Seus ouvidos, pier de palavras e sons naturais,
selecionam audições preferenciadas
espedaçando sentenças
morfologicamente erradas.

Surdez seletiva sobre o dia a dia,
palavras sujas, desfocadas, rebeldias
sonâmbulas, assassinato dos verbos,
sons guturais, hieróglifos cegos.

Exibições: 105

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Paolo Lim em 27 julho 2017 às 18:31

 MARGARIDA MARIA MADRUGA: Num tempo de tantos sons e palavras ao vento... Obrigado por me prestigiar. Bjs do amigo Paolo.

Comentário de Antonio Cabral Filho em 27 julho 2017 às 17:56

Paolo, sempre Paolo! Parabens.

Comentário de Marcia Portella em 27 julho 2017 às 13:01

Leio,ouço e reflito..Te abraço

Comentário de Neuza de Brito Carneiro em 26 julho 2017 às 21:54

Interessantes suas metáforas. Hieróglifos já são cegos por falta de conhecimentos, imagine cegos confirmados!

Comentário de Elías Antonio Almada em 26 julho 2017 às 17:14

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 26 julho 2017 às 14:45

Esses ouvidos sao muito especiais.

Membros

Aniversários

Aniversários de Hoje

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...