Muitas vezes o indivíduo tem um comportamento agressivo sem explicação plausível e extrapola em atitudes, como o que ocorreu nas redes sociais sobre a exposição de “Queermuseu” no Santander Cultural/RS. Nos é facultada a inteligência para manter o discernimento em equilíbrio, a qual é obscurecida por sentimentos nocivos que geram ações maléficas impulsionadas pelo armazenamento de fantasmas, desejos, tabus e fantasias que habitam o inconsciente. Desta forma, o indivíduo perde a razão quando invade a individualidade de forma desastrosa.

A arte e suas formas de expressão nasceram com a humanidade e passaram por inúmeras vertentes de acordo com a época. Em cada obra está contida a essência do artista que permite fluir suas emoções e sentimentos, seu patrimônio imaterial e intransferível. Cabe a nós espectadores gostar ou não, mas nunca cercear e incitar movimentos depreciativos. Os últimos acontecimentos autenticaram pensamentos retrógrados.

Exibições: 53

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de ROSEMARIE PARRA em 14 setembro 2017 às 10:19

Comentário de Elías Antonio Almada em 14 setembro 2017 às 1:49

Comentário de Neuza de Brito Carneiro em 13 setembro 2017 às 22:20

É verdade, Vera Regina. nem cercear nem incitar movimentos depreciativos. O respeito às diferenças dos outros ainda deve ser o principal fator de convivência humana.

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 13 setembro 2017 às 22:19

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 13 setembro 2017 às 20:50

Qué cierto Vera Regina,cada vez son las actitudes poco gratas en distintos portales,no se decir que la culpa es de los adolescentes o de los padres que cada vez están más ausentes en la educación de los hijos.

Un gusto pasar por tus letras.

Cariños de Inesita

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 13 setembro 2017 às 20:37

 A manifestação da Arte, em suas diversas vertentes, foi cerceada através dos tempos. E a sexualidade, idem. Entre inúmeras obras literárias e artísticas destaco, num passado remoto:

- "A Arte de Amar": série de três livros de poesia erótica, do poeta romano Ovídio. Os primeiros dois volumes da série foram escritos entre 1 a.C. e 1 d.C. O poeta foi banido de Roma pelo imperador Augusto e presume-se que a causa do banimento seja o fato do imperador ter considerado imoral os seus conselhos na obra que aqui destaco.

- “Kama Sutra”: cuja autoria foi atribuída ao brâmane Vātsyāyana, que viveu entre os séculos IV e VI antes de Cristo, é um dos maiores textos do hinduísmo medieval e não se constitui em livro pornográfico, como é, muitas vezes, apresentado no Ocidente.

O que ocorreu com a exposição “Queermuseu”, pelo tema que ostenta, é ranço do passado, alimentado por alguns grupos que se prendem de forma exacerbada aos conceitos ultrapassados de Arte e Sexualidade. Pensamentos retrógrados, que não mais se sustentam no Século XXI. A Arte, de forma geral, merece um olhar diferenciado por parte do público e que seja esse olhar desprovido de preconceito e discriminação, que não nos deixam enxergar a sua verdadeira essência.

Agradeço-te o posicionamento crítico relevante.

Beijosssssssssss

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...