Arriscar...ganhar ou perder
De Té

Mesmo sabendo, que já me amavas tão pouco.
E que esse amor ,também nem chegava a amigo.
Eu arrisquei a jornada, e preferi estar contigo.
Mesmo a padecer.
O que faria de mim ao te perder?

Tantas vezes experimentei,

neste sentimento por um fim.
Mas julgava morrer, e não conseguia.

E pensava, o que seria de mim.

Não te tendo, ficava sem nada.
E, mesmo a saber,
que esse teu carinho, por mim murchava

Outros caminhos te aliciavam

mas, eu ainda via uma cintilação,
e não tinha coragem,
de nunca mais ver o teu olhar.

De não ouvir a tua voz.
Escrevia palavras sem fim,
pelas madrugadas de mim,
a exorcizar-te do meu coração.
Mas porque teve se ser assim?
Se ao perder-te eu vi.
Naquele dia, que nunca esqueci.
Que este amor, que te dedicava era em vão

E tu não merecias o meu perdão

E eu não merecia ser prisioneira de  uma ilusão

Teu coração andava desgovernado

Tuas indecisões te desnorteavam
Mas a verdade ,é que nesta jornada,

Como deixamos ,que tão depressa

chegássemos ao fim
Eu acabei por ficar sem nada
Porque levaste contigo ,o meu coração.

DE TÈ Etelvina Da Costa




Exibições: 35

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 28 novembro 2017 às 9:50

Na vida é preciso arriscar Ganhar ou perder é a consequência.. Vale sempre arriscar quando o caminho nos encanta só quando estamos nessa caminhada sabemos quantas decepções quantas dificuldades mas nunca se deixa uma empreitada sem ser concluída depois ou ganhou ou perdeu  é a lei da vida...Muito obrigada pelo destaque lindo..

Se não a ofende eu arrisco dizer-lhe que seria gostoso nos destaques ter o nome da pessoa destacada ou o poema.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 26 novembro 2017 às 18:53

 Eu-lírico nostálgico, em versos que traduzem uma alma apaixonada.

Parabéns e Felicidades!

Beijosssssssssssss

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 26 novembro 2017 às 10:53

As suas palavras me envolvem agradavelmente e não me arrependo , nem que só uma pessoa sentisse o que meu coração viveu de amargura e decepção , pois sei como existe alguém que sabe descrever nos seus comentários de forma taõ rica as mensagens escondidas nos meus versos...... Pergunta-se porque o poeta não esconde seus desamores suas decepções? porque o poeta serve-se precisamente desse dom de escrever  para exorcizar suas dores , e também para enaltecer suas alegrias suas paixões seus amores correspondidos .. é isso ser poeta sem inibições mas de forma clara e concisa saber abrir a sua alma e escrever é a forma de não se ferir de não empurrar mais o punhal que lhe cravaram no coração  e assim vai amornando a dor até que ela se dilua ....... Poeta lírico é um chorão ouvi dizer um dia destes .. o lirismo bem escrito é belo só que não há quem aprecie não é o lirismo que não apreciam é o intimismo com que o lírico descreve  seus pesares... acham que é devassar a vida privada ... Um poema bem escrito  tendo em conta o respeito por si próprio e pelo leitor não é devasso nem chorão  é apenas um poema que deixa uma mensagem...que nem todos sabem entender .Camões foi um lírico intimista e foi é  a maior figura da nossa literatura só foi apreciado quando morreu.  ...Conheço muito mais poetas tanto da literatura portuguesa como da brasileira que escrevem com sentimento admirável ... Obrigada amigo  deixar uma mensagem que faça pensar positivamente  um poeta nunca se deve inibir de o fazer....... Um fortíssimo abraço e a minha amizade .

Comentário de Paolo Lim em 26 novembro 2017 às 8:33

Confessional e profundo o poema narra um amor que, mesmo na dor, se manifesta, nos move e faz viver. Uma linda composição que nos faz pensar... Bravooooooo ! Bjs do amigo Paolo.

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 24 novembro 2017 às 14:39

Para ganhar ou eventualmente perder é preciso arriscar é este o jogo da vida muito grata minha amiga pela companhia beijo

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 24 novembro 2017 às 14:35

Muito obrigada Amigo Elias preso a sua presença na minha página que muito me engrandece..  Um forte abraço 

Comentário de Elías Antonio Almada em 24 novembro 2017 às 14:13

Muito bom

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 24 novembro 2017 às 14:10

É assim o viver. Nem sempre ganhamos.

Membros

Aniversários

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...