Blog de Dione Fonseca de Barros (152)

O fogo continua  destruindo

O fogo continua  destruindo

 

Na imensidão escura surge a luz

Bolas incandescentes rumo  incerto

Estrema beleza nos fomos luminosos…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 17 abril 2018 às 1:09 — 3 Comentários

Pensamentos Sonhos

Pintei o horizonte de azul celestial

Salpiquei com cores do nascer do sol

Passarinhos voando felizes e barulhentos

O cheiro de cipreste no ar e flores coloridas

Esperei meu amado com o coração em festa

O encanto da vida presente e castelos…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 6 dezembro 2017 às 22:41 — 6 Comentários

ENTARDECER

           Entardecer

 

  Escuto ao longe o som que vai me invadindo

A m´musica suave côa acordes celestiais // m…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 16 outubro 2017 às 20:26 — 2 Comentários

Pensando

Sabedoria e amor se uma não andar com a outra estaremos destruindo as duas.
Se o amora tudo perdoa é errado. O amor é justo e do bem
Amar é corrigir.Corrigir a si mesmo e aos filhos e alunos e os amigos. A palavra doce provoca calma. Mesmo na guerra existe a paz interior
Se em. ossas casas estamos…
Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 5 outubro 2017 às 18:53 — Sem comentários

Águas celestes

Águas celestes

 

Suavemente desliza  sobre folhas verdes

]A poeira já não existe no verde…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 30 setembro 2017 às 0:01 — 3 Comentários

Não fale que é justo

 

Não fale que é   justo

Diga que não existe igualdade

Onde estão os homens de bem?…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 19 julho 2017 às 21:13 — Sem comentários

Queridos poetas

Fiquei sem PC. Voltando e espero que meu PC funcione, abraços a todos

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 18 janeiro 2017 às 19:30 — 5 Comentários

O sal

O Sal

Sal de mim brota com sabor dor

 Escorre dentro d’alma ferindo

Rubro invisível soluçante…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 2 dezembro 2016 às 16:22 — 8 Comentários

Solidão

 

Solidão

Solidão me  sufoca  lentamente

Minhas azs estão molhadas

São minhas lágrimas caladas…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 2 novembro 2016 às 9:40 — 3 Comentários

Seios que jorram vida- Outubro Rosa

 

 

Seios que fluem vida

 Alimentando o filho

Imunizando a humanidade…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 4 outubro 2016 às 11:57 — 3 Comentários

Lágrimas de mulher

 

 Lágrimas de mulher…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 28 agosto 2016 às 14:00 — 7 Comentários

Encontro de amor

Encontro de amor

 

União de lábios

Selando pactos.

Serenando…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 26 agosto 2016 às 0:27 — 3 Comentários

PAI

Pai

Pai ausente, mas presente.

Dentro de nós

Escondido em nossas células

Livre em nosso coração…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 21 agosto 2016 às 13:00 — 4 Comentários

Saudades e sonhos

 

 Saudades e sonhos

 

Sonhando com estrelas refletidas no mar…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 28 julho 2016 às 22:00 — 11 Comentários

Fênix que teme renascer

Fênix que teme renascer

 

O dor que me queima

Minhas entranhas viram…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 23 julho 2016 às 22:30 — 3 Comentários

Poetas e escritores

Poetas e escritores

Poetas e escritores

Quando não podem falar, compõem. A alma…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 17 julho 2016 às 20:30 — 11 Comentários

Minha alma é assim

 

Minha alma caipira é assim 

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 14 julho 2016 às 14:30 — 4 Comentários

Amo sempre

 Amo sempre

Amo ouvir o som do mundo

A maritaca chamando as amigas

 O passarinho cantando ao sol

As…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 7 julho 2016 às 8:00 — 4 Comentários

Ai saudade

 

Saudade sem tempo

Que nasce no coração

Surge a qualquer momento

Instala no peito com paixão

 

Dolorida vontade de rever

Quem o coração busca

Para momentos felizes viver

Sentimento que na alma queima

 

Brasa fria, que em minutos…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 6 julho 2016 às 18:00 — Sem comentários

Horizonte despedaçado

 

Horizonte despedaçado

 

Fragmentos sentidos na memória

Tristes, alegres e hilários.…

Continuar

Adicionado por Dione Fonseca de Barros em 15 junho 2016 às 1:26 — 5 Comentários

Membros

Designers PEAPAZ

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

*Reinaldo*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço