15 — 2 Comentários

FANTASIAS - por Hélder Gonçalves

Nos ébrios momentos do meu cansaço

Na lassidão do meu corpo rechaçado

Visão eufórica em distorcido sentimento

Rasgada alegria num falso curtimento

Tudo emerge nos olhos em cores garridas

De páginas voltadas há pouco sofridas

Das solidões em voluptuoso amarfanhar

Esperanças melífluas no meu sonhar

Momentos de plena e doce ilusão

Em que tudo se permite na confusão

Idílicos e fugidios amores que…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 24 fevereiro 2018 às 19:15 — 4 Comentários

Coração de Poeta

Coração de poeta, quanto é falso!

Traiçoeiro, por demais…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 22 fevereiro 2018 às 10:10 — 6 Comentários

ENCONTRO - por Hélder Gonçalves

ENCONTRO

Quando te encontrei

Após longo tempo,

Juntos naquele espaço

Duas chávenas de café

Bem perto já esquecidas

O mundo agitado

À nossa volta corria.

Mas eu nada via -

Só os teus olhos

Eu fixava!

Tuas palavras eu queria,

Em silêncio escutar.

Algumas histórias

Em turbilhão contaste.…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 20 fevereiro 2018 às 20:42 — 5 Comentários

PESADELO

PESADELO

Esta noite visitei o dia em que morri

Estendido na cripta da igreja

Mais próxima da casa em que habitei

Olho em volta – Ninguém sorri

Alguns amigos – Poucos que eu veja

Família – E o filho que amei!

Todos à volta conversam, baixinho

Alguém que chega. Me…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 18 fevereiro 2018 às 8:00 — 10 Comentários

Ah Se Todos Soubessem!

REBELDIA

Ah - se todos soubessem,

o…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 15 fevereiro 2018 às 7:28 — 7 Comentários

REBELDIA

REBELDIA

Ah - se todos soubessem,

o porquê

da minha rebeldia,

do meu tormento

Desta ansiedade,

tal como este dia -

De mil invernos.

Destapado – Ao vento,

que seca, sem piedade,

a minha alma,

num jeito de lamento,

de folhas retorcidas,

arrastadas no…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 8 fevereiro 2018 às 10:56 — 3 Comentários

O MEU CASTELO

O MEU CASTELO

Num acervo de ilusões

Sonhos e deceções

Construi meu castelo

Em refúgio da vida insana

Vendo os ocasos serenos

Sons de música gregoriana

Na defesa fortalecida

Pelos tropeços e enganos

Das malquerenças havidas

Portas fechadas imerecidas

Sentimentos…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 7 fevereiro 2018 às 7:37 — 5 Comentários

VAIDADE

Quando escrevo um poema

Não procuro fama nem o aplauso

Nem sequer o elogio e adulação

O desabafo será antes um lema

Até sem saber o efeito que causo

Antes fluir - Dar palavra ao…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 7 junho 2017 às 7:22 — 2 Comentários

MEU AMOR VEIO DE LONGE

 

Dos confins da terra

Do principio de tudo,

Das alvas manhãs

Onde aves livres, voam.

Homem Guarani ali conserva

Genuíno, sua nudez - Assim povoam.

Meu amor vem de…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 17 maio 2017 às 14:00 — 2 Comentários

A Árvore que Plantei

Tal como aquela árvore - Eu sou!

Faz muito tempo - Perto a plantei

Tanto cresceu – Como ficou frondosa!

Muita sombra deu – Nunca parou

Conforto oferecido - Jamais imaginei

Que, por ser tão grande, era famosa

Foi…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 14 maio 2017 às 5:30 — Sem comentários

DIA MUNDIAL DA MÃE

Palavra tão grande – Mãe

Universal no seu Mistério

Do Verbo - Do princípio de tudo

Todo Amor que do Céu vem

Legado…

Continuar

Adicionado por Helder Gonçalves em 11 maio 2017 às 13:52 — Sem comentários

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço